Conecte-se agora

Dinheiro doado pelo Avancard não aparece em Portal da Transparência e gera confusão

Publicado

em

Após a troca de farpas entre o governador Gladson Cameli e o vice-governador Major Rocha por conta do cartão Avancard, o tema dominou o debate na sessão virtual da Assembleia Legislativa nesta terça-feira, 6. O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) disse no pequeno expediente que há uma crise política dentro do Palácio Rio Branco, entre o governador e o vice. Ele tratou do tema apontando o cartão Avancard como vilão da crise entre a dupla.

O parlamentar comunista apresentou uma cronologia de acontecimentos que resultaram no advento do “cartão da discórdia”, desde o percentual acertado em lei específica aprovada na Aleac, a regulamentação onde surge o chamado de ´contrabando jurídico´ com a inserção, em artigo, que concedeu a mais 15% para o cartão até os informes prestados pelo secretário de Planejamento, Ricardo Brandão, e representante das empresas que gerenciam a margem de consignados e o Avancard.

Edvaldo fez um print do portal de transparência do Fundo de Desenvolvimento do Servidor e da Escola do Servidor mostrando que não há saldo, contrariando a declaração de Brandão que a Fênix repassaria R$ 100 mil ao mês a partir de agosto, dinheiro que será aplicado na formação do servidor público.

“O governo contratou a Fênix de forma direta e ela não depositou nenhum real e pegou os dados do servidores e os contrabandeou para o cartão Avancard”, disse. “Estamos diante de um escândalo”, completou.

Ao tomar conhecimento da acusação de Edvaldo, o secretário de Planejamento enviou ao deputado um extrato com depósito de R$ 200 mil relativos ao cumprimento do acordo entre governo do Estado e Fênix Soft, porém o dinheiro ainda não consta no portal de transparência do Estado.

Ao ac24horas, secretário afirmou que a conta do fundo foi ativada em agosto e que já existem dois depósitos de R$ 100 mil cada, totalizando R$ 200 mil. “Esses valores são referentes a agosto e setembro”, ressaltou o gestor, destacando que não sabia o motivo do valor não está inserido no Portal da Transparência.

No grande expediente, Edvaldo fez a menção ao ato do secretário que enviou o comprovante da conta, mas ressaltou que o banco de dados de mais de 40 mil servidores e na medida em que o governo faz contrato de gerenciamento de consignações, esse banco de dados fica à disposição da empresa. “É aí que reside o problema”, diz Edvaldo.

O comunista revelou que dois irmãos gerenciam a Fênix e o cartão Avancard, o que fez com que todo os servidores fossem assediados com os 15% a mais de crédito através do cartão. “Procon, cadê você?”, bradou o deputado, pedindo a intervenção também da Defensoria Pública, que já pediu às empresas que não fiquem assediando os servidores.

Junto ao Ministério Público, o deputado disse que pediu a anulação do artigo que abre possibilidade do cartão.

Anúncios

Destaque 6

Papa aprova união civil entre homossexuais: “filhos de Deus”

Publicado

em

Foto: Divulgação 

O Papa Francisco aprovou as uniões civis entre pessoas do mesmo sexo pela primeira vez como pontífice. O fato ocorreu quando ele foi entrevistado para o documentário “Francesco”, que estreou no Festival de Cinema de Roma nesta quarta-feira, 21.

O apoio papal apareceu no metade do filme, que investiga as questões que mais preocupam Francisco, como meio ambiente, pobreza, migração, desigualdade racial e de renda, e aqueles mais afetados pela discriminação.

“Os homossexuais têm o direito de ter uma família. Eles são filhos de Deus”, disse Francisco em uma de suas entrevistas para o filme. “O que precisamos ter é uma lei de união civil, pois dessa maneira eles estarão legalmente protegidos.”

Quando era arcebispo de Buenos Aires, Francisco apoiava as uniões civis para casais homossexuais como alternativa ao casamento homossexual, mas nunca se pronunciara a favor das uniões civis desde sua eleição como papa.

O jesuíta que mais fez para construir pontes para os gays na Igreja, o padre James Martin, elogiou as observações do pontífice como “um grande passo adiante no apoio da Igreja à comunidade LGBT”. “O pronunciamento do papa em favor das uniões civis também é uma mensagem forte para lugares onde a Igreja se opôs a essas leis”, disse Martin em um comunicado.

Continuar lendo

Destaque 6

Fies abre vagas remanescentes no dia 26 de outubro

Publicado

em

As inscrições para as vagas remanescentes do programa de Financiamento Estudantil (Fies), iniciam segunda-feira, 26, e dividem-se nos seguintes critérios: de 26 a 27 de outubro, inscrição somente a vagas remanescentes em cursos de áreas e subáreas de conhecimento prioritárias; de 26 outubro a 3 de novembro, inscrição de candidatos não matriculados no curso/turno/local de oferta/Instituição de Educação Superior em que deseja se inscrever à vaga remanescente e 26 outubro a 27 de novembro, inscrição de candidatos matriculados no curso/turno/local de oferta/Instituição de Educação Superior em que deseja se inscrever à vaga remanescente.

As inscrições podem ser feitas pelo site do Fies. Veja AQUI o passo a passo para fazer a inscrição e não perca essa oportunidade.

Continuar lendo

Destaque 6

TSE identifica e desmente fake news sobre urnas eletrônicas

Publicado

em

A Coalizão para Checagem e o Comitê Estratégico, dois grupos voltados para o combate à desinformação nas Eleições 2020, identificaram notícias falsas sobre urnas eletrônicas. As fake news, publicadas em 2018, voltaram a circular em redes sociais nos últimos dias, às vésperas do pleito de 2020.

Uma delas, diz que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recusou consultoria do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e do Instituto Militar de Engenharia (IME) para desenvolver um modelo de urna com impressão do voto.

Na nota de esclarecimento publicada em 2018, o TSE já desmentido a informação. Tanto o Exército quanto a Marinha e a Aeronáutica – bem como o próprio TSE – negaram a existência da proposta de consultoria.

A respeito da segurança do processo de votação, o TSE destaca que a urna eletrônica, utilizada desde 1996 nas eleições brasileiras, é auditável, além de os sistemas serem abertos para fiscalização e possibilidade de aperfeiçoamento.

Na semana passada, os sistemas eleitorais foram lacrados em evento que contou com a presença de representantes do Ministério Público Eleitoral, da Polícia Federal e da Ordem dos Advogados do Brasil.

A lacração é uma espécie de blindagem que impede qualquer tentativa de alteração dos sistemas da urna eletrônica.

Continuar lendo

Destaque 6

Acre teve 248 mil hectares de florestas queimadas em 3 meses

Publicado

em

O Acre registra cerca de 248 mil hectares de ‘cicatrizes’ de queimadas ocorridas em 2020 entre o mês de julho até o dia 18 de outubro. Os dados são do Laboratório de Geoprocessamento Aplicado ao Meio Ambiente, órgão da Universidade Federal do Acre.

O ano de 2020 se mostra o mais crítico em termos de área queimada desde 2010 e os municípios com maior área de queimadas são Sena Madureira, Feijó, Rio Branco, Tarauacá, Brasiléia, Manoel Urbano e Cruzeiro do Sul.

Esses 8 municípios representam 72% do total queimado em todo o Acre mas 82% das queimadas estão em terras públicas, assentamentos e propriedades particulares.

Entre as unidades de conservação a Resex Chico Mendes é a mais crítica, seguido por outras UCs: Cazumbá-Iracema, Floes Afluente, Alto Juruá, Floes Antimary.

Com o nível alto de queimadas, a qualidade do ar continua crítica na maior parte do Acre, até 18 de outubro foram registradas 14 sedes municipais com mais de 30 dias fora do recomendado pela OMS (25 ug/m3).

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas