Conecte-se agora

Carro, casa, reforma da casa: o rastro da corrupção eleitoral!

Publicado

em

De acordo com a CGU, TCU, MPF, MPE e demais órgãos de controle e repressão a corrupção nas instituições públicas em tempos de eleição, especialmente nas prefeituras, as pegadas deixadas podem ser rastreadas. A questão não só é técnica, a língua nos dentes ajuda. Segundo a voz do povo em certa prefeitura (corruptora) o gestor ofereceu um carro a uma liderança política em troca de apoio para a reeleição. O corrompido disse que não queria carro nenhum, mas terminar sua casa. Está quase pronta. Pretende comemorar com os amigos a bênção recebida de Deus. Essas informações vazam como uma canoa velha que não pode mais ser calafetada com breu e estopa nova. O assunto pode ter chegado a Polícia Federal que deve fazer a investigação como de praxe: discretamente. Aliás, essa vai ser a eleição mais patrulhada e fiscalizada da história. A Justiça Eleitoral pretende moralizar o processo para evitar vexames como já ocorreram no passado em que candidatos corruptos ganham a eleição, são reconhecidos, têm as contas aprovadas, são diplomados e empossados com a cara mais lambida do mundo. Ainda por cima, fazem um discurso de agradecimento ao povo que me elegeu: “Obrigado meu povo”. Não devem esquecer, porém, que a voz do povo é a voz de Deus e o que costuma vender o voto é o mesmo que se encarrega de espalhar.

“Onde há fumaça, há fogo”. (dito popular das antigas)

. Passadas as fases das convenções agora é correr atrás do voto!

. Se o candidato do MDB está batendo no do PSDB para amolecer as carnes do governador Gladson Cameli não está funcionando.

. Em Cruzeiro do Sul ele vai com o Zequinha.

. Há tempos digo na COLUNA que o prefeito Tião Flores não estava bem avaliado politicamente.

. É necessário saber ler alguns tipos de pesquisas; o favorito às vezes está em segundo lugar; quando a diferença for acima de dez pontos em cidades do interior comece a desconfiar da treta.

. Numa eleição presidencial o foco de toda crítica é centrado na gestão ou nas ações políticas do presidente, senadores e deputados federais.

. Na eleição de governador o debate e as críticas são direcionados a ele e aos deputados estaduais.

. Na eleição municipal a direção da artilharia pesada é no prefeito e vereadores candidatos à reeleição.

. É a lógica!

. Como faz muito bem, por exemplo, o candidato Jarbas Soster, do AVANTE.

. Cabe ao gestor se defender mostrando suas ações e o que pode se esperar dele na próxima gestão se for reeleito para o cargo.

. Alguém pode dar notícias do Luziel Carvalho, tomou um chá de sumiço!?

. Bom dia!

Anúncios

Coluna do Astério

Minoru e a nova geração de políticos!

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

O desempenho de Roberto Duarte!

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Dormiu eleito, acordou na balsa!

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

O rearranjo da política!

Publicado

em

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas