Conecte-se agora

Sem mortes, sábado tem 97 novos casos de Covid-19 e 27 internados em UTIs

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), informou neste sábado, 17, 95 novos casos de contaminação pelo novo coronavírus no Estado.

Nas últimas 24 horas, o número de infectados subiu de 29.598 para 29.693. Até o momento, o Acre registra 77.535 notificações de contaminação pela doença, sendo que 47.759 casos foram descartados, enquanto 85 amostras de RT-PCR estão em análise pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) e pelo Centro de Infectologia Charles Mérieux.

Pelo menos 27.732 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 66 seguem hospitalizadas. Nenhuma notificação de óbito por Covid-19 foi registrada neste sábado, fazendo com que o número oficial de mortes pela doença permaneça em 679 em todo o estado.

Já a taxa geral de ocupação de leitos de Unidade Tratamento Intensivo (UTI) exclusivos para pacientes com a Covid-19 no Acre está em torno de 30%.

Segundo dados oficiais, das 111 internações em leitos do SUS, 66 testaram positivo para Covid-19, ou seja, a maioria das pessoas que buscam atendimento médico foram infectadas pelo vírus.

Na região do Baixo Acre, que engloba as cidades de Rio Branco, Sena Madureira, Plácido de Castro e Acrelândia, das 70 Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), 24 estão ocupadas registrando uma taxa de ocupação de 34,3%.

Já região do Juruá, que engloba Cruzeiro do Sul, Tarauacá e Marechal Thaumaturgo, dos 20 leitos de UTI existentes, três estão ocupados, registrando 15% de ocupação. Os leitos clínicos somam 95 e 10 estão ocupados, registrando 10,5% de ocupação.

Anúncios

Cotidiano

Confira a agenda dos candidatos à prefeitura de Rio Branco nesta terça-feira (27)

Publicado

em

Os sete candidatos à Prefeitura de Rio Branco cumprem agenda extensa nesta terça-feira (27). Entre as atividades estão: gravação de programas eleitorais, bandeiraços, reuniões com empresários e empresas.

O candidato do MDB, Roberto Duarte, realiza gravação de programa eleitoral, logo em seguida, se reúne com empresários e depois conversa com moradores do bairro Conquista. À tarde participa de reunião com servidores da Assermurb e visita os bairros São Francisco e Vitória.

Minoru Kinpara (PSDB) se reúne com apoiadores e realiza agenda interna. À tarde se reúne com candidatos a vereadores e encerra o dia participando da sabatina do ac24horas.

A candidata do PSB, Socorro Neri, grava material de caminha e à tarde participa de caminhada na regional da Seis de Agosto. À noite participa de reunião com apoiadores da Elzinha Mendonça.

O pastor Jamyl Asfury (PSC) pela manhã realiza conversas com lideranças e com empresas. À tarde realiza reunião no Wilson RIbeiro e finaliza com reunião no Adalberto Aragão.

O candidato do Avante, Jarbas Soster, participa de reunião na Sobral e logo em seguida participa de reunião com apoiadores do Rui Lino. À noite participa de reunião com apoiadores do Conquista.

Daniel Zen (PT) inicia o dia visitando o comércio da Via Chico Mendes e segue a tarde em caminhada nos bairros Alto Alegre e Montanhês. Zen finaliza o dia com apoiadores no bairro 06 de agosto.

Tião Bocalom, do Progressistas, participa de reuniões com empresários e realiza bandeiraço na Via Chico Mendes. À tarde se reúne com apoiadores no ramal Santa Clara e participa de panfletagem no Manoel Julião e na Valdomiro Lopes.

Continuar lendo

Cotidiano

Pedreiro, servente de obra e mecânico: veja as 45 vagas do SINE desta terça-feira

Publicado

em

Nesta terça-feira (27) o Sistema Nacional de Emprego do Acre (Sine) está disponibilizando 45 vagas de emprego em diversas áreas para a capital Rio Branco. Os candidatos devem ir até o Sine, localizado na OCA, para manifestar interesse.

Para se candidatar a uma das vagas, é necessário estar com o cadastro no Sine atualizado. Quem ainda não possui cadastro, deve ir ao órgão levando os documentos exigidos: Carteira de Trabalho, Identidade/CPF, Título de Eleitor, comprovante de escolaridade e de endereço.

O cidadão pode verificar se a vaga ainda está disponível através do telefone 0800 647 8182.

Continuar lendo

Cotidiano

Brasiléia tem 29 focos de queimadas nas últimas 24 horas e Acre supera 9 mil

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale

Mesmo com a visível redução no número de focos de queimadas nos últimos dias do mês de outubro, o acumulado de registros do estado em 2020, com base apenas no satélite de referência AQUA Tarde) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), é o terceiro maior desde o ano de 1998 quando se inicia a série histórica do órgão.

Com os dados divulgados na noite desta segunda-feira, 26, o Acre chegou aos 9.053 focos de queimadas neste ano, volume inferior apenas aos acumulados dos anos de 2003 e 2005 – este último ano que ficou marcado por um dos maiores desastres ambientais da história do estado, quando grande parte da Resex Chico Mendes pegou fogo.

Brasiléia foi o município que registrou o maior número de queimadas detectadas pelo satélite nas últimas 24 horas (29). Em todo o Acre, foram 98 registros nesse período. Epitaciolândia ficou em segundo lugar com 15 focos detectados. No ano, Feijó é o campeão acreano de queimadas, com 1.552 registros, seguido de Sena Madureira, com 1.086.

Com 444 focos de queimadas registrados apenas em outubro, o que representa 87.7% do total de todas as outras unidades de conservação federais no Acre, a Resex Chico Mendes chegou a 1.111 focos de queimadas detectados entre janeiro e outubro deste ano – 67,7% do total das demais UC’s no estado.

Continuar lendo

Cotidiano

Apenas 9,2 mil crianças foram vacinadas contra a paralisia infantil no Acre este ano

Publicado

em

No Brasil, cerca de 7 milhões de crianças ainda não foram vacinadas contra a paralisia infantil. Até o momento, da população-alvo estimada de 11,2 milhões, somente 4 milhões (20,31%) foram vacinadas contra a poliomielite.

No estado do Acre, foram vacinadas, até o momento, cerca de 9,2 mil crianças contra a pólio, o que corresponde a apenas 14,4% do público-alvo, que é de 64,1 mil crianças de 1 a menores de 5 anos de idade em todo o estado.

Com o conceito ‘Movimento Vacina Brasil. É mais proteção para todos’, a ação teve início em 5 de outubro e se encerra no final do mês, simultaneamente à campanha de multivacinação, que visa atualizar a situação vacinal de crianças e adolescentes menores de 15 anos.

Nesta última são ofertadas todas as vacinas do calendário nacional de vacinação. A recomendação aos estados que não atingirem a meta é continuar com a vacinação de rotina, oferecida durante todo o ano nos 42 mil postos de saúde distribuídos pelo país.

“O Brasil reafirma o compromisso internacional assumido de manter o país livre da poliomielite, com a realização da Campanha Nacional de Vacinação, que vai até o final de outubro. No entanto, as coberturas vacinais municipais ainda são heterogêneas, podendo levar a formação de bolsões de pessoas não vacinadas, possibilitando a reintrodução do poliovírus”, disse o secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros.

Para ter o esquema vacinal completo é preciso que as crianças sejam imunizadas com quatro doses, administradas aos dois e quatro e seis meses de idade e mais dois reforços, aos 15 meses e aos quatro anos. Depois disso, a criança deve comparecer aos postos de saúde para tomar a dose de campanha anualmente, até completar cinco anos de idade.

A vacina é recomendada mesmo para as crianças que estejam com tosse, gripe, coriza, rinite ou diarreia. Para crianças com infecções agudas, com febre acima de 38ºC ou com hipersensibilidade a algum componente da vacina, o Ministério da Saúde recomenda aos pais que consultem um médico para avaliar se a vacina deve ser aplicada. A vacina é extremamente segura e possui eficácia de imunização entre 90% e 95%.

POLIOMIELITE

O Brasil está livre da poliomielite desde 1990 e, em 1994, o país recebeu, da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), a Certificação de Área Livre de Circulação do Poliovírus Selvagem em seu território.

Entretanto, ainda existem países endêmicos detectando casos da doença, Paquistão e Afeganistão, que registraram, em 2020 (até 20/10) um total de 132 casos de poliomielite. Por isso, a vacinação é fundamental para que casos de paralisia infantil não voltem a ser registrados no Brasil.

A poliomielite é uma doença infectocontagiosa grave. Na maioria dos casos, a criança não vai a óbito quando infectada, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia irreversível, principalmente nos membros inferiores. A doença é causada pelo poliovírus e a infecção se dá, principalmente, por via oral.

O Brasil é referência mundial em vacinação e o Sistema Único de Saúde (SUS) garante à população brasileira acesso gratuito a todas as vacinas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Atualmente, são disponibilizadas pela rede pública de saúde de todo o país 18 vacinas para crianças e adolescentes no Calendário Nacional de Vacinação, para combater mais de 20 doenças, em diversas faixas etárias.

Com informações do Ministério da Saúde.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas