Conecte-se agora

Moradores cobram recuperação de ponte em bairro histórico do município de Xapuri

Publicado

em

Moradores do bairro Braga Sobrinho, popularmente conhecido como bairro da Bolívia, em Xapuri, cobram a prefeitura do município pela recuperação da ponte que une a comunidade ao centro da cidade. Com a estrutura de madeira em estado precário, a ponte se tornou perigosa para quem a atravessa diariamente, principalmente crianças e idosos, já havendo relatos de quedas ocorridas por conta dos inúmeros buracos existentes.

As reclamações dos moradores não são recentes. No começo do mês de setembro deste ano a situação foi denunciada na programação da Rádio Educadora 6 de Agosto, ocasião em que a prefeitura, por meio do secretário municipal de Infraestrutura, José Cecílio Evangelista, anunciou que as obras de recuperação da ponte seriam iniciadas durante o mês de outubro. Como o prometido não se cumpriu, as cobranças foram retomadas.

Leia mais: Prefeitura anuncia recuperação de ponte que pode isolar bairro em Xapuri

A ponte foi reconstruída em 2010 pelo governo do estado em parceria com a prefeitura. Mesmo tendo sido erguida um metro e trinta centímetros acima da altura da estrutura anterior, ela foi encoberta, desde então, por duas grandes enchentes do Rio Acre, nos anos de 2012 e 2015, eventos que podem ter apressado o processo de decomposição da madeira. A base da ponte é construída em ferro e, segundo a prefeitura, está em boas condições.

Na parte superior, praticamente todo o madeiramento já apodreceu e as proteções laterais já desabaram, tornando iminente o risco de alguém cair de uma altura aproximada de 10 metros até o leito do igarapé. Raimunda da Silva, conhecida pela alcunha de Bizita, moradora antiga da comunidade, diz que a situação da ponte é grave. Segundo ela, não há mais por onde os pedestres passarem sem correr o risco de acidente.

“Nós estamos pedindo que a prefeitura agilize a recuperação dessa ponte porque já não há mais condições de se atravessar por ela. As pessoas passam por não haver outro jeito. Um dia desses, um senhor caiu aqui ao tentar se proteger de um carro que passava ao mesmo tempo, pois a única maneira possível é de se passar pelo meio da ponte, desviando dos buracos e dividindo o espaço com os veículos”, afirmou a moradora.

Contado na manhã desta quarta-feira, 6, o prefeito Ubiracy Vasconcelos (PT) informou que o serviço de recuperação da ponte será iniciado na próxima segunda-feira, 11 de novembro. Dias antes, ele havia explicado em entrevista na Rádio Aldeia FM, de Xapuri, que estava atento ao problema da ponte e que a prefeitura estava com o processo de aquisição da madeira e dos outros materiais para a reforma em andamento.

O bairro da Bolívia possui uma conotação histórica relacionada ao tempo da Revolução Acreana. Contam alguns relatos orais que a Fonte do Bosque, localizada um pouco antes da ponte, teria sido usada pelos seringeiros-soldados de Plácido de Castro antes da tomada da intendência boliviana de Mariscal Sucre.

Propaganda

Cidades

Movimento Vacina Brasil imuniza moradores de Brasiléia e Epitaciolândia

Publicado

em

O Ministério da Saúde prevê concluir no dia 30 de novembro a segunda fase do Movimento Vacina Brasil nas Fronteiras. A ação, que conta com a vacinação para sarampo e febre amarela, está sendo realizada em oito municípios brasileiros que fazem fronteira com Argentina, Paraguai, Uruguai, Bolívia e Colômbia. No total, 16 municípios terão suas ações de vacinação intensificadas.

No Acre, os município de Epitaciolândia e Brasiléia, que fazem fronteira com Cobija, capital do departamento boliviano de Pando, recebe o Movimento Vacina Brasil nas Fronteiras, do Ministério da Saúde.

O objetivo é ampliar a cobertura vacinal para essas doenças devido à reemergência do sarampo nas Américas e potenciais surtos de febre amarela em regiões do Brasil. A ação envolve países do Mercosul (Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai) e países associados ao Mercosul (Bolívia e Colômbia).

O Movimento Vacina Brasil nas Fronteiras começou na última segunda-feira, dia 18 de novembro.

Continuar lendo

Cidades

Emissão de carteira e trabalho no município de Cruzeiro do Sul é suspensa

Publicado

em

Mudanças no endereço da Delegacia do Trabalho do município de Cruzeiro do Sul fizeram com que os serviços de emissão do documento sofressem algumas interrupções. A primeira delas foi a suspensão temporária do serviço, que só deve voltar a normalidade a partir da próxima semana.

Hoje, os serviços estão sendo disponibilizados apenas de forma parcial. A expedição de carteiras de trabalho estão suspensas temporariamente, são oferecidas apenas de forma digital, por meio do site https://gov.br/trabalho. No local está sendo realizada apenas a entrada no processo de seguro desemprego.

A delegacia do trabalho está funcionando atualmente no Centro da cidade, no prédio onde funciona o Idaf. Segundo informações de servidores ao site local Juruá Online, a previsão de normalização de todos os serviços é para a próxima semana.

Com informações do Juruá OnLine

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.