Conecte-se agora

Dois dos 7 candidatos a prefeito não acreditam no resultado de pesquisa

Publicado

em

Após divulgação da Pesquisa Ibope de intenção de votos, os candidatos à prefeitura de Rio Branco se manifestaram a cerca do resultado que colocou Minoru Kinpara (PSDB) e Socorro Neri (PSB) tecnicamente empatados, com 29% e 26%, respectivamente.

Minoru se diz feliz com o resultado da pesquisa. “A gente percebe, andando nos bairros, conversando com a população, que o nosso nome está sendo muito bem aceito. As pessoas tem um carinho especial pela gente, respeito admiração”. Kinpara acredita que a população está depositando nele a confiança pra cuidar de Rio Branco. “Eu me sinto muito honrado, feliz e mais estimulado ainda. Se eu tiver privilégio de ser prefeito de Rio Branco, eu vou fazer isso durante os quatro anos”.

Socorro revela que sua prioridade é seguir trabalhando e mostrando o que fez por Rio Branco nesses dois anos “e o que faremos nos próximos quatro, com muita transparência e seriedade. Ainda tem muita estrada pela frente, e o trabalho que fizemos me faz seguir confiante. A população está reconhecendo e apoiando o que fizemos, e junto com o governador Gladson Cameli vou continuar trabalhando”, garante.

Tião Bocalom (PP) não acredita no resultado: “essas pesquisas do Ibope para mim não vale nada”. Isso porque, segundo ele, foi vítima da referida pesquisa em eleições passadas. “Todas as eleições que eu disputei o Ibope sempre me colocava lá embaixo. Eu não acredito e o povo de Rio Branco não acredita na pesquisa do Ibope. Essa é a realidade devido à todos os que cometeram nas eleições passadas. “Dá a impressão que tudo é direcionado pra poder enganar o eleitor. Mas o eleitor de Rio Branco não será mais enganado, porque o Ibope errou a vida inteira e errou feio”. Ele diz que acredita nas pesquisas internas que seu partido faz. “Nas pesquisas internas estamos na frente. Por isso sempre concertei as pesquisas do Ibope”.

O candidato do Avante, Jarbas Soster, achou o resultado da pesquisa satisfatória. “Estamos com a militância nas ruas e em busca desse crescimento continuo nas pesquisas e nas urnas.”

Por sua vez, Daniel Zen (PT), diz respeitar a pesquisa, pois demonstra que sua candidatura está crescendo. “Sigo muito confiante no nosso diálogo direto junto ao eleitor e nas propostas que construímos com as pessoas da nossa cidade. O mais importante é que os eleitores possam ouvir todos os candidatos e possam votar, sem nenhuma pressão, naquele que acharem mais preparado. A decisão mesmo só vai acontecer na urna, ninguém ganha de véspera”.

Roberto Duarte (MDB), garante não brigar com números de pesquisa. “Seguimos fazendo campanha, ouvindo as pessoas e apresentando as nossas propostas pra cuidar e modernizar Rio Branco”.

O candidato Jamyl Asfury, do PSC, também não confia no resultado da pesquisa Ibope. “Nós não acreditamos que essa possa ser a realidade. Estamos andando nas ruas e temos visto uma grande aceitação do nosso projeto”.

Na terceira colocação ficou Tião Bocalom (PP) com 16% e em quarto surge Roberto Duarte (MDB), e com a margem de erro, o Progressista e o emedebista também estariam empatados tecnicamente.

Já os candidatos Daniel Zen (PT), Jarbas Soster (Avante) e Jamyl Asfury (PSC), registraram 5%, 2% e 1%, respectivamente e com a margem de erro, os candidatos também podem está empatados. Não souberam ou não responderam registraram 4% e brancos e nulos registrou 6%.

Quanto ao critério de rejeição, Socorro Neri é a que é mais rejeitada pelo eleitorado registrando 39%. O segundo mais rejeitado é Zen com 36%, seguindo colado por Bocalom 33%. Duarte marcou 21%, Jamyl tem 20% e Soster 19%. Minoru Kinpara é o que registrou a menor rejeição de 12%. 1% dos entrevistados afirmaram que votaria em todos. Não souberam ou não responderam marcou 5%.

Contratada pela Rede Amazônica, a pesquisa Ibope foi realizada entre os dias 14 e 16 de outubro e ouviu 504 entrevistados. O nível de confiança é de 95% e a margem de erro é de 4 pontos percentuais, para mais ou para menos. O levantamento está registrado no Tribunal Regional Eleitoral do Acre com o número AC-03870/2020.

Anúncios

Acre

Estoque de emprego com carteira assinada cresce 0,46% no Acre

Publicado

em

Os dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) 2019, divulgados nesta segunda-feira (26) pelo Ministério da Economia, mostram leve crescimento do estoque emprego formal no Acre, que saiu de 126.304, em 2018, para 126.889, no ano seguinte –crescimento de 0,46%.

O país apresentou crescimento nesse estoque pelo terceiro ano consecutivo. Segundo a RAIS, é o quarto maior estoque registrado na série histórica, iniciada em 1985.

No ano passado, o mercado formal totalizou 47.554.211 empregos, número 1,98% (923.096) maior que o de 2018, quando o estoque estava em 46.631.115. Já em relação a 2010, o crescimento foi de 7,9% (3.485.856). No início da década o estoque de trabalhadores formais era de 44.068.355.

Do total de vínculos formais de 2019, 18% eram estatuários, 79,3% celetistas e 2,7% possuíam outros tipos de vínculos, como aprendizes, contratos temporários, trabalhadores avulsos, entre outros.

O estoque de vínculos com contrato de trabalho intermitente foi de 156.756, o que representa um aumento de 154% em relação ao ano anterior. Já os vínculos de trabalho em tempo parcial totalizaram 417.450, um crescimento de 138% em relação a 2018.

Continuar lendo

Acre

Sífilis avança e Acre faz campanha para conscientizar população

Publicado

em

Em 2019, em Rio Branco, foram notificados no 667 casos de sífilis adquirida. Desses, 319 casos foram registrados em gestantes, e 19 casos de sífilis congênita.

Em 2020 foram notificados até o terceiro quadrimestre, 243 casos de sífilis adquirida, 150 casos de sífilis em gestantes 12 casos de sífilis congênita.

Visando reduzir a prevalência da sífilis, uma campanha foi lançada pelo poder público para sensibilizar a população através dos meios de comunicação ao incentivando a prevenção e o diagnostico e tratamento, da sífilis adquirida, sífilis em gestante e sífilis congênita.

A sífilis é uma doença infecciosa causada pela bactéria Treponema Pallidum. Podem se manifestar em três estágios, sífilis primária, sífilis secundaria e sífilis terciária.

Os maiores sintomas ocorrem nas duas primeiras fases, período em que a doença é mais contagiosa. O terceiro estágio pode não apresentar sintomas e, por isso, dá a falsa impressão de cura da doença.

Continuar lendo

Acre

Nova onda de frio deve atingir Rio Branco na próxima quinta (29)

Publicado

em

Foto: ac24horas/Sérgio Vale

Quem estava esperando por uma semana ensolarada pode preparar os agasalhos. Isso porque o “Mago do Tempo”, pesquisador Davi Friale, emitiu nesta segunda-feira, 26, um boletim anunciando a chegada de uma onda de frente fria prevista para esta quinta e sexta-feira.

Segundo Friale, uma forte onda de frio polar chegará ao Acre, e deve atingir principalmente as cidades de Rio Branco e Brasiléia, fazendo com que as temperaturas caiam consideravelmente.

“Vai chegar ao Acre na próxima quinta-feira uma forte onde de frio polar, principalmente em Rio Branco e Brasiléia”, destacou.

Continuar lendo

Acre

Acre inicia semana com 13 novos casos e mais 2 óbitos por Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) divulgou novos números referentes à Covid-19 no Acre neste início de semana. De acordo com o boletim, nesta segunda-feira, 26, foram registrados 13 novos casos da doença no estado. Assim, o número de infectados subiu de 30.304 para 30.317 nas últimas 24 horas.

Mais dois óbitos foram registrados, sendo um do sexo masculino, e um do sexo feminino, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 suba para 689 em todo o estado. O óbito do sexo masculino foi A.F.F., de 65 anos. Morador de Rio Branco, deu entrada no dia 25 de outubro no Instituto de Ortopedia de Traumatologia do Acre (Into-AC) e veio a óbito no mesmo dia.

Já a vítima do sexo feminino foi M.F.L., de 75 anos. Moradora de Rio Branco, deu entrada no dia 7 de outubro no Into-AC, e veio a óbito no dia 25 de outubro.

Até o momento, o Acre registra 80.433 notificações de contaminação pela doença, sendo que 50.112 casos foram descartados, enquanto 4 amostras de RT-PCR estão em análise pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) e pelo Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 27.901 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 52 seguem hospitalizadas.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas