Conecte-se agora

Unidades de Saúde da zona rural de Rodrigues Alves não funcionam

Publicado

em

Nesta sexta-feira, 18, Liliane Silva Alves, grávida de quase 9 meses, teve que sair da comunidade rural Luzeiro, em Rodrigues Alves, andar a pé e mais uma hora e meia de barco pelo Rio Juruá, até chegar na sede do município para uma consulta de pré-natal. Perto da casa da grávida, na zona rural, há duas unidades de saúde recém-construídas, mas que seguem fechadas. No Luzeiro, a Unidade de Saúde da Família – USF Djalma Gomes construída pela prefeitura está pronta, mas não funciona.

Perto do Luzeiro, na Gleba da Pucalpa, a Unidade Básica de Saúde – UBS José Souza Correia, chegou a ser inaugurada, mas segue fechada com cadeado no portão.

As unidades foram erguidas pelo ex-prefeito Sebastião Correia. Ele morreu de infarto no dia 27 de julho, horas depois da inauguração na Pucalpa e o atual gestor de Rodrigues Alves, Jailson Amorim, não pôs nenhuma das unidades de saúde para funcionar.

Liliane, que poderia fazer o pré-atal perto de casa, reclama. ” Acordei de madrugada , andei no ramal e mais uma hora e meia de barco para fazer o pré natal com a enfermeira na cidade. Meu marido gastou R$ 50 de combustível para a gente ir e voltar sendo que eu poderia fazer tudo aqui mesmo se os postos de saúde estivessem funcionando”.

A Unidade de Saúde da Família USF João Santos de Alencar da Comunidade São Gerônimo, que chegou a ser inaugurada pelo prefeito Jailson Amorim, no dia 13 de agosto, mas também não tem atendimento para a comunidade local. Na sede do município, também há problemas: não há medicação básica para diabéticos, hipertensos e o público em geral.

O secretário de Saúde de Rodrigues Alves, Everton da Silva Farias, explicou que há problemas na rede de energia elétrica das novas unidades e o principal é a falta de médicos, enfermeiros e técnicos. Ele disse que o atendimento às comunidades será feito de forma itinerante com intervalos de 15 dias, mas só depois que a prefeitura conseguir resolver a falta de medicamentos no município .” Na terça feira, 22, faremos um pregão para a compra de medicamentos e aí vamos começar a fazer o atendimento itinerante da zona rural e para isso teremos que tirar profissionais das unidades da cidade”, citou o secretário.

Rodrigues Alves tem, segundo dados do IBGE de 2017, 17.945 habitantes e cerca de 78 % da população mora nas zonas rural e ribeirinha do município.

Anúncios

Acre

Empresário da noite é nomeado para trabalhar no IAPEN

Publicado

em

Foto: Rede Social/Reprodução

Um dos proprietários do bar Bartô, Leôncio Timoteo de Castro, foi nomeado nesta quinta-feira, 29, pelo presidente do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), Arlenilson Cunha, para trabalhar na instituição com um cargo comissionado CEC-2.

Leôncio Castro já foi candidato à Prefeitura de Rio Branco, em 2012, na época pelo PMN. Leôncio foi vendedor de frutas e livros, radialista, apresentador de TV, colunista dos jornais Rio Branco e Folha Popular, empresário artístico durante 13 anos e, atualmente é proprietário de um pub da cidade chamado Bar’tô.

Militante da política desde os 13 anos, Castro iniciou sua trajetória política na militância estudantil da escola Carlos Vasconcelos. Na política, militou no MDB e no PMN.

Continuar lendo

Acre

Candidato a vereador que “come veado” vira sucesso na internet

Publicado

em

O candidato a vereador pelo MDB em Cruzeiro do Sul, Gerson Fotógrafo, virou sensação nas redes sociais e grupos de WhatsApp.

É que em uma gravação na casa da dona Maria, que fica na Comunidade da Besta, no Liberdade, zona rural do município cruzeirense, Gerson diz que vai comer veado porque não tem supermercado próximo. “Quem não tem supermercado perto tem que comer um bichinho da mata, um veado, uma paca, uma cutia, um quatipuru, uma nambu. Comer não é proibido, proibido é levar para Cruzeiro. Eu trouxe uma conversa, mas vou comer é o veado”, diz Gerson.

Em outro trecho da gravação, Gerson manda um recado para o IBAMA e o IMAC. “Tá vendo IBAMA, tá vendo IMAC, eu tô comendo veado. Eu comer onde chegar nas comunidades, porque não tem supermercado. Posta aí para o Brasil inteiro que vou comer veado”.

No final da hilária gravação, Gerson Fotógrafo ainda pede voto e cita seu slogan de campanha: “Para vereador vote 15.124, um dia tirei seu retrato”.

Assista ao vídeo:

Continuar lendo

Acre

No Acre, 74% concordam com a prorrogação das aulas presenciais

Publicado

em

O estudo feito pelo portal Trocando Fraldas em todo o País entre 8 e 12 de outubro de 2020 traz algumas novidades sobre o que pensa a população do Acre em relação a retomada do ensino regular: 74% dos acreanos concordam com a prorrogação das aulas presenciais nas escolas.

Parece alto mas esse número é o 4o menor do Pais, ganhando apenas de Maranhão, Roraima e Alagoas, com 73%, 73% e 71%, respectivamente. No Espírito Santo, que tem a maior taxa, 87% concordam com a prorrogação das aulas presenciais em virtude da pandemia da Covid-19.

No dia 7 de outubro o Ministério da Educação (MEC) divulgou o guia com o protocolo sanitário para a retomada das aulas presenciais da educação básica, que vai até o ensino médio, no Brasil. Este guia foi feito com base nas instruções da Organização Mundial da Saúde, da Unesco e do Unicef.

A partir daí, cabe aos governos estaduais e municipais, em conjunto com as escolas, decidirem como o retorno gradual das aulas será feito.

Mesmo com todas as medidas de proteção necessárias sendo colocadas em prática, o assunto tem gerado muita discussão nos lares brasileiros. Embora alguns sejam a favor da retomada das aulas, constatamos em nosso mais recente estudo, que 86% das mães e pais brasileiros concordam que as aulas presenciais não devem ser retomadas no momento.

O estudo teve abrangência nacional e foi realizado com mais de 11.800 pessoas de 8 à 12 de outubro de 2020. O método de coleta de dados foi feito por meio de questionário em formulário na internet.

Continuar lendo

Acre

Mais de 80 mil já fizeram exame com suspeita de Covid-19 no Acre

Publicado

em

O Estado do Acre já avaliou mais de 80 mil pessoas com suspeita ou confirmação de Covid-19. Desde o início da pandemia, há quase 8 meses. já foram 81.231 pessoas que realizaram exames para identificar infecção por coronavírus.

Deste total, 50.632 casos foram descartados e 30.545 foram confirmados para a doença. Até o momento, 27.999 altas médicas foram concedidas a pacientes que foram infectados pelo vírus no estado.

Ao menos 691 pessoas morreram vítimas de complicações da doença. Conforme boletim epidemiológico divulgado nessa quarta-feira, 28, 54 casos estão em análise.

Rio Branco continua sendo a cidade com mais casos confirmados acumulados, com 11. 469 exames positivos e 432 óbitos.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas