Conecte-se agora

Saldo positivo na balança comercial do Acre passa dos 2 milhões de dólares

Publicado

em

Conforme dados publicados pelo Ministério da Economia, em outubro o Acre exportou US$ 2.575.610 e importou US$ 163.242, o que resultou num saldo na Balança Comercial de US$ 2.412.368.

No acumulado do ano (janeiro a outubro), o saldo já é de US$ 26.871.751, um crescimento de 7,6% em relação ao mesmo período de 2019.

A equipe técnica do Observatório do Fórum Permanente de Desenvolvimento do Acre elabora periodicamente o Boletim do Comércio Exterior, publicação que pode ser consultada no portal do FPDA.

Anúncios

Cotidiano

Futebol acreano chega na última rodada da Série D com Galvez e Rio Branco classificados

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas 

Neste sábado, 28, termina a fase de classificação do Campeonato Brasileiro na Série D. Após mais de dois meses de competição, o saldo é positivo para o Acre. Dos três representantes do estado na competição, dois conseguiram avançar à próxima fase.

O Galvez que é o terceiro colocado do grupo joga em Manaus (AM) contra o Fast. Se vencer o clube amazonense, o Imperador pode chegar à liderança, o que é importante para ter o direito de decidir em casa a fase mata-mata. A partida acontece às 14 horas, horário Acre.

O Rio Branco, que é o quarto colocado, pode chegar à vice-liderança. O Estrelão vai jogar sua última partida da fase de classificação contra o Independente, de Tucuruí, no Pará. A equipe paraense não tem mais chances de classificação e o jogo começa também às 14 horas.

O único dos clubes acreanos que joga em casa é exatamente o que não tem nenhuma chance de classificação. O Atlético Acreano foi a grande decepção da Série D. O Galo Carijó é o último colocado do grupo e não conseguiu nenhuma vitória na competição. Até agora são 7 empates e 6 derrotas. O adversário na despedida é o Ji-Paraná (RO) e o jogo, que acontece na Arena Acreana, começa às 16 horas.

Continuar lendo

Cotidiano

TSE esclarece falsa notícia de multa aos eleitores que justificaram ausência pelo e-Título

Publicado

em

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) esclareceu ser falsa a informação de que o órgão estaria cobrando indevidamente multa dos eleitores que fizeram sua justificativa via aplicativo e-Título, no primeiro turno da eleição, no último dia 15 de novembro.

Segundo o tribunal, quem teve a justificativa deferida no dia da eleição por estar fora do domicílio eleitoral precisa aguardar o prazo de processamento das justificativas para que a situação seja normalizada. Até lá não é preciso pagar multa referente a essa ausência.

O calendário eleitoral estipula como prazo final para processamento das justificativas feitas fora da urna eletrônica o dia 7 de janeiro de 2021. Caso o eleitor precise comprovar a regularidade da situação eleitoral antes do término do processamento das justificativas, pode procurar seu respectivo cartório eleitoral para solicitar uma declaração formal por escrito.

Além disso, na nova versão do aplicativo, que já está disponível, apresenta uma mensagem com o número de comprovante da justificativa se o eleitor que já houver justificado tentar novamente para o mesmo turno.

É possível justificar ausência em até 60 dias após cada pleito (considerando cada turno como uma eleição) ou em até 30 dias após o retorno ao Brasil. Essa justificativa pode ser feita pelo e-Título, pelo site do TSE ou por meio de um cartório eleitoral, juntando-se documento que comprove o motivo da ausência.

Continuar lendo

Cotidiano

Duarte lembra que Socorro Neri também não participou de debate no 1º turno

Publicado

em

O candidato derrotado do MDB à Prefeitura de Rio Branco, Roberto Duarte, usou as redes sociais nesta sexta-feira (27) para sair em defesa de Tião Bocalom, após o progressista desistir de ir ao debate da TV Acre.

Ao defender Bocalom, Duarte cutucou Neri e disse que entende o porquê da socialista ter desistido de participar do último debate do 1º turno do Acre 2050.

“Eu compreendo a Socorro Neri porque ela fugiu para não me enfrentar no último debate do primeiro turno”, escreveu.

No 1º turno, Neri, Jarbas Soster (Avante) e Minoru Kinpara (PSDB) desistiram de participar do debate alegando incompatibilidade de agendas.

Continuar lendo

Cotidiano

Jenilson diz que Bocalom foi impedido de ir ao debate para não ter que explicar fala de contaminação

Publicado

em

O deputado estadual e coordenador da campanha da prefeita Socorro Neri, Jenilson Leite, emitiu uma Nota nesta sexta-feira, 27, desafiando o candidato Tião Bocalom (Progressistas) a apresentar algum exemplo de baixaria feita pela campanha de Socorro Neri.

O socialista afirma que a justificativa dada por Bocalom para não participar do debate, de que estaria enfrentando uma campanha “agressiva” não passa de uma desculpa esfarrapada. Jenilson pontuou que quem sofreu ataques e baixarias foi Socorro Neri dos seis oponentes durante o 1º turno.

“Desafiamos o sr. Bocalom a mostrar um só exemplo de baixaria em nossa campanha. As últimas palavras de Bocalom antes de fugir do debate deixou claro que vai submeter crianças, adultos e idosos ao novo coronavírus, e que sua estratégia de saúde para as pessoas que moram em Rio Branco é baseada no senso comum, só falta ele ser contra as vacinas”, afirmou.

Em outro trecho, Jenilson destacou que Bocalom poderia ter apenas dito que não iria por questão de estratégia. “Se chegar a se eleger e usar os mesmos mecanismos, não podemos esperar coisa boa para nossa gente”, afirmou.

Jenilson destacou que o real motivo da desistência de Bocalom é devido à ausência de propostas para resolver os problemas de Rio Branco. “Seu despreparo que fica evidente cada vez que abre a boca e a incapacidade de explicar sua ideia insana e perigosa de que “todos devem se contaminar” com o coronavírus”, destacou Jenilson

Por fim, o parlamentar afirmou que a ideia de imunização de rebanho ocorreu devido Bocalom ter deixado de ler os textos dos marqueteiros.

“Essa posição de Bocalom foi revelada quando ele deixou de ler o texto que seus marqueteiros escreveram e falou de improviso numa entrevista, revelando quem de fato é e o que realmente pensa. Por isso, foi colocado em isolamento pelos caciques de sua coligação e proibido de ir ao debate, para não causar novos estragos à sua campanha. É Bocalom, da parte de cá não terá ataques, da sua parte estamos vendo que falta verdade, coragem e preparo para dizer como vai resolver os problemas de Rio Branco”, encerrou.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas