Conecte-se agora

4 mil pessoas deixaram o trabalho remoto entre maio e julho

Publicado

em

Em julho, o Acre foi o sétimo Estado com maior contingente a deixar o trabalho remoto. Espírito Santo, Piauí, Goiás, Amapá, Roraima e Maranhão são os que antecedem o Acre, segundo análise divulgada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) na última segunda-feira (21), com dados do teletrabalho por idade, gênero, escolaridade, região, e grupo ocupacional.

Eram 17 mil trabalhadores remotos em maio. Esse número caiu para 15 mil, em junho, e depois para 13 mil em maio. São quatro mil trabalhadores a menos desde o auge da pandemia da Covid-19, momento decisivo para o aumento do teletrabalho no Acre.

O total de pessoas em trabalho remoto no Brasil caiu de 8,7 milhões em junho para 8,4 milhões em julho. Desse total, 7,06 milhões, o equivalente a 84,1%, são trabalhadores formais.

A pesquisa “O trabalho remoto nos setores formal e informal na pandemia” mostra que a maioria das pessoas em trabalho remoto são mulheres (55,7%), pessoas de cor brancas (64,5%) e com idade de 30 a 39 anos (32,1%).

Além disso, mais de 70% das pessoas em home office possuem nível superior completo, mostrando um predomínio de profissionais com maior qualificação: o grupo de Profissionais das ciências e intelectuais, equivale a 51% de todos os trabalhadores em forma remota.

Em contrapartida, grupos ocupacionais de caráter mais operacionais apresentaram menores percentuais de força de trabalho em home office em julho. É o caso de trabalhadores agrícolas, artesãos, operadores de máquinas, vendedores e trabalhadores do comércio e membros de Forças Armadas, policiais militares e bombeiros militares.

A distribuição regional do trabalho remoto indica algumas diferenças no país. A maioria dos trabalhadores remotos encontram-se no Sudeste (57,9%), seguido pelo Nordeste (16,8%), Sul (14,8%), Centro-Oeste (7,5%) e o Norte (3%).

Os Estados que mais subiram no ranking de trabalho remoto foram Bahia, Paraná, Minas Gerais, Alagoas e Santa Catarina, enquanto Espírito Santo e Piauí registraram as maiores quedas. Distrito Federal (25,2), Rio de Janeiro (19,1%) e São Paulo (16,8%) continuaram com os maiores percentuais de trabalhadores remotos.

Anúncios

Acre

Belo Jardim I recebe melhoria em infraestrutura e saneamento

Publicado

em

As enxurradas de comentários nos vídeos da série de reportagens que o ac24horas vem mostrando a situação nos bairros de Rio Branco. Revela ainda o interesse que a população da capital tem quando o assunto é investimento público.

O videomaker do ac24horas, Kennedy Santos, já visitou quase dez bairros nos últimos finais de semana, e tem destacado principalmente as necessidades que as regiões mais afastadas do centro estão tendo. Falta de água tratada, esgoto sanitário e recuperação de ruas é pauta base por onde chega o ac24horas.

Desta vez, o ac24horas foi até o bairro Belo Jardim I, onde a prefeitura está trabalhando e mudando a realidade precária de anos atrás.

Assista ao vídeo:

video

 

Continuar lendo

Acre

Jarbas cita operação da PF e Socorro diz que críticas só vieram depois que ele perdeu contrato com a prefeitura

Publicado

em

O clima fechou entre os candidatos à prefeitura de Rio Branco, Socorro Neri e Jarbas Soster, neste sábado, 24, no debate do Diretório Central do Estudantes (DCE) acerca das obras que vêm sendo realizadas pela prefeitura de Rio Branco.

Jarbas criticou as obras de infraestrutura e citou a operação Assepsia que resultou em ação da Polícia Federal na prefeitura de Rio Branco.

Logo em seguida, Socorro cutucou o candidato e pontuou que ele só começou a fazer fiscalização dos recursos públicos, após a Prefeitura rescindir contrato com a empresa de Jarbas.

“Sob a minha gestão a prefeitura rescindiu o contrato de venda de massa asfáltica que seria realizado pela Emurb. A partir desse momento, Jarbas começou a fazer uma perseguição sistemática aos servidores e denúncias aos órgãos de controle. Essas denúncias estão sendo analisadas e apuradas e se restar comprovada qualquer uma delas, as responsabilidades serão atribuídas. A opinião de Jarbas não deve ser considerada como única e há outras opiniões que estão sendo apuradas”, retrucou.

Em resposta, Jarbas disse que a prefeitura é boa para criticar o que está errado e emitir notas de repúdio e salientou que sua empresa não depende da prefeitura, pois teria contratos em todas as esferas de poder.

“Todo mundo sabe que os serviços da prefeitura são de péssima qualidade e é criminoso o que estão fazendo com os recursos públicos. Recentemente estavam fazendo um serviço no Belo Jardim usando sebo de boi derretido. Há fraude e desvios de recursos públicos. Nossas empresas têm contratos com todas as esferas e nós não dependemos da prefeitura”, alegou.

Continuar lendo

Acre

“Ramal tem que ser feito para rodar de inverno a verão”, dispara Bocalom contra Socorro Neri

Publicado

em

Os ânimos ficaram acirrados entre os candidatos à prefeitura de Rio Branco, Socorro Neri e Tião Bocalom, neste sábado, 24, no debate do Diretório Central do Estudantes (DCE) acerca das condições de trafegabilidade dos ramais de Rio Branco.

Mais uma vez, Bocalom se comprometeu a assumir os ramais de Rio Branco e criticou as obras que vêm sendo feitas tardiamente pela Prefeitura de Rio Branco. Ele ainda relembrou da sua gestão à frente da prefeitura de Acrelândia.

“Ramal tem que ser feito para rodar de inverno a verão. Infelizmente, o que a senhora vem fazendo como prefeita, me desculpe, porque eu fui prefeito por três mandatos e no meu município rodava de inverno a verão 800 km de ramais feitos apenas com recursos da prefeitura. Não vejo o porque um município que tem 34 vezes mais dinheiro que Acrelândia não consiga fazer dois mil quilômetros. O que eu estou vendo é raspagem e arrumação, porque nas primeiras chuvas, os ramais já se acabam e nesses últimos 30 anos algum prefeito de Rio Branco assumir esses ramais e iremos assumir esses ramais para rodar de inverno a verão”,

Na réplica, Socorro “debochou” de Acrelândia e afirmou que “o candidato se refere muito a Acrelândia como se Acrelândia tivesse se transformado em um modelo de desenvolvimento pro Acre, tivesse hoje a infraestrutura adequada para o produtor rural e demais ações funcionando”.

Socorro Neri destacou ainda que em Rio Branco se tem feito um trabalho de melhoramentos ramais e enfatizou a parceria com o governo do Estado.

“Temos feito trabalho com muita qualidade para garantir a trafegabilidade, mas há uma coisa que eu tenho que concordar com o senhor: há muito a ser feito quanto a melhorias nos ramais. Só de pontes fizemos 41 e há muito ainda a ser feito para garantir ao produtor o escoamento de sua produção, mas é preciso reconhecer o esforço que está sendo feito”, defendeu.

Continuar lendo

Acre

Fiscais da prefeitura de Socorro Neri destroem barraca de feirante

Publicado

em

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra fiscais da prefeitura de Rio Branco neste sábado, 24, destruindo uma barraquinha feita de madeira e palha de um feirante, na esquina do bairro Boa União, próximo à escola Marina Vicente Gomes.

Nas imagens, é possível perceber o uso da força empenhada pelos fiscais da Prefeitura para destruir a barraquinha do feirante que vende melancia, tudo isso com o apoio e o consentimento de agentes da Polícia Militar do Acre.

Em Nota, a prefeita Socorro Neri lamentou a situação do feirante e informou que acionou a equipe da Secretaria Municipal de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Econômico (SAFRA) para tomar providências imediatas.

“Assim, ao tomar conhecimento do episódio de fiscalização envolvendo um comerciante informal de melancias, a prefeita Socorro Neri lamenta o ocorrido e informa que determinou à equipe da SAFRA a adoção de providências imediatas para oferecer o suporte técnico e material necessário para a inclusão produtiva do cidadão”, afirmou.

Veja o vídeo:

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas