Conecte-se agora

Assuero compartilha em grupo mensagem sugerindo desmatar a Amazônia para plantar arroz

Publicado

em

Pecuarista diz que a manifestação em relação ao desmatamento foi uma “brincadeira”. Debate antecede visita do presidente do Conselho da Amazônia, vice-presidente Hamilton Mourão que deve inaugurar um moderno centro tecnológico de enfrentamento aos ilícitos ambientais.

Uma postagem compartilhada pelo presidente da FAEAC, pecuarista Assuero Veronez, alerta o mundo novamente para a política de desmatamento defendida por ruralistas no Acre. Em um grupo de WhatsApp formado em sua maioria por pecuaristas e madeireiros, Veronez publicou um print que falava do interesse em desmatar a floresta amazônica.

“Por mim desmatava toda Amazônia e plantava arroz”, compartilhou o presidente da FAEAC.

Questionado no próprio grupo pelos colegas, Veronez informou que a publicação foi em tom de “brincadeira, isso não é possível”, afirmou. Mas, recentemente, o representante da FAEAC aterrou um geoglifo em sua propriedade rural, localizada na rodovia do Pacífico, a BR-317 em Capixaba. Com relação a esse episódio, ele declarou que tudo não passou de um “acidente”. O caso está sendo investigado pela Polícia Federal.

Assuero lidera um grupo de pecuaristas que há duas semanas pressiona o Palácio Rio Branco com um debate de desburocratização dos processos de licenças ambientais concedidos pelo Instituto do Meio Ambiente do Acre, o IMAC, em nome do que eles classificam de “desenvolvimento”.

A entrevista coletiva que seria dada para um dos encontros que aconteceu no Palácio Rio Branco chegou a ser desmobilizada pela Secretaria de Comunicação após a divulgação da pauta. O encontro foi presidido pelo vice-governador Major Rocha.

Leia também: Geoglifos do Acre estão sendo aterrados para plantio de soja

Em entrevista concedida a Agência de Notícias do Acre, o presidente do IMAC, advogado André Hassem, disse que todas as licenças protocoladas por fazendeiros e pecuaristas foram autorizadas dentro da legalidade.

“A demora maior dos licenciamentos é daqueles que não preenchem as formalidades requeridas pela legislação estadual e federal. Quando assumimos, havia processos parados desde 2011, hoje não há mais”, esclareceu Hassem à estatal de comunicação do Acre.

O movimento vem à baila no momento em que o Supremo Tribunal Federal, (STF) investiga a suposta paralisação, pelo governo federal, do Fundo Nacional sobre Mudança do Clima (Fundo Clima). A ação foi proposta por quatro partidos de oposição – PT, PSOL, PSB e Rede Sustentabilidade. O evento no STF segue até a tarde desta terça-feira (22) quando chega ao Acre, o presidente do Conselho da Amazônia, general Hamilton Mourão para inaugurar um dos mais modernos sistemas de Geoprocessamento e Monitoramento Ambiental, o CIGMA.

A chegada do militar e a agenda que ele vai cumprir na quarta-feira (23) com o governador Gladson Cameli não agrada o setor pecuarista que defende o fim da reserva legal nas propriedades rurais onde se concentram 25% da reserva nativa.

Mourão vai inaugurar um moderno centro tecnológico com ferramentas espaciais capaz de identificar em tempo real o ganho e a perda de cobertura florestal na Amazônia. Além disso, os equipamentos reúnem informações de satélites em uma plataforma colaborativa, facilitando a mobilização e o combate a ilicitudes florestais, entre eles, as queimadas.

Os ruralistas cobram do governo do Acre a principal bandeira de sua campanha, o agronegócio, e veem a linha dura adotada pelos órgãos ambientais como um embargo à geração de emprego e renda.

O governador Gladson Cameli vem reforçando o discurso de cumprimento das leis ambientais. Projeto idealizado pela Secretaria de Fazenda e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA) vai incentivar com recursos do ICMS ecológico, municípios que preservarem o meio ambiente.

Dados apresentados pelas instituições bancárias revelam um aumento nos financiamentos rurais em todo o estado. O licenciamento ambiental é pré-requisito para obtenção das linhas de créditos. Cerca de R$ 300 milhões foram fomentados.

Anúncios

Cotidiano

‘A gente se desentende, mas se acerta’, diz menina que levou puxão no cabelo da irmã

Publicado

em

Durante o parabéns, em comemoração aos 3 anos da irmã caçula, Maria Antonia de 6 anos não se aguentou e apagou a vela antes da irmã – que reagiu com um puxão de cabelo. O vídeo da festa de aniversário viralizou nas redes sociais. Assista mais abaixo.

Maria Antonia disse que sempre ajudou a irmã mais nova a assoprar as velas mas, neste ano, a caçula queria mostrar que já tinha fôlego suficiente para apagar sozinha.

“Ah, eu não pensei em nada na hora, sempre participei desse momento e estava com um pouquinho de ciúmes, eu queria que o aniversário fosse meu também. A gente se desentende, mas se acerta. Eu ganhei o primeiro pedaço do bolo e brincamos muito depois”.

O caso aconteceu no último domingo (18), em Pato Branco, na região sudoeste do Paraná.

A mãe das meninas, Marines dos Santos Fernandes, de 43 anos, afirmou que Maria Eduarda nunca gostou de ser contrariada, mas a atitude em puxar o cabelo da irmã aconteceu pela primeira vez.

“A Maria Antonia assoprou a minha velinha, e eu fiquei brava com ela e puxei o cabelo dela. Eu amo ela, mas daí ela me ajudou e eu fiquei nervosa. Nesse [aniversário] eu queria fazer sozinha”, explicou a irmã caçula.

Por causa da repercussão e dos ataques que a filha mais velha vem recebendo nas redes sociais, Marines pediu ao G1 para que o rosto das meninas não fosse mais exposto no vídeo do parabéns.

“O susto está passando, e elas estão bem. Acredito que as informações boas estão superando as ruins. Irmãs são assim mesmo, mas a gente não incentiva a violência, a gente conversa com elas, explica que não pode, mas criança pensa em fazer e faz né, nem dá tempo”, relatou.

Veja o vídeo:

Relação entre as irmãs

A mãe das meninas disse que Maria Antonia se sentia muito sozinha e sempre pedia muito uma irmãzinha aos pais. Quando Marines engravidou, a filha fez questão de escolher o nome da irmã caçula.

“Eu que pedi para a mamãe esse presente [a irmã]. A gente brinca muito de boneca e também assiste TV juntas. O que aconteceu domingo já passou, no meu aniversário eu vou deixar ela assoprar a minha vela também”, disse a irmã mais velha.

Marines garante que a relação entre as duas é boa, de muita brincadeira e amizade.

“Acho que a relação de ciúme existe desde que a Maria Eduarda nasceu, mas isso porque antes o colo era só dela [da Maria Antonia], os brinquedos eram dela, a casa era dela. Depois, ela teve que dividir tudo isso, mesmo querendo muito a irmã. Elas só representaram o que acontece nas casas de todo mundo”, pontuou a mãe.

Tanto Maria Antonia quanto Maria Eduarda destacaram ao G1 a mesma palavra ao se referir uma à outra: amor.

Para elas, o dia a dia, ainda mais em meio à uma pandemia, não seria tão bom se não tivessem essa parceria.

“Eu sinto amor, eu amo ela demais da conta. É a minha melhor amiga. Eu não esperava tudo isso, mas eu estou adorando [a fama]”, comentou a irmã mais velha.

Apesar da confusão, Maria Eduarda também prometeu não mais puxar o cabelo da irmã, mesmo quando ficar brava.

“No dia a gente brincou, abriu os presentes, pulou na cama elástica. Não vale a pena ficar nervosa, né. Eu gosto de brincar na casinha com a mana também, fazer o que, eu amo muito ela”, concluiu.

Continuar lendo

Cotidiano

TRE/AC já recebeu 13 representações por propaganda ilegal e 1 direito de resposta

Publicado

em

Há em tramitação no Tribunal Regional Eleitoral do Acre 13 representações por propaganda irregular e 1 pedido de direito de resposta propostos nesta campanha. Os dados foram repassados na tarde desta terça-feira (20) pelo juiz eleitoral Robson Aleixo.

Os processos estão em andamento mas não devem demorar para serem julgados. “O processo segue um rito próprio: o representado tem dois dias para se manifestar, depois o MP um dia e depois vem para decisão que deverá ser publicada em um dia também”, explicou Aleixo.

A Justiça Eleitoral explica que São três os principais termos utilizados na ferramenta. Quando o processo é registrado na Justiça Eleitoral, é informada a palavra “cadastrado” e, em seguida, “aguardando julgamento”. Isso significa que o candidato enviou o pedido de registro de candidatura, mas o pedido ainda não foi julgado, ou seja, o processo está tramitando e aguarda análise.

Continuar lendo

Cotidiano

Gerente, mecânico e padeiro: veja as 29 vagas do SINE desta quarta-feira

Publicado

em

Nesta quarta-feira (21) o Sistema Nacional de Emprego do Acre (Sine) está disponibilizando 29 vagas de emprego em diversas áreas para a capital Rio Branco. Os candidatos devem ir até o Sine, localizado na OCA, para manifestar interesse.

Para se candidatar a uma das vagas, é necessário estar com o cadastro no Sine atualizado. Quem ainda não possui cadastro, deve ir ao órgão levando os documentos exigidos: Carteira de Trabalho, Identidade/CPF, Título de Eleitor, comprovante de escolaridade e de endereço.

O cidadão pode verificar se a vaga ainda está disponível através do telefone 0800 647 8182.

Continuar lendo

Cotidiano

Em Cruzeiro do Sul, FCCV realiza faxinaço na Escola Municipal Alfredo Said

Publicado

em

A Fundação FCCV realizou, nesta semana, um faxinaço na Escola Municipal Alfredo Said, no Rio Valparaíso, no Seringal Russas (zona rural), em parceria com a prefeitura de Cruzeiro do Sul.

Foram realizados serviços de limpeza e manutenção com o objetivo de melhorar ainda mais as condições da unidade de ensino, tanto para estudantes quanto para os profissionais da educação. Com isso, a escola tem melhores condições para qualificar ainda mais o processo de ensino e aprendizagem na escola.

Estas atividades integram o Projeto Faxinaço, que tem como objetivo combater focos de mosquitos transmissores de doenças e promover uma limpeza geral dos locais. As ações atuam tanto para o combate ao focos de mosquitos como para a manutenção das unidades de ensino do município.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas