Conecte-se agora

Alto índice de feminicídio no Acre é alvo de debate na Câmara

Publicado

em

O levantamento realizado pelo Monitor da Violência, que aponta o aumento de 7,3% nos casos de feminicídio em 2019 em comparação com 2018, foi alvo de debate na Câmara de Rio Branco nesta quinta-feira, 5, pelas vereadores Lene Petecão (PSD) e Elzinha Mendonça (PDT), únicas representantes mulheres da Casa.

Os dados colocam o Acre como destaque negativo em relação à violência contra as mulheres. De acordo com os números, o estado lidera o ranking nacional de homicídios de mulheres.

Para Lene Petecão (PSD), faltam políticas públicas e ela cobrou a participação maior do estado para coibir essas agressões que muitas vezes resultam em mortes.

“A violência está gritante. Não podemos permitir esse tipo de absurdo, temos que cobrar o Estado e que ele apresente um projeto para coibir esses assassinos de mulheres. O Estado tem que ofertar uma rede de proteção a essas mulheres e criar políticas públicas para proteger as mulheres”, afirmou.

A vereadora Elzinha Mendonça (PDT) lamentou a alta taxa de violência contra as mulheres e destacou que o ano está apenas no começo, mas o estado do Acre já apresenta vários casos de assassinatos contra as mulheres.

“No decorrer da matéria, o que me chamou mais atenção é que os dados são referentes aos anos de 2018 e 2019, mas no início deste ano de 2020 já estamos conhecidos como o maior em índice de feminicídio”, relatou a vereadora.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas