Conecte-se agora

Tapiri consegue liminar e impede de nova empresa fornecer alimentação para os presídios

Publicado

em

Em setembro deste ano o promotor de justiça Tales Tranin em uma fiscalização surpresa descobriu três toneladas de alimentos vencidos no presídio Francisco de Oliveira Conde.

Depois do flagrante, a direção do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (IAPEN) decidiu encerrar o contrato com a Tapiri, empresa que era responsável pelo fornecimento da alimentação, e abriu um novo processo licitatório.

A ganhadora foi a empresa F. Iris Castro da Silva – Farma Vítor, empresa ligada a família do ex-deputado estadual Nelson Sales, que deveria começar a fornecer os alimentos a partir desta quinta-feira, 21.

LEIA MAIS: Iapen contrata empresas por mais de R$ 11 milhões sem licitação

Só que a Tapiri entrou na justiça e conseguiu uma liminar, concedida pela juíza Zenair Ferreira Bueno, da 2ª Vara de Fazenda Pública da Comarca de Rio Branco, por meio de um mandado de segurança impedir que a empresa assuma o contrato.

A Tapiri alega a existência de irregularidades no procedimento administrativo para contratação emergencial como a desconsideração de uma primeira escolha das melhores propostas e modificação do termo de referência sem motivação por parte da Administração; da quebra do sigilo das propostas mediante apresentação de cotação aberta de preço ao e-mail do IAPEN; da remessa de proposta, por parte da empresa vencedora, quando restavam apenas dois minutos para o encerramento do prazo de envio de propostas; da possível criação da empresa com o único propósito de celebrar a contratação direta com a Administração, entre outras supostas irregularidades.

Em suas alegações para deferir a liminar, a juíza Zenair Ferreira Bueno afirma, “encontram-se presentes indícios de que o procedimento de contratação da empresa F. Iris Castro da Silva – Farma Vítor padece de vícios, mormente quando considerada a existência de propostas sigilosas e outras abertas, o que fere o parágrafo 3º do artigo 3º da Lei de Licitações; a ausência de qualificação da empresa contratada (falo da empresa F. Iris Castro da Silva – Farma Vítor), que não comprovou possuir capacidade técnica operacional para cumprimento do contrato mediante a execução pretérita de atividades pertinentes e compatíveis com as características, quantidades e prazos exigidos na contratação por dispensa emergencial; a ausência de qualificação financeira, especialmente quando considerado que a empresa contratada não apresentou balanço patrimonial comprobatório da sua boa situação financeira.

A magistrada determinou a imediata suspensão do contrato firmado entre a empresa F. Iris Castro da Silva – Farma Vítor e o governo do estado, até a decisão final de mérito.

0715296-53.2019.8.01.0001 (1)

Propaganda

Destaque 6

Kobe Bryant, ex-astro da NBA, morre em queda de helicóptero

Publicado

em

Por

O ex-jogador de basquete Kobe Bryant, de 41 anos, morreu em um acidente de helicóptero em Calabasas, na Califórnia, na manhã deste domingo (26). A informação inicial foi do site TMZ Sports, com confirmação de autoridades locais à revista Variety. Ele estaria com outras quatro pessoas a bordo. O ex-jogador deixa esposa e quatro filhos, Gianna, Natalia e Bianca e a recém-nascida Capri.

A polícia de Los Angeles confirmou apenas a queda de um helicóptero com cinco vítimas em Calabasas, mas não fala no astro do basquete da NBA. A causa do acidente ainda está sob investigação. As autoridades inclusive publicaram imagens da tentativa de resgate.

Para muitos, Bryant é o maior jogador que surgiu na NBA após a “Era Jordan” no Chicago Bulls, e os números individuais e conquistas coletivas ajudam a explicar o porquê.

Neste sábado, Kobe foi ultrapassado por LeBron James na lista dos maiores pontuadores na história da NBA. LeBron foi a 33.655 pontos, ultrapassando Kobe (33.643 pontos).

A última mensagem pública de Kobe foi justamente parabenizando o também astro dos Lakers pelo feito.

Black Mamba

Ala-armador de habilidade rara e com enorme capacidade de fintar os adversários, “Black Mamba” foi apenas a 13ª escolha do draft de 1996, mas foi muito mais longe do que seus “companheiros de turma”.

Apesar de ter sido selecionado pelo Charlotte Hornetts, jogou por toda a carreira no Los Angeles Lakers, onde fez história em dois momentos distintos da carreira. Ao lado de Shaquille O’Neal, fez uma das maiores duplas da história da liga, com três títulos consecutivos entre 2000 e 2002.

Ainda assim, surgiram questionamentos sobre a capacidade de o astro conduzir o Lakers à glória sem Shaq ao seu lado, e a resposta veio em grande estilo alguns anos mais tarde.

Após uma dolorida derrota por 4 a 2 para o arquirrival Boston Celtics na final de 2008, Kobe chamou para si a responsabilidade nas finais de 2009 e 2010. Primeiro com um 4 a 1 sobre o Orlando Magic de um Dwight Howard no auge, e depois numa revanche sobre o Celtics de Pierce, Garnett, Allen e Rondo num emocionante 4 a 3. Deixou as quadras em 2016, com mais de 33 mil pontos e no posto de terceiro maior cestinha da história da NBA.

Os Lakers chegou a aposentar as duas camisas de Kobe, número 8 e 24, para ninguém usá-las mais. Ele foi o único jogador na história da equipe a receber essa honra.

Títulos da NBA: 5 (Los Angeles Lakers — 2000, 2001, 2002, 2009 e 2010

Prêmios de MVP das finais: 2 (Los Angeles Lakers — 2009 e 2010)

Prêmios de MVP: 1 (Los Angeles Lakers — 2008)

Continuar lendo

Destaque 6

Banco Central reteve 199 notas falsas em 2019 no Acre

Publicado

em

O Banco Central reteve em 2019 quase 440 mil cédulas de reais falsificada em todo o País. No Acre, foram 199 cédulas, a menor quantidade entre todos os Estados. No Amapá, penúltimo na escala, foram 264 unidades. Os dados são parciais e não foi divulgados o valor referente ao Acre.

Explica-se: menor população, menos dinheiro em circulação, menos espaço para jogar notas falsas no mercado. O número de 2019 – ainda parcial – representa uma queda de 21,2% em relação ao verificado em 2018, quando 557,5 mil cédulas foram retidas pelo BC, segundo O Estadão.

O Banco Central recomenda recusar imediatamente a nota se você perceber que ela é falsa, até porque, mesmo que você aja de boa fé ao receber uma cédula falsa, repassá-la a outras pessoas, sabendo de sua falsidade, é crime. O Código Penal prevê multa e reclusão por períodos que podem variar entre seis meses e dois anos.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas