Conecte-se agora

Acre está há cinco dias sem registrar focos de queimadas, diz INPE

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas 

De acordo com o banco de dados do Programa Queimadas, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), o Acre não registra focos de queimadas detectados pelo satélite de referência AQUA Tarde desde a última segunda-feira, 26.

Este ano, o Acre teve o pior mês de outubro da série histórica do INPE, iniciada em 1998. Foram 1.652 registros contra apenas 354 do ano passado. O acumulado de 2020 (9.053 focos) é o terceiro maior da história, atrás apenas dos anos de 2003 e 2005.

Os municípios com os maiores registros de queimadas em outubro foram Xapuri (320), Brasiléia (296), Sena Madureira (217), Epitaciolândia (144) e Rio Branco (140). No ano, Feijó (1.552), Sena Madureira (1.086), Tarauacá (1.014), Xapuri (735) e Rio Branco (714) são os campeões do fogo.

Com 444 focos de queimadas registrados apenas em outubro, o que representa 87% do total de todas as outras unidades de conservação federais no Acre, a Resex Chico Mendes chegou a 1.111 focos de queimadas detectados entre janeiro e outubro deste ano – 67% do total das demais UC’s no estado.

Chuvas

Outro dado relevante diz respeito à chegada das chuvas, que apesar de terem ficado abaixo da média climatológica para o mês de outubro, tiveram elevação considerável a partir da segunda quinzena. Plácido de Castro (179,10mm) e Marechal Thaumaturgo (173,20mm) são os municípios com os maiores acumulados do mês e Rio Branco (21,80mm) com o pior.

Em seguida, com relação aos índices pluviométricos, estão Cruzeiro do Sul (170,60mm), Feijó (161,40mm), Tarauacá (153,40mm), Jordão (118,60mm), Sena Madureira (110,40mm), Manoel Urbano (106,00mm), Xapuri (102,00mm) e Assis Brasil (81,20mm), relacionadas apenas as estações de monitoramento que possuem série climatológica.

De acordo com o Boletim de Monitoramento Hidrometeorológico divulgado pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) na última quinta-feira, 29, para o período de 29/10/2020 a 04/11/2020, o prognóstico do Satélite NOAA/NCEP-GFS/USA indica previsão de chuva com volume acumulado na semana de até 75 mm.

A região Oeste do estado deverá concentrar até 75 mm de chuva prevista para a semana, indicando anomalia positiva, onde as chuvas deverão ficar acima da normalidade para o período.

O Leste do estado deverá concentrar até 50 mm de precipitação acumulada, indicando anomalia negativa, onde as chuvas deverão ficar abaixo da normalidade para o período.

Nos municípios de Bujari, Porto Acre, Rio Branco e Senador Guiomard, a quantidade de precipitação deverá ser ainda menor do que nos outros municípios da região, indicando anomalia negativa, chegando à um acumulado de até 25 mm de precipitação.

Anúncios

Acre

Acre teve mais de 2,4 mil casos de Covid-19 entre o 1º e o 2º turno

Publicado

em

Apontada como uma das causas para o aumento da infecção pelo novo coronavírus no Acre, as eleições 2020 chegam ao final neste domingo, 29.

As aglomerações, promovidas pelas caminhadas, adesivaços e bandeiraços de seus candidatos e cabos eleitorais durante o primeiro turno do pleito eleitoral, foram bem mais intensas. Como os primeiros sintomas só se manifestam em média 5 dias após a transmissão, o ac24horas fez uma conta.

No período entre os dois turnos da eleição, sem contabilizar ainda os números deste sábado e domingo, o aumento da doença é assustador.

Em 16 de novembro, um dia após a realização do 1º turno, o Acre registrava 33.295 pessoas infectadas. De acordo como boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre), nesta sexta-feira, 27, ou seja, 11 dias depois, o número total de casos chega a 2.461.

O crescimento aponta para uma média diária de novos casos neste período de 223,72 pessoas infectadas por dia. Um crescimento de mais de 185%, já que outubro fechou com média de 78,3 pessoas infectadas por dia.

Apesar do aumento de casos, o aumento nas mortes pela pandemia foi bem menor. Nos últimos 11 dias, de acordo com as informações oficiais da Sesacre, 14 pessoas morreram vítima da Covid-19. O número representa um índice de 1,27 mortes diárias.

Continuar lendo

Acre

“Nos tratam como criminoso”, diz despachante sobre o Detran

Publicado

em

Os despachantes e donos de autoescola estão revoltados com a exigência do Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran/AC) que passou a cobrar uma procuração reconhecida em cartório para que as empresas representem seus clientes. Desde o ano 2009, que uma portaria da própria autarquia dispensava o reconhecimento de firma.

A mudança provocou a bronca dos empresários. “Eu costumo dizer que somos um funcionário do Detran sem ônus para o órgão. O cliente nos procura, eu monto todo o processo, gasto o meu papel, a minha impressora, o meu funcionário e o Detran só confere se tá tudo certo. Os despachantes ajudam a desafogar o órgão. Ocorre que nessa atual gestão, nós, despachantes, parece que estamos sendo vistos como criminosos”, afirma um dos mais tradicionais empresários do ramo que, por meto de retaliação, prefere não ter o nome identificado, mas que diz falar em nome da categoria.

De acordo com o empresário, o Detran está indo contra a lei de desburocratização, levando prejuízo à todos. “Essa exigência está indo na contramão de uma lei federal que busca desburocratizar o serviço público. A nossa procuração é algo simples, apenas para buscar e retirar documento. Além disso, mandar esses clientes irem todos ao cartório é provocar aglomeração. Em mais de 30 anos de serviço, isso nunca foi exigido pelo Detran, apenas nesta atual gestão”, afirma o empresário.

O ac24horas procurou o Detran. Por meio de sua assessoria, que todas as decisões do Conselho Diretor sobre a atuação dos despachantes estão amparadas juridicamente.

Também de acordo com a assessoria, a atual gestão do Detran tem outro entendimento baseado na lei e que resolver os entraves burocráticos dos clientes é uma das atribuições dos despachantes.

Continuar lendo

Acre

Rosana inicia processo de transição na prefeitura de Senador Guiomard

Publicado

em

A prefeita eleita de Senador Guiomard, Rosana Gomes, iniciou nesta semana o processo protocolar para a transição de cargos e assumir de fato a prefeitura da cidade no dia 1º de janeiro. Esta foi a primeira vez que a candidata eleita esteve na prefeitura após o período de eleição no município.

No encontro com o atual prefeito, André Maia, Rosana fez questão de deixar claro sua intenção em controlar os gastos públicos. “Pensando sempre no melhor para a população Guiomaense”, afirma.

Gomes garante não abrir mão de honrar todos os compromissos assumidos durante a campanha. “É uma questão de honra”, disse. Ainda sobre esse assunto, Rosana Gomes deixou claro que, primeiramente, irá pensar políticas públicas aos mais pobres.

A candidata eleita também destacou um desejo: esquecer todas as críticas recebidas durante a campanha e pensar no futuro. “Fique despreocupado” disse ela a André Maia.

Continuar lendo

Acre

TJAC é premiado com Selo Ouro por desempenho aos serviços prestados

Publicado

em

Prêmio CNJ de Qualidade reconhece os tribunais que se destacaram no último ano. Presidente do TJAC agradeceu a todos os servidores pela conquista

O Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) conquistou um feito inédito, pois em meio a pandemia aumentou a qualidade do serviço e conquistou Selo Ouro no prêmio ‘CNJ de Qualidade 2020’, do Conselho Nacional de Justiça. O anúncio foi feito, nesta sexta-feira, 27, durante o XIV Encontro Nacional do Poder Judiciário, que ocorre de forma virtual, com a presença da administração judiciária.

O Prêmio CNJ de Qualidade reconhece os tribunais que se destacaram no último ano, pela gestão estratégica, governança, produtividade, transparência, gestão de dados e tecnologia, resultando na melhoria da qualidade da prestação jurisdicional.

“Esse prêmio é fruto do desempenho de todos aqueles que fazem o Poder Judiciário, destacando-se, neste particular, os componentes da administração, os desembargadores Laudivon Nogueira, Júnior Alberto e Roberto Barros”, disse o presidente do Tribunal de Justiça do Acre, desembargador Francisco Djalma.

O presidente também citou a colaboração sempre eficiente dos demais membros da corte, as desembargadoras Eva Evangelista, Denise Bonfim, Waldirene Cordeiro, Regina Ferrari, e os desembargadores Samuel Evangelista, Pedro Ranzi, Élcio Mendes e Luiz Camolez, além do desempenho dos juízes-auxiliares Andrea Brito, Leandro Gross e Lois Arruda que, para ele, foi fundamental para o alcance desse prêmio.

“Agradeço imensamente aos nossos servidores, sem os quais não  teríamos chegado ao Prêmio Ouro. São a alma da instituição. Parabéns  a todos nós e que no próximo ano estejamos num patamar bem melhor”, finalizou.

O Prêmio CNJ de Qualidade para o ano de 2020, de acordo com a Portaria CNJ nº 88 de 8 de junho de 2020, apresentou avanços em relação ao ano anterior, tendo sido implementadas mudanças nos critérios de pontuação e avaliação a pedido dos tribunais. Também foi considerada a situação emergencial do país e, consequentemente, do Poder Judiciário, com o enfrentamento à pandemia da COVID-19.

Todos os 91 tribunais brasileiros participaram do Prêmio CNJ de Qualidade, incluindo os tribunais superiores. A premiação foi criada em 2019, em substituição ao antigo Selo Justiça em Números, implementado desde 2013.

O encontro também teve na pauta as metas nacionais e específicas que deverão pautar a atuação da Justiça em 2021.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas