Conecte-se agora

Zen quer cirurgias nas URAPs para desafogar o Estado e construir Policlínica no 2º Distrito

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas.com

Na sabatina do ac24horas ocorrida na noite deste domingo, 01, o candidato à Prefeitura pelo Partido dos Trabalhadores, Daniel Zen, falou de suas propostas para a saúde e pontuou que a Prefeitura, em sua gestão, ajudará o Estado com os atendimentos.

Zen defendeu o legado dos ex-prefeitos Raimundo Angelim e Marcus Alexandre e pontuou que o Sistema Único de Saúde (SUS), no âmbito do município, teve grandes avanços. O petista citou que das mais de 40 Unidades Básicas de Saúde (UBS), Marcus inaugurou 28.

“Esse avanço foi obtido e tinha que ter sido dado prosseguimento. O principal gargalo hoje está na interseção da responsabilidade do município e do Estado. O município cuida da atenção básica e atenção primária e o estado de média e alta complexidade. O município pode ajudar o estado? pode, porque hoje todo mundo que se consulta na UBS e URAPs têm um único destino que é a fundação hospitalar. Por isso, queremos colocar pequenos centros cirúrgicos nas URAPs e queremos implantar uma policlínica no 2º Distrito”, afirmou.

Em relação às filas dos postos de saúde, Zen disse que o problema é devido ao fato de muitos profissionais de saúde terem dois contratos.

“Esse problema às vezes vem do profissional da área médica ter dois contratos, clínica e muitas vezes ter um consultório e ele fazer esse tipo de conduta de chegar a unidade de saúde cumpre uma quantidade de atendimentos. Eles têm que cumprir o contrato de forma integral. Esse problema tem que ser resolvido e não vai ser perseguindo ninguém, e sim chegando e conversando com os sindicatos das respectivas áreas”, pontuou.

Anúncios

Destaque 3

Avanço da sífilis faz Sesacre adotar estratégia de divulgação para reduzir casos no Estado

Publicado

em

O alto número de infecção por sífilis – doença sexualmente transmissível e também congênita – fez com que o Núcleo de Infecções Sexualmente Transmissíveis da Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) passasse a adotar novas medidas para conter o avanço da doença nos municípios acreanos. Agora, a saúde estadual passa a divulgar os dados do número de casos de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). A ideia é chamar a atenção da população sobre o aumento.

Com a divulgação dos dados, as pessoas podem ter uma conscientização maior sobre a problemática e, assim, reduzir os números partido da prevenção. “É uma estratégia para que a população consiga se enxergar nos números como alguém que se coloca em risco de adquirir uma IST, ou como profissional de saúde, gestor ou até como pai ou mãe preocupados com seus filhos”, explicou a enfermeira Suilany Souza ao portal Agência de Notícias do Acre.

O compartilhamento das informações referentes ao avanço da sífilis é uma forma de tentar reduzir os agravos em nível de estado e buscar soluções para a redução dos números. Mesmo com uma diminuição dos casos entre 2018 e 2019, a Sesacre ainda pretende reduzir ainda mais o número de infectados.

A cada seis meses haverá divulgação dos dados da sífilis no Acre. “Faremos uma análise retrospectiva em comparação ao panorama atual, e buscaremos trabalhar com todas as gestões e Ministério da Saúde para melhorarmos nossos indicadores”, disse Souza.

Continuar lendo

Destaque 3

Acre passa de 36 mil casos de Covid-19 com 179 novos infectados pelo coronavírus

Publicado

em

O Acre ultrapassou os 36 mil casos da doença somando os novos registros de infecção desse domingo e segunda-feira, 29 e 30 de novembro. Nesta segunda-feira, a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) informou que foram somados 179 novos casos de contaminação pelo novo coronavírus no estado. Assim, o número de infectados subiu de 36.080 para 36.259 nas últimas 24 horas.

De acordo com o Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), as novas notificações são resultados de 23 exames de RT-PCR e 156 testes rápido. Nenhuma notificação de óbito foi registrada nesta segunda, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 permaneça em 723 em todo o estado.

O Acre, até o momento, registra 100.154 notificações de contaminação pela doença, sendo que 63.491, casos foram descartadas. Atualmente, 404 exames de RT-PCR seguem aguardando análise pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou pelo Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 30.592 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 143 pessoas seguem internadas.

Continuar lendo

Destaque 3

Acre anuncia prorrogação por mais 30 dias do auxílio temporário para servidores

Publicado

em

Foto: Júnior Aguiar 

Uma boa notícia para os servidores públicos que estão na linha de frente da Covid-19. O pagamento do Auxílio Temporário de Emergência em Saúde (ATS) que institui o pagamento de R$ 420 foi prorrogado oficialmente por mais 30 dias de acordo com publicação do Diário Oficial desta segunda-feira, 30.

O pagamento é feito a servidores da Secretaria de Estado de Saúde contemplados pela Lei nº 3.627, de 12 maio de 2020, que estejam recebendo Adicional de Insalubridade em valor inferior ao Auxílio Temporário de Emergência em Saúde (ATS) e aos servidores ativos da área da saúde pública que não haviam sido contemplados pela lei, mas que se expõem aos efeitos da Covid, lotados nas unidades de saúde e em atividade nos setores de lavanderia, cozinha, recepção, serviços gerais, manutenção, entre outros. A inclusão de novos servidores foi feita a partir da publicação da Lei nº 3.631, de 26 de maio desde ano.

Servidores da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e Penal, do Instituto Socioeducativo, do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Procon, que trabalhem diretamente com a população, têm direito ao auxílio emergencial.

Continuar lendo

Destaque 3

TSE afirma que combater a Covid-19 e as fake news foram as prioridades das eleições

Publicado

em

Com o final do segundo turno das eleições deste ano, o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, divulgou informações a respeito da disputa nos estados e explicou que estas eleições de 2020 tiveram um cenário completamente atípico por conta da pandemia da Covid-19, o que gerou uma série de dificuldades e questionamentos sobre a realização do pleito. Apesar disso, o tribunal foi firme em manter a disputa democrática ainda este ano sem ampliar o mandato dos atuais mandatários pelas cidades.

Assim, um dos maiores objetivos dessas eleições foi conciliar o rito democrático do voto com a proteção da saúde pública – o que segundo o magistrado foi uma missão cumprida. Outro ponto importante para estas eleições foi o combate à fake news, como destacou Luís Roberto Barroso.

“Nós tivemos, nestas eleições, de enfrentar as campanhas de desinformação, as campanhas de notícias fraudulentas também apelidadas de fake news. E para isso fizemos parcerias com todas as redes sociais para enfrentarem os comportamentos coordenados e inautênticos das redes sociais. Tanto que fizemos um enfrentamento sem controle de conteúdo, como regra geral, mas com controle de comportamentos. Com isso derrubamos uma imensa quantidade de contas fraudulentas nas diferentes mídias sociais”, afirmou o presidente do TSE.

Quando questionado sobre a segurança dos votos pelas urnas eletrônicas, Luís Roberto Barroso, que é ministro do Supremo Tribunal Federal, afirmou que nunca houve provas de fraude desde que as urnas eletrônicas começaram a ser usadas, há mais de 20 anos e que não defende o retorno do voto de papel – e não apenas pelo gasto de R$ 2,5 bilhões de reais que isso pode gerar ao País, mas porque representaria um risco real ao sigilo para o voto.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas