Conecte-se agora

Chevrolet Onix: ideal para o dia a dia

Publicado

em

O Chevrolet Onix é o carro mais vendido do Brasil, emplacando aproximadamente 53.000 unidades só no primeiro semestre de 2020,  segundo um levantamento feito pela Fenabrave. Mas, o que faz com que seus concorrentes não alcançam tanto sucesso? Nos baseamos na versão LTZ hatch com câmbio manual de 6 marchas para fazer este artigo. Afinal, este modelo tem sido o ideal para muitos compradores.

A versão LTZ manual do Onix, tinha como intenção desenvolver um o carro mais equipado, com bancos revestidos a couro, ar-condicionado digital,assistente de partida em rampa e os controles de estabilidade e tração, seis airbags, entre outros itens essenciais, como a pintura da lataria em duas tonalidades.  Afinal, foi partir da versão LT, que o Onix ganhou faróis de neblina, rodas de liga leve de 15”, sistema de Wi-Fi, assistência e segurança sistema OnStar. Ainda na versão LTZ manual, é incluído também partida sem chave, carregador sem fio, câmera de ré e sensor vespertino. Já na versão Premier, inclui rodas de liga leve aro 16”, farol projetor, lanternas de LED e bancos com acabamento de couro, possui também ar-condicionado digital, alerta para ponto cego, assistente de estacionamento automático e outros itens.

O Onix sempre foi reconhecido pelo seu visual moderno, independente das críticas vindas de alguns de seus consumidores. E a nova geração do hatch da Chevrolet mantém a tradição, pois vem se destacando mais dentre os seus rivais do que o seu antes que possuía mais detalhes atrativos, como o friso cromado que passava pela grade dianteira, unindo-os aos faróis. Além disso, na sua nova versão a linha de cintura ficou mais elevada, fazendo o carro ficar mais robusto, afinal sua traseira ganhou mais detalhes e um estilo mais esportivo, além das rodas de 16”. Com 25 cm a mais que o modelo anterior, o novo Onix possui mais presença, embora seu entre-eixos não tenha sido aumentado, passando a ter 2,55m.

Na sua parte externa, o que chama atenção são os retrovisores posicionados em um lugar onde obtém um ótimo ângulo de visão, a Chevrolet pecou em não acionar recolhimento automático, técnica bastante útil para adentrar vagas apertadas estacionamentos e que alguns de seus rivais têm, como: o Hyundai HB20 versão Diamond Plus. Já na sua parte interior, fica evidente o quanto o Novo Onix inovou nessa nova geração. Levando a sério a questão da segurança e confortabilidade de seus passageiros, com aviso de cinto colocado incorretamente para todos os ocupantes, airbags de cortina, frontais e laterais, controle de estabilidade e tração, sistema ISOFIX para cadeirinha infantil, assentos dianteiros com encostos de cabeças agrupados ao banco, faróis com refletores duplos, dentre outros equipamentos de segurança.

A central multimídia foi o que levou o primeiro Onix a ser o mais vendido dos compactos e, nessa nova geração, ele passa a ter uma das melhores centrais multimídias do mercado automotivo. Isso porque sua tela é de alta resolução e, dentre outros recursos, possui acesso à internet a bordo, graças à parceria da Chevrolet com a Claro. Os planos chegam até 20 GB de capacidade para conexão.

O bagageiro da versão LTZ possui 280L mantendo a média do segmento de hatches, lembrando aqueles que apreciam o Onix e desejam mais espaço para suas bagagens, a versão Onix Plus oferece 469L.

O Onix LTZ vem com o novo motor 1.0, de 3 cilindros, turbo, que rende 117 cvs e ótimos 16,9 kgfm a 2.000 rpm. É moderno e ideal, com variável de fase na admissão e no escape, o que faz total diferença quando você o mantém na faixa essencial de utilização. Abaixo dos 2.000 rpm, falta potência. Segundo o Inmetro, a versão  LTZ manual do Onix faz 13,8 km/l em ambiente urbano e 17,1 km/l em rodovias a gasolina, além de 9,7 km/l em ambiente urbano e 12,3 km/l em rodovias com etanol.

Sua suspensão, é confortável quando necessária e firme nas curvas, aguenta mais que a geração anterior, com o ponto H em seus assentos onde deveriam estar. O volante de três raios possui uma  boa empunhadura e sua direção precisa são as vantagens do modelo, além disso, é leve para manobrar e ganha peso de acordo com o aumento de velocidade. Além dos tambores no eixo de trás, os freios do são necessários e sucessivos usado fácil. Ou seja, é fácil de conduzir e levá-lo ao seu ponto ideal. Já a sua embreagem é leve e evita que o motorista canse ao estar em meio ao trânsito. Outro ponto positivo está no seu trambulador, que possui engate macio e impulsiona, junto a sua força, uma condução mais esportiva. Mas vale ressaltar que, ainda sim, o Onix LTZ com câmbio manual não é desenvolvido para esse tipo de atividade. Por fim, qualidades é o que não falta para o Chevrolet Onix se manter no topo do ranking dos modelos hatches compactos mais vendidos do Brasil.

Ficha técnica

Preço: Aproximadamente R$ 63.500 câmbio manual;

Motor: 1.0, 3 cilindros, turbo flex;

Potência : 117 cvs a 5.600 rpm;

Torque: 16,7 kgfm a etanol / 16,4 a gasolina a 2.000 rpm;

Transmissão: Manual, 6 marchas e tração dianteira;

Suspensão: Independente na dianteira e traseira;

Freios: A discos ventilados na dianteira e tambores na traseira;

Pneu: 195/55 R16;

Dimensões: 4,17 m de comprimento / 1,75 m de largura / 1,48 m de altura, 2,56 m de entre-eixos;

Tanque : 45L;

Porta-malas: 280L;

Consumo: 13,7 km/l na cidade) / 17 km/l  na estrada a gasolina

de 0 a 100 km/h em 10,0 segs;

Velocidade máxima: 187 km/h.

Gostou deste artigo? Compartilhe em suas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre porque o Onix é o carro ideal para o dia a dia!

Fonte: Chevrolet

Anúncios

Acre 01

Menor supostamente abusada está grávida e conselheiro tutelar preso pode ser o pai

Publicado

em

Após o andamento das investigações e a prisão do conselheiro tutelar do município de Porto Acre, Antônio Alexandre Gomes Neto, 32 anos, acusado de abusar uma menor de idade, fatos de como o crime supostamente aconteceu vão sendo revelados.

A investigação da denúncia de abuso, mostrada em primeira mão pelo ac24horas, revela que a relação do conselheiro tutelar com a menor não seria de hoje. Atualmente com 16 anos, o crime, já que manter relação sexual com menor de 14 anos é considerado estupro de vulnerável pela lei, teria começado três anos atrás, quando a menor teria apenas 13 anos de idade.

Um outro passo da investigação que precisa ser esclarecido é que a menor está grávida. Apesar de em depoimento à polícia, a jovem ter informado que o filho é de um atual namorado, a polícia tem dúvidas e já solicitou um exame de DNA que deve comprovar se a paternidade é do conselheiro tutelar.

O processo de investigação iniciou há pouco mais de um mês após outros conselheiros tutelares terem recebido a denúncia. A polícia civil, sob o comando do delegado Nilton Boscaro, titular da delegacia de Porto Acre, deu início ao procedimento investigativo. Até o trabalho de uma psicóloga foi usado para esclarecer os fatos. A confissão da jovem à profissional, o que já tinha acontecido também para familiares, foi decisiva para que a justiça determinasse a prisão temporária de Alexandre, ocorrida na sexta-feira, 18, após o acusado se apresentar na Delegacia de Polícia.

“Trabalhamos de forma silenciosa, com todo o cuidado que uma denúncia dessas requer. Aos poucos, fomos avançando, ouvindo testemunhas e realizando diligências no caso, inclusive fora do estado, para colher os elementos necessários”, afirma Boscaro.

A acusação também repercutiu na Associação de Conselheiros e Ex-conselheiros Tutelares do Acre (Ascontac) que se posicionou por meio e uma nota.

Confira a nota:

O Estatuto Social da Ascontac em seu artigo 2° onde trata dos objetivos da Entidade, especialmente a letra “L” que diz que um dos objetivos é: “defender os conselheiros tutelares de abusos e omissões”, ou seja, no exercício do mandato.

Diante da denúncia em que envolve a suposta prática de um crime por um conselheiro tutelar, a Ascontac, lamenta profundamente, mas, não compactua com qualquer prática delituosa por quem quer que seja.

É bom que se diga, que o conselheiro(a) tutelar está sujeito a responder civil e criminalmente como qualquer outro servidor público, dependendo de sua conduta perante a sociedade, uma vez que está submetido ao ordenamento jurídico (regras, princípios e normas).

Lucinaira Carvalho

Presidente Ascontac.

 

Continuar lendo

Acre

Instável, produção de leite cai 2,9% no Acre no 2º trimestre

Publicado

em

No Acre, no segundo trimestre de 2020, a aquisição de leite cru feita pelos estabelecimentos que atuam sob algum tipo de inspeção sanitária federal, estadual ou municipal foi de 2,93 milhões de litros.

Este resultado significa um aumento de 27,6% em relação ao 2° trimestre de 2019, e retração de 2,9% em comparação com o 1º trimestre de 2020.

Regularmente, os 2° trimestres são períodos de menor captação, devido à etapa de entressafra nas principais bacias leiteiras do país, conforme avaliação do Fórum Permanente de Desenvolvimento do Acre.

Além da sazonalidade, a pandemia da Covid-19 influencia pesadamente na economia leiteira. Tanto que os afiliados ao Projeto Balde Cheio, coordenado por várias instituições, entre elas a Ufac, adequaram a rotina de trabalho para possibilitar a continuidade da atividade produtiva durante a pandemia e reduzir prejuízos.

Mesmo com todo esforço e políticas específicas, a cadeia leiteira guarda complexidades. Como exemplo, praticamente nada mudou em uma década: em 2010 foram inspecionados 10 mil litros e em 2019, 11 milhões -mas chegou a 14 milhões em 2012, segundo o Anuário do Leite 2020, produzido pela Embrapa.

A produção total chegou a 70 milhões de litros em 2008 mas caiu para 43 milhões em 2018, que são os dados disponíveis no Anuário.

Continuar lendo

Cotidiano

Tempo abafado e com pancadas de chuvas neste domingo no Acre, aponta previsão

Publicado

em

O serviço meteorológico do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) informa que neste domingo (20) uma frente fria que avança pela região Sudeste do país favorece a organização de nuvens mais carregadas e deixa o tempo mais instável no Sul da Amazônia, inclusive sobre o Acre.

Com isso, a previsão é de um domingo de Sol entre nuvens, com tempo abafado e céu variando de parcialmente nublado a nublado na capital Rio Branco e nas cidades das regiões Sul e Leste do Estado. Nas demais regiões acreanas, muitas nuvens ficam carregadas no decorrer do dia, por conta do forte calor e do aumento da umidade, e podem provocar pancadas isoladas de chuva com trovoadas entre a tarde e à noite, com possibilidade de temporais de forma pontual.

E nesta segunda-feira (21) a instabilidade ainda continua sobre o Acre e o tempo segue carregado em grande parte do Estado. Para a região do Vale do Juruá o Sol aparece sempre entre muitas nuvens, com tempo variando entre nublado e parcialmente nublado e há previsão de pancadas de chuva com trovoadas a qualquer hora do dia. Para a Capital e demais regiões acreanas a previsão será de sol entre algumas nuvens, com tempo variando de parcialmente nublado a claro e com pancadas isoladas de chuva e trovoadas entre a tarde e à noite.

Continuar lendo

Acre

Unidades de Saúde da zona rural de Rodrigues Alves não funcionam

Publicado

em

Nesta sexta-feira, 18, Liliane Silva Alves, grávida de quase 9 meses, teve que sair da comunidade rural Luzeiro, em Rodrigues Alves, andar a pé e mais uma hora e meia de barco pelo Rio Juruá, até chegar na sede do município para uma consulta de pré-natal. Perto da casa da grávida, na zona rural, há duas unidades de saúde recém-construídas, mas que seguem fechadas. No Luzeiro, a Unidade de Saúde da Família – USF Djalma Gomes construída pela prefeitura está pronta, mas não funciona.

Perto do Luzeiro, na Gleba da Pucalpa, a Unidade Básica de Saúde – UBS José Souza Correia, chegou a ser inaugurada, mas segue fechada com cadeado no portão.

As unidades foram erguidas pelo ex-prefeito Sebastião Correia. Ele morreu de infarto no dia 27 de julho, horas depois da inauguração na Pucalpa e o atual gestor de Rodrigues Alves, Jailson Amorim, não pôs nenhuma das unidades de saúde para funcionar.

Liliane, que poderia fazer o pré-atal perto de casa, reclama. ” Acordei de madrugada , andei no ramal e mais uma hora e meia de barco para fazer o pré natal com a enfermeira na cidade. Meu marido gastou R$ 50 de combustível para a gente ir e voltar sendo que eu poderia fazer tudo aqui mesmo se os postos de saúde estivessem funcionando”.

A Unidade de Saúde da Família USF João Santos de Alencar da Comunidade São Gerônimo, que chegou a ser inaugurada pelo prefeito Jailson Amorim, no dia 13 de agosto, mas também não tem atendimento para a comunidade local. Na sede do município, também há problemas: não há medicação básica para diabéticos, hipertensos e o público em geral.

O secretário de Saúde de Rodrigues Alves, Everton da Silva Farias, explicou que há problemas na rede de energia elétrica das novas unidades e o principal é a falta de médicos, enfermeiros e técnicos. Ele disse que o atendimento às comunidades será feito de forma itinerante com intervalos de 15 dias, mas só depois que a prefeitura conseguir resolver a falta de medicamentos no município .” Na terça feira, 22, faremos um pregão para a compra de medicamentos e aí vamos começar a fazer o atendimento itinerante da zona rural e para isso teremos que tirar profissionais das unidades da cidade”, citou o secretário.

Rodrigues Alves tem, segundo dados do IBGE de 2017, 17.945 habitantes e cerca de 78 % da população mora nas zonas rural e ribeirinha do município.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas