Conecte-se agora

Política não enche barriga de pobre

Publicado

em

Quem acompanha o governador Gladson Cameli nas redes sociais sabe do trabalho que o governo do estado vem desenvolvendo em vários setores. Pode se dizer que as finanças estão organizadas, investimentos são feitos e projetos futuros de obras de médio e grande porte estão engatilhadas em Brasília. A liberação dos recursos é uma questão de tempo. (Para isso mesmo o senador Márcio Bittar (MDB) está lá). O governador se movimenta bem. Porém, em ano de eleição as pessoas dão mais atenção a disputa eleitoral do que as ações do governo; o povo vê mais o que acontece no debate político entre candidatos do que na realização de obras. O foco é no que as prefeituras realizaram ou vão realizar. Por isso, eleições intercaladas a cada dois anos é muito ruim. Depois dessa disputa já começa os preparativos para a de 2022, ou seja, só se pensa em eleição. E o dinheiro indo para o ralo. Gasolina, arroz, gás, leite, feijão, ovos, frango subindo de preço e muitos discutindo o sexo dos anjos. Quem presta e quem não presta. Já dizia a avó do meu amigo: “Vá trabalhar que política não enche barriga de ninguém (do andar de baixo), só do de cima”.

Jarbas, o candidato

O candidato a prefeito do AVANTE, empresário Jarbas Soster, faz uma das melhores campanhas a prefeitura de Rio Branco. Seu foco é na cidade, problemas e soluções. Suas críticas a atual gestão são duras e honestas como deve ser. Cabe a prefeitura rebater a demonstrar que ele está equivocado. Não enveredou pelo caminho da baixaria, muito embora adversários entendem que qualquer crítica por mais plausível que seja é jogo baixo. Não, não é! É necessário até. A questão da reciclagem do lixo entulhado nas ruas, por exemplo, é uma excelente ideia para gerar emprego e renda de famílias pobres. Em grandes cidades associações, cooperativas e ONG’s trabalham a reciclagem. Jarbas é pragmático: não entrou no debate ideológico secundário. O que importa são os cidadãos e a cidade. O candidato tucano, Minoru Kinpara, também vai pela mesma vereda. Faz uma campanha propositiva. Essa de que nós somos de Deus e os outros do satanás não tem liga. Tinha no tempo em que o PT não havia se envolvido em corrupção para manter o presidencialismo de coalizão.

“Se Deus não existe, então tudo é permitido”. (Os Irmãos Karamazov – Fiódor Dostoievski)

. Perguntaram qual foi a exposição pública negativa que o PROGRESSISTA expôs o governador Gladson Cameli?

. A resposta é simples:

. Quem é o candidato a prefeito do Gladson em Rio Branco?

. Tá explicado!

. A comunidade da Cruz Milagrosa, na Transacreana, já decidiu em quem não vai voltar nessa eleição para prefeito.

. Em quem votar é que a comunidade não decidiu.

. Muitos estão assim…

. Há muita coisa a ser dita sobre a política em Rio Branco e Brasiléia, entretanto durante um processo eleitoral desses não dá (para que ninguém confunda alhos com bugalhos).

. As obras na BR-317, cujo recursos são oriundos do governo da presidenta Dilma, patinam, patinam e patinam.

. Lento que nem jabuti num pé de cajarana na mata!

. O período das chuvas está chegando e nada de conclusão; tá que nem canoa velha: remenda um buraco na popa, abre outro na proa.

. A depressão é silenciosa, a pessoa fica muito mal e não aparece ninguém para estender a mão; todos muito ocupados com seus projetos de prosperidade…

. Sem falar nos julgadores de consciência.

. “A medida com que medires, serás medido”, Jesus, O Cristo!

. Bom dia!

Anúncios

Coluna do Astério

Polícia Federal prepara operações no Acre!

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Fase paz e amor do PT acabou!

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

O recado de Gladson Cameli!

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

O bom senso de Linda Cameli

Publicado

em

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas