Conecte-se agora

Gladson: “fiz o que pude pela Socorro”

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas 

O GOVERNADOR Gladson Cameli (PP), disse ontem ao BLOG DO CRICA, que espera que a prefeita Socorro chegue ao segundo turno. “Fiz de tudo para fechar a eleição; Pedi voto, me empenhei, mas não posso obrigar ninguém a votar na minha candidata”. E disse que, na democracia tem de se respeitar o povo.

ATÉ O ÚLTIMO MOMENTO

NA CONVERSA que teve ontem com o BLOG DO CRICA, Gladson ressaltou que vai acompanhar hoje a prefeita Socorro Neri (PSB)  nas visitas ás seções eleitorais, e só depois embarcará para votar em Cruzeiro do Sul. Votará no professor Zequinha (PP) a prefeito.

NÃO SE SENTE TRAIDOR

GLADSON CAMELI diz não ter o sentimento de ter traído nenhum aliado. “Cada um teve o seu candidato, respeitei. Mas tenho o direito de ter apoiado a Socorro, com quem me identifico”, disse.

GOVERNO SERÁ REPACTUADO

SOBRE qual será o seu caminho depois da eleição, Gladson ressaltou que vai começar tudo do zero, passando uma borracha em tudo que aconteceu. Promete chamar todos os dirigentes dos partidos que estavam na coligação da sua eleição, para uma repactuação de espaços dentro do governo. “Vou mudar até a logomarca do governo”, prometeu ao BLOG.   

NADA CONTRA O BOCALOM

SOBRE Tião Bocalom (PP), líder disparado nas pesquisas para a prefeitura da capital, Gladson destacou não ter nenhuma diferença política com ele, e que se for o prefeito não terá problema algum em conversar sobre uma parceria para a capital.

CARREATA QUE MARCOU

O SENADOR SÉRGIO PETECÃO (PSD) e a candidata a vice- prefeita, Marfisa Galvão (PSD), comandaram ontem a maior carreata da campanha, sacudindo os bairros da periferia com muita alegria. O candidato a prefeito Tião Bocalom (PP), com a Covid-19, ficou em casa em tratamento. Não vai votar hoje.

EXPECTATIVA DE PRIMEIRO TURNO

HÁ GRANDE EXEPCTATIVA dentro do comando da campanha de Tião Bocalon (PP) de vencer a eleição já no primeiro turno. Estão baseados em pesquisas de fluxo internas e na voz das ruas.

DISPARADA, A MELHOR CAMPANHA

O QUE PESOU A FAVOR do Tião Bocalon (PP) chegar ao segundo turno deixando os adversários bem atrás nas pesquisas, foi o fato de ter feito a melhor campanha, alegre, com jingles comunicativos, o melhor programa eleitoral, o que somados à sua memória eleitoral o levou a cair na graça do eleitor dos grotões. Foi uma campanha em que tudo deu certo.

MARFISA GALVÃO

NÃO PODE SER ESQUECIDA a participação da vice Marfisa Galvão (PSD), uma guerreira, que saia com sua equipe ao alvorecer e só retornava para casa à noite, após sucessivas reuniões nos bairros. Não foi uma vice que ficou no papel, entrou na guerra.

100% POPULAR

O GRANDE COMANDANTE da campanha foi o senador Sérgio Petecão (PSD), que de megafone em punho, entrava nos bairros pedindo votos, onde amanhecia tomando café da manhã com os militantes. Destaque-se, também: Não fossem a senadora Mailza Gomes (PP) e o deputado José Bestene (PP), a candidatura do Tião Bocalon (PP) nem existiria. Resistiram a todas as pressões para que fosse detonada no nascedouro.

UMA CAMPANHA MAL PLANEJADA

PARA COMEÇO de conversa temos que dizer que a campanha da prefeita Socorro Neri (PP), foi mal conduzida pelo seu comitê de eleitoral. Olhando-se os nomes de ponta, todos meros burocratas. Os mais políticos, eram a cara do velho PT, da FPA.

NÃO CONSEGUIRAM EMPATIA

MESMO SENDO uma prefeita honesta, sem mácula política, com uma gestão enxuta, não conseguiram fazer chegar ao eleitor o seu perfil positivo, porque seu programa de TV foi ruim.

PARTIR DO ZERO

CASO as urnas a conduzam hoje para o segundo turno, a prefeita Socorro Neri (PSB) terá que mandar às favas o seu comitê de campanha, e começar tudo do zero. Houve muito amadorismo.

O MAL DO TETO

JÁ A CANDIDATURA do Minoru Kinpara (PSDB) bateu no seu teto antes do tempo, é só fazer um comparativo dos seus índices do início da campanha para os atuais. Quem o assistia no horário eleitoral via uma figura plastificada com uma linguagem de conferencista. Era um tom monocórdio do começo ao fim.

NÃO PASSA SIMPATIA

OUTRO PONTO negativo na campanha do Minoru Kinpara (PSDB), é que a sua figura não passa simpatia ao eleitorado. E essa foi uma crítica que ouvi muito ao longo da campanha.

O DESASTRE INFLUENCIOU

O DEPUTADO DANIEL ZEN (PT) fez uma campanha livre, leve e solta, mas o fardo do desgaste do PT, com o último desastre eleitoral que o tirou do poder foi pesado demais para carregar.

MOMENTO ERRADO

O deputado Daniel Zen (PT) foi um bom candidato no pior momento do seu partido. Não deu liga para a campanha decolar

PROMESSA A SÃO EXPEDITO

PARA SE TER a noção da situação política do PT, o presidente Cesário Braga, fez promessa a São Expedito, o santo das causas impossíveis, para ver se consegue eleger um vereador na capital.

NOMES DE PONTA

N.Lima, Evandro Cordeiro, Samir Bestene e Rutênio,  e Aluízio Veras, são os quatro nomes de ponta do PP cotados para ficar com uma ou duas vagas a serem conquistadas pela sigla, para a Câmara Municipal de Rio Branco.

NINGUÉM DUVIDE

O AVANTE faz um vereador certo, mas ninguém se admire se emplacar dois. Os nomes mais fortes são Janes Peteca, Henry Nogueira, Jimy Juruna, Ismael do Barro Vermelho, e Thomazini, na briga por vaga na Câmara Municipal de Rio Branco. Foi uma campanha bem conduzida pelo presidente Manoel Roque.    

QUE VENÇA O MELHOR

NÃO venda o seu voto, que vença a democracia. Vamos às urnas.

Anúncios

Acre

PF prendeu sete pessoas por crimes eleitorais em Rio Branco

Publicado

em

A Polícia Federal (PF) divulgou nesta segunda-feira, 30, o balanço final da Operação Eleições 2020 no Acre. Entre os números apresentados após a votação, neste domingo (29), sete pessoas foram presas por crimes eleitorais.

De acordo com os dados da PF, todos os detidos foram encaminhados para a delegacia onde foi lavrado o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

Entre as ocorrências registradas neste domingo pela Polícia Federal, houve cinco casos de boca de urna, dois de violação do sigilo do voto, um flagrante por compra de votos e outro por transporte irregular de pessoas.

Cinco dessas sete pessoas, assinaram o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), que é um registro de um fato tipificado como infração de menor potencial ofensivo, ou seja, os crimes de menor relevância, que tenham a pena máxima cominada em até dois anos de cerceamento de liberdade ou multa.

Continuar lendo

Acre

Bocalom é o único eleito em capital apoiado por Bolsonaro

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas 

Eleito em Rio Branco, Tião Bocalom (PP) é o único entre os candidatos a prefeito apoiados por Jair Bolsonaro nas capitais que teve sucesso nas urnas em 2020.

Bocalom derrotou a adversária Socorro Neri (PSB), atual prefeita da cidade, apoiada pelo governador Gladson Cameli.

Bocalom estava em sua quarta tentativa de assumir a prefeitura da capital acreana. Ele já havia sido prefeito de Acrelândia em outras três oportunidade, além de ser candidato a deputado federal pelo PSL em 2018, quando não conseguiu se eleger.

Apesar do apoio de Bolsonaro, em nenhum momento o presidente citou o nome de Bocalom durante as lives realizadas no período eleitoral, segundo se apurou.

Continuar lendo

Acre

Gladson parabeniza Bocalom e coloca governo à disposição

Publicado

em

Com 100% das urnas apuradas, o governador Gladson Cameli (Progressistas) usou as redes sociais neste domingo, 29, para parabenizar o prefeito eleito, Tião Bocalom (Progressista).

Nas redes, Cameli desejou sucesso a Bocalom em sua gestão e colocou o Governo do Estado do Acre à disposição para trabalhar em parceria na busca por melhorias para a população de Rio Branco.

“Certamente a fé e a perseverança são características de um homem que nunca desistiu de seus sonhos. Que a mesma esperança de fazer o melhor pelas famílias rio-branquenses permaneça em suas metas, guiado pela força e coragem que marcaram sua trajetória até os dias de hoje”, afirmou.

Continuar lendo

Acre

Após resultado negativo, Socorro Neri desiste de entrevista coletiva

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas

A candidata do PSB, prefeita Socorro Neri, desistiu de comparecer ao comitê de campanha de sua coligação para conceder entrevista coletiva conforme havia sido combinado previamente, independentemente do resultado da eleição.

A informação foi confirmada por uma das assessoras da coligação liderada pelo PSB assim que os números apontaram como irreversível a vitória do candidato Tião Bocalom na eleição municipal de Rio Branco.

O clima no comitê de Neri era completamente o oposto do que ocorria no do candidato do Progressistas desde o fim da votação. Enquanto no primeiro havia uma clara atmosfera de velório, no segundo a festa começou junto com os primeiros votos apurados.

Já Bocalom, antes mesmo da confirmação oficial de sua vitória, se dirigiu ao estúdio do ac24horas, onde – já prefeito eleito – conversou com jornalistas Marcos Venícios, Luís Carlos Moreira Jorge e Astério Moreira.

Na conversa, o novo prefeito de Rio Branco a partir de 1º de janeiro do ano que vem foi objetivo em dizer que não haverá loteamento de cargos em sua gestão e afirmou que quer um governo que cuide dos mais pobres.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.