Conecte-se agora

CNE aprova juntar anos letivos de 2020 e 2021 e ensino remoto até fim do ano que vem

Publicado

em

O Conselho Nacional de Educação (CNE) aprovou nesta terça-feira (6) a validade do ensino remoto até dezembro de 2021, após os 6 meses de suspensão das aulas presenciais pela pandemia do coronavírus, e a junção dos anos letivos de 2020 e 2021.

As diretrizes valem para todas as redes do país, desde a educação básica até o ensino superior, sejam elas públicas, privadas ou comunitárias. No entanto, elas não são obrigatórias. O texto ainda deverá ser homologado pelo Ministério da Educação (MEC) e, depois, as redes poderão aderir ou não à proposta.

O conselho é responsável por assessorar o MEC nas políticas educacionais federais.

O texto aprovado também torna possível:

– que estados e municípios optem pela fusão dos anos letivos de 2020 e 2021 por meio da adoção de um continuum curricular de dois anos, na educação básica

– um ano letivo “suplementar” para estudantes do 3º ano do ensino médio

Avaliação

O documento flexibiliza a aprovação escolar ao permitir a “redefinição de critérios de avaliação” para a “promoção” do estudante.

Recomenda também uma “especial atenção” à aprovação de estudantes dos anos finais do ensino fundamental (5° ao 9º ano). Essa etapa de ensino registra alto índice de reprovação e abandono escolar.

O texto também destaca a possibilidade de um “continuum” curricular entre 2020 e 2021 para “evitar o aumento da reprovação do final do ano letivo de 2020” – ou seja, os dois anos letivos viram um só.

O texto fala no “reordenamento curricular do que restar do ano letivo de 2020 e o do ano letivo seguinte, pode ser reprogramado, aumentando-se os dias letivos e a carga horária do ano letivo de 2021 para cumprir, de modo contínuo, os objetivos de aprendizagem e desenvolvimento previstos no ano letivo anterior”.

A educação infantil está dispensada da “obrigatoriedade de observância do mínimo de dias de trabalho educacional e do cumprimento da carga horaria mínima anual previstos” e no “Ensino Fundamental e no Ensino Médio, da obrigatoriedade de observância do mínimo de dias de efetivo trabalho escolar, desde que cumprida a carga horária mínima anual”, afirma o documento.

Ciclo único em São Paulo

Em São Paulo, o secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, anunciou nesta terça-feira (6) que a rede estadual deverá adotar um ciclo único para o ano letivo de 2020 e 2021.

O secretário afirmou que a proposta será aplicada para os alunos que forem aprovados este ano. A ideia é fazer a unificação em oito bimestres para diluir o ensino e ter a possibilidade de quem não aprendeu conseguir recuperar.

Ensino remoto

Quando questionado sobre o papel do MEC durante a pandemia e as limitações para boa parte dos estudantes em ter acesso ao ensino remoto, o ministro afirmou em entrevista recente ao jornal “O Estado de S.Paulo” que as desigualdades foram apenas evidenciadas nesse período do coronavírus, mas não foram criadas agora.

“Não foi um problema criado por nós. A sociedade brasileira é desigual e não é agora que a gente, por meio do MEC, que vamos conseguir deixar todos iguais.”

Os casos de alunos que não têm internet, computador ou celular em casa para acompanhar aulas on-line devem ser resolvidos pelos estados e municípios, segundo Ribeiro. Nessa mesma entrevista, o ministro disse que gays vinham de ‘famílias desajustadas’.

Em outra entrevista, Ribeiro admitiu que o apoio do governo aos estudantes de baixa renda se conectarem à internet durante a pandemia chegou tarde. “A gente demorou um pouquinho mais do que aparentemente seria o razoável”, afirmou ele, em meados de agosto.

Anúncios

Cotidiano

Bocalom realiza caminhada pelo Universitário e apresenta propostas do plano de governo

Publicado

em

O candidato à prefeitura de Rio Branco pelo Progressistas, Tião Bocalom, realizou pela manhã desta sexta-feira, 23, uma caminhada com os seus apoiadores pelo conjunto Universitário e aproveitou para escutar e também apresentar aos moradores o seu plano de governo.

Além de apresentar propostas para o saneamento, infraestrutura, saúde, educação e empreendedorismo, Bocalom distribuiu panfletos nas ruas do bairro com material de campanha com os compromissos assumidos por ele [Bocalom] e a sua vice, Marfisa Galvão.

Entusiasmado, Bocalom afirmou que irá trabalhar dos bairros para o centro e pontuou que a infraestrutura de Rio Branco está caótica. Ele aproveitou para agradecer aos moradores pela receptividade.

“Vou trabalhar dos bairros para o centro. Não se admite a quantidade de ruas na periferia que não veem manutenção há mais de cinco anos. A situação é de abandono completo e assumi este compromisso de reorganizar a infraestrutura da cidade. Falei disso e de outros pontos nesta atividade fundamental para levar os nossos ideais. Isso estimula mais o eleitor e incentiva a ele participar ativamente da nossa jornada”, destacou.

Continuar lendo

Cotidiano

“O inverno não chegou e as ruas já estão se deteriorando”, diz Jarbas ao mostrar asfalto

Publicado

em

O empresário do ramo de construção de rodovias e pavimentação asfáltica e candidato à Prefeitura pelo Avante, Jarbas Soster, voltou a criticar nas redes sociais nesta sexta-feira, 23, a qualidade do serviço executado nas ruas da capital pela prefeitura de Rio Branco.

No vídeo, Jarbas voltou ao local que ficou conhecido como o “asfalto que não tem a espessura de metade de uma caneta”, localizado na rua Marina, na Vila da Amizade, na Vila Acre e mostrou como o serviço da Prefeitura se deteriorou em um mês.

Revoltado, Jarbas mostrou o asfalto solto e afirmou que 80% dos recursos que a Prefeitura de Rio Branco vem colocando para maquiar a cidade vão acabar se deteriorando no inverno.

“O inverno não chegou e as ruas já estão se deteriorando. Olha ai, o asfalto tá solto. Isso é a forma que os recursos públicos estão sendo aplicados. Não podemos continuar assim, 80% do que foi feito será levado pelo inverno”,afirmou Jarbas.

Continuar lendo

Cotidiano

Acre tem mais 93 casos de Covid-19 confirmados e chega a 686 mortes

Publicado

em

O Acre registrou 93 novos casos de contaminação pelo coronavírus no estado nas últimas 24 horas. Nesta sexta-feira, 23, a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) informou que, assim, o número de infectados subiu de 30.028 para 30.121.

O Departamento de Vigilância em Saúde (DVS) também confirmou mais 1 óbito nesta sexta-feira, sendo do sexo masculino, cujas iniciais são R. F. A., de 75 anos. Ele deu entrada no dia 3 de outubro, no Hospital Santa Juliana e veio a óbito nesta quinta-feira, 22, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 suba para 686 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 79.352 notificações de contaminação pela doença, sendo que 49.193 casos foram descartados, enquanto 38 amostra de RT-PCR estão em análise pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) e pelo Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 27.806 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 64 seguem hospitalizadas.

Continuar lendo

Cotidiano

Polícia descarta motivação política em assassinato de primo de Minoru Kinpara

Publicado

em

O delegado Ricardo Casas, da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), que investiga o assassinato de Levi Freitas de Andrade, de 38 anos, primo do candidato a prefeito de Rio Branco Minoru Kinpara (PSDB) descartou, a princípio, que o crime tenha motivação de cunho político.

O crime ocorreu nesta quinta-feira, 22, na Rua Vitória, no bairro Hélio Melo, conhecido como Sapolândia, na capital acreana.

Segundo o delegado Ricardo Casas, Levi Freitas já havia sido vítima de uma tentativa de homicídio meses atrás, mas os criminosos à época não obtiveram sucesso.

“O que a gente tem agora afasta qualquer motivação de cunho político, não tem nada a ver com campanha. Ele já havia sido vítima de uma tentativa de homicídio há alguns meses, não chegou a receber tiro naquela vez porque quando os caras chegaram para matá-lo, ele pulou o muro. A gente vai investigar, se tem possíveis autores identificados nessa tentativa, sabemos que houve essa tentativa, porque a vítima registrou. Vamos trabalhar com essas informações. Então, pode estar ligado a essa tentativa anterior”, disse o delegado.

O delegado revelou que apenas uma testemunha foi ouvida até esta sexta, 23, já que as demais participaram do velório da vítima. Ele não descarta que o crime tenha ligação com facções criminosas.

“A linha de investigação é ligada mais à questão de guerra de facções. No entanto, nós não temos informação de que ele era membro de facção criminosa, mas, pelo fato daquele bairro já ter sido dominado por uma facção e hoje é por outra, e, como ele era presidente de barro, isso pode ter repercutido para ele. Mas, são só hipóteses, ainda estamos na fase inicial”, encerrou.

Com informações do G1 Acre

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas