Conecte-se agora

“Pessoas com nível de desconexão emocional se sentem bem ao ver cenas fortes”, diz psicóloga

Publicado

em

A propagação em grupos de WhatsApp e nas redes sociais de um vídeo da decapitação de uma jovem por membros de uma facção criminosa em Rio Branco revela que, ao contrário do discurso, a maioria das pessoas possui um fascínio às vezes inexplicável por desastre, principalmente quando se trata do outro. É o que se vê nos pedidos de compartilhamento e envio do comentando vídeo que abalou o Acre.

O ac24horas conversou com Ana Flávia Rodrigues, psicóloga clínica e especialista em psicoterapia, sobre tema. Para a psicóloga existem pessoas que possuem algum nível de desconexão emocional, não necessariamente em nível patológico, que se sentem bem ao ver cenas fortes que lhe tragam alguma sensação de adrenalina.

LEIA MAIS
>>Vídeo mostra membro do Comando Vermelho decapitando jovem de 19 anos em Rio Branco

“A partir de um ponto científico precisa ser investigado; pois não se pode dizer que alguém ou algumas pessoas com essas práticas são consideradas doentes ou possuem algum transtorno mental. A fim de entender, do ponto de vista da pessoa comum, o que a motiva ver os vídeos compartilhar notícias, a se comportarem de tal forma; trata-se de pura curiosidade”, afirma.

O ac24horas conversou com Ana Flávia Rodrigues, psicóloga clínica e especialista em psicoterapia, sobre tema

Ana Flávia diz que as pessoas são atraídas por “qualquer coisa fora do comum. Somos atraídos pelo grupo na qual estamos cercados. Se outra pessoa está vendo eu também quero ver.” A explicação da psicóloga converge com a teoria freudiana de que o homem é produto do meio.

“O tema morte ainda é considerado um tabu entre muitos. O ser humano motivado principalmente pela cobertura acelerada da imprensa e a dificuldade de acesso a materiais explícitos. Mesmo os programas televisivos mais sangrentos têm um mínimo de pudor (ou esbarram na legislação) na hora de mostrarem as desgraças cotidianas, já as redes sociais não. Na verdade somos atraídos por qualquer coisa fora do comum. E somos atraídos pelo grupo na qual estamos cercados. Se outra pessoa está vendo eu também quero ver”, explica.

Há quem possui inclinação a doses poderosas de adrenalina, segundo a psicóloga. Esse é um dos motivos para tanta curiosidade e busca por conteúdos carregados de desastre e até com cenas macabras.

“Com exceção dos psicopatas e daqueles acostumados, pelo acaso ou por profissão, qualquer um que já presenciou um acidente sabe que a pulsação acelera, as pupilas se dilatam e ficamos bem tensos ao ver cenas chocantes. Acredito que esclarecimento para a população é necessária. A busca pelas informações saudáveis é essencial.”

LEIA TAMBÉM:
Policia já identificou autores de video macabro em que jovem é decapitada

Propaganda

Destaque 2

Três dias após chegar da Europa, Gladson viaja para Nova York

Publicado

em

Em nove meses de governo, Gladson Cameli inicia nesta quinta-feira, 19, a sua quarta viagem internacional.

Apesar de ter chegado da Europa apenas há três dias, o governador acreano já embarca para mais uma viagem fora do Brasil.

A agenda agora é nos Estados Unidos, mais precisamente em Nova York, onde Gladson participa de agendas do Fórum Global dos Governadores para Climas e Floresta (GCF-sigla em inglês).

A agenda de Cameli nos “estates” vai de sexta, dia 20, até a segunda-feira, dia 23.

Desde que assumiu o governo do estado, Gladson já esteve no mês de maio na Colômbia para debater meio ambiente. No mês seguinte, Cameli viajou ao Peru, com o objetivo de discutir acordos de cooperação e relações comerciais entre o Acre e o vizinho país. E agora já neste mês de setembro, do dia 10 ao dia 15, esteve na Europa participando de um intercâmbio tecnológico referente a soluções para combate a incêndio.

Continuar lendo

Destaque 2

Colisão entre dois carros e uma moto deixa duas pessoas gravemente ferida na BR-364

Publicado

em

Um grave acidente envolvendo dois carros e uma motocicleta deixou três pessoas feridas na noite desta sexta-feira (13), nas proximidades da Vila Albert Sampaio, na BR-364, em Rio Branco.

De acordo com informações de populares que presenciaram o acidente, João Figueiredo, de 74 anos, trafegava no seu carro modelo Yaris de placa QLX-8833 no sentido Rio Branco-Porto Velho quando passou sem frear no quebra-molas que fica nas proximidades da Vila Albert Sampaio e colidiu na traseira de uma moto CG de cor vermelha onde trafegava um casal. Com impacto, o casal moto foi arremessado com a moto na parte de trás do veículo Gol de placa MZV-2877 que após a colisão foi parar fora da estrada.

Três ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas para prestaram os primeiros socorros. As vítimas foram encaminhadas ao Pronto-Socorro de Rio Branco.

De acordo com os paramédicos do Samu, a mulher que estava na garupa da moto sofreu um traumatismo no peito e uma fratura exposta na perna direita. Já o condutor da moto sofreu um traumatismo craniano e foi entubado ainda dentro da ambulância. Ambos estão em estado de saúde grave. A terceira vítima, o senhor João deu entrada no PS em estado de saúde estável.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) esteve no local e isolou a área para os trabalhos dos peritos. Os veículos foram removidos da BR-364 até o pátio da PRF.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.