Conecte-se agora

Marina rebate Fundação Palmares: “quem julga o valor uma pessoa é a sociedade e a história”

Publicado

em

A exclusão do nome da acreana ex-ministra e ex-candidata à presidência do país, Marina Silva, da lista de personalidades negras da Fundação Palmares, feita pelo presidente da instituição, Sérgio Camargo, provocou uma série de debates em torno do caso. Marina respondeu ao caso afirmando que “quem julga o valor da contribuição de uma pessoa à sociedade é a própria sociedade e a sabedoria da história”.

Camargo a retirou da lista enumerando uma série de insultos, não só a Marina, mas também a outras personalidades. Ele já foi chamado de inimigo da luta antirracista e sua nomeação partida do governo Jair Bolsonaro causou uma onda de manifestações contrárias após o mesmo fazer declarações que minimizaram os feitos da escravidão e do racismo no Brasil.

“Todas as pessoas excluídas não o foram por serem irrelevantes, mas exatamente pela importância das causas que defendem. Temos que encarar isso com a altivez de quem sabe que a história não é feita por aqueles que têm uma visão autoritária e que eventualmente estão no poder, mas por aqueles que persistem na democracia e nos valores da civilização”, disse Marina, agradecendo o apoio que recebeu nas redes sociais.

A ex-ministra do Meio Ambiente concluiu declarando que o presidente “tenta distorcer a história”. Marina Silva, que nasceu na colocação Breu Velho, no Seringal Bagaço, município de Rio Branco, venceu sério problemas de saúde e aprendeu a ler apenas na adolescência. Foi vereadora, deputada estadual e que se elegeu em 1994 como a senadora mais jovem da história da República do Brasil, quando tinha 36 anos, sempre foi vista como um exemplo de superação. No final de 2007, o jornal britânico “The Guardian” incluiu a então ministra do Meio Ambiente entre as 50 pessoas que podem ajudar a salvar o planeta.

Anúncios

Destaque 4

Conselheiros do Sebrae realizam reunião itinerante com empresários em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

O Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae no Acre realiza a sua reunião itinerante em Cruzeiro do Sul com o objetivo de estar acompanhando todas as ações, atividades e investimentos de capacitações e orientações empresariais para o pequeno negócio. A diretoria do Sebrae no Acre entende que esta é uma forma de aproximar os conselheiros da realidade local, além de mostrar que a missão de promover a competitividade, o desenvolvimento sustentável dos pequenos negócios e estimular o empreendedorismo está sendo cumprida.

Na manhã desta quinta-feira (22), os conselheiros, representantes de 15 instituições, visitaram uma indústria e um comércio e serviço, em Cruzeiro do Sul, para ouvir diretamente do empresário o resultado da parceria com o Sebrae e suas necessidades. “Ouvir o cliente também é interesse nosso, porque nós precisamos saber como o Sebrae está sendo parceiro, saber das dificuldades do empreendedor, das dificuldades locais. Cada conselheiro sai daqui com uma visão mais ampla do que é a responsabilidade de cada um”, disse o presidente do Conselho Deliberativo do Estado do Sebrae no Acre, José Adriano.

Para o diretor técnico, Lauro Santos, estas reuniões itinerantes são importantes para futuras parcerias. “Conhecer as ações como uma forma de prestação de contas daquilo que o Sebrae desenvolve na região e ver o impacto que o Sebrae promove nessas empresas é maravilhoso. Os conselheiros têm a oportunidade de verem as necessidades e demandas e, através das instituições que representam, proporem soluções junto ao Sebrae. Em Cruzeiro do Sul um produto que tem dado muito certo é o Sebraetec e as consultorias em apoio as indústrias ao comercio e serviço da região”, destacou.

Uma das atividades mais fortes na região do Juruá é o agronegócio, com projetos na área da farinha e produtos locais que tem rendido bons frutos. “Trazer inovações e desenvolvimento sustentável, gerando lucro, emprego e renda é fundamental para o Sebrae, que acredita nos produtos regionais”, ressaltou Francinei Santos, diretor administrativo e financeiro do Sebrae no Acre.

Após as visitas às empresas, os conselheiros se reuniram para deliberar sobre as ações e atividades para 2021.

Continuar lendo

Destaque 4

Moradores reclamam de serviço da prefeitura: “tiraram o asfalto e deixaram só no barro”

Publicado

em

Moradores da rua Gastão Lobão, localiza no bairro Nova Esperança, em Rio Branco, procuraram o ac24horas para reclamar de um serviço da prefeitura de Rio Branco. De acordo com os populares, a prefeitura, um mês atrás, chegou ao bairro, mexeu na rua, mas “desapareceu” sem concluir o serviço. Com a proximidade da chegada do período de chuvas, os moradores temem que a rua fique ainda pior do que era.

“Antes tinha asfalto cheio de buracos, mas tinha. O resto era só mato, eles abriram tudo tiraram o asfalto e deixaram assim só no barro, foram embora e não deram mais explicações. A gente precisa saber se vão voltar. Se começar a chover, vai ficar é pior, se não iam terminar era melhor não ter mexido”, diz um morador.

A reportagem procurou a prefeitura de Rio Branco. Por meio da assessoria, a gestão municipal informou que o serviço será concluído antes das chuvas. O secretário adjunto de Infraestrutura (Seinfra), Marcos Vinícius, afirmou que a rua receberá intervenção para a conclusão do trabalho de melhoria na próxima semana.

Continuar lendo

Destaque 4

Pedro Longo faz visita a Francisco Djalma e reafirma importância da parceria institucional

Publicado

em

O recém-empossado deputado estadual Pedro Longo (PV) fez visita de cortesia ao presidente do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), desembargador Francisco Djalma, nesta quinta-feira, 22.

Durante a conversa, o deputado parabenizou o presidente pela eleição para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) na função de membro titular, na classe desembargador do órgão eleitoral.

Djalma, por sua vez, desejou um bom mandato ao deputado recém-diplomado e reafirmou a importância das parcerias institucionais nos programas e projetos desenvolvidos pelo Judiciário.

Assim que tomou posse no cargo, Pedro Longo assumiu a presidência da Comissão de Defesa do Consumidor na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac).

O parlamentar tem demonstrado também o interesse em apoiar iniciativas sociais e filantrópicas, como as que são desenvolvidas pela maçonaria acreana, instituição da qual faz parte.

Na semana passada, Longo visitou a Grande Loja Maçônica do Estado do Acre (Gleac), quando foi recebido por representantes da ordem e colocou o seu gabinete à disposição das ações da irmandade.

Pedro Longo requereu a aposentadoria voluntária da magistratura em 2013, depois de atuar como juiz nas comarcas de Xapuri e Sena Madureira, antes de sua promoção à titularidade da 1ª Vara de Família da Comarca de Rio Branco.

Continuar lendo

Destaque 4

Reabertura de escolas privadas no Acre só depende do Comitê Covid-19, diz secretário

Publicado

em

As escolas particulares do Acre querem retomar o mais brevemente as atividades presenciais. No entanto, segundo o secretário de Estado da Educação, Mauro Sérgio, esse calendário depende unicamente do Comitê de Combate à Covid-19.

Havia uma data estabelecida para reabertura das escolas particulares, que seria nesta sexta-feira, dia 23 de outubro, mas o secretário não confirma: “ainda não sabemos. Está nas mãos do Conselho Covid”, disse ele ao ac24horas. “São eles que decidem”, completou.

O secretário diz ainda que as demais redes seguem com atividades remotas. “As redes estadual e municipal continuarão com o ensino a distância. Presencial só em 2021”, afirmou.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas