Conecte-se agora

Mulher viaja até a cidade com filha deficiente e sofre sem atendimento no INSS do Juruá

Publicado

em

Uma produtora rural se viu em situação desesperadora nesta segunda-feira, 14, após gastar a pouca economia que mantinha em casa para chegar até a zona urbana e buscar atendimento no Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) de Cruzeiro do Sul. Acompanhada da filha que tem paralisia cerebral, chamou atenção de quem passava pela porta do Instituto.

Com a notícia de reabertura das agências do INSS em todo o Brasil, a agricultora Maria Viana da Silva, que mora na Agro Vila do Muju, em Rodrigues Alves, gastou cerca de R$ 300 em táxi para chegar a Cruzeiro buscando perícia médica para a filha, mas não conseguiu atendimento porque a agência de Cruzeiro do Sul ainda não foi reaberta.

“Dia 24 de agosto eu vim e me mandaram voltar e agendar pelo telefone. Chego aqui e a moça avisa que o doutor não vai atender. Eu quero o benefício por direito da minha filha. Compro duas caixas do remédio dela por cem reais, porque só assim ela dorme. Eu vou lutar pelo benefício dela, nem que seja na justiça”, assegurou a mulher.

O diretor do INSS em Cruzeiro do Sul, Fernando Júnior, lamentou o deslocamento inútil da mulher com a filha especial e explicou que não há data prevista para o reinício de perícias na agência de Cruzeiro, que atende segurados das 5 cidades do Vale do Juruá.

O Gerente Executivo do INSS no Acre, Carlos José de Sousa, afirmou que nesta terça-feira, 15, uma equipe de logística de Rio Branco irá até Cruzeiro do Sul averiguar toda a necessidade de adequação da agência do município. “Serão feitas demarcações e instaladas barreiras de acrílico, além de outras modificações para garantir a segurança dos segurados e funcionários”, explicou sem dar data para o reinício do atendimento e lembrando que todos devem agendar os serviços pelo número 135.

Anúncios

Na rede

Suposto usuário de drogas é morto a tiros em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Um homem ainda não identificado pela polícia, mas que segundo testemunhas teria o apelido de “Elmo”, foi morto a tiros na noite desta quinta-feira, 17, no bairro do Remanso, localizado em Cruzeiro do Sul.

A Polícia Militar esteve no local em busca de informações sobre o autor do homicídio, mas até o momento ninguém foi preso ainda.

Segundo informação de moradores do bairro, o homem seria usuário de drogas e também era acusado de praticar roubos no local. No entanto, a Polícia Militar ainda não confirmou a informação.

Continuar lendo

Na rede

Pescador salva três passageiros que caíram com carro em igarapé

Publicado

em

Um carro com três pessoas caiu no final da tarde desta quinta-feira, 17, dentro do Igarapé Mesquita, situado na BR-307, em Cruzeiro do Sul. Segundo testemunhas, os passageiros chegaram a ficar cerca de 3 minutos dentro do carro e só não se afogaram porque um pescador cortou os cintos de segurança para que todos pudessem sair do veículo e da água.

Duas pessoas ficaram feridas, engoliram bastante água e foram levadas ao Hospital do Juruá em uma viatura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Nenhum dos passageiros foi identificado ainda.

Segundo a Assessoria de Comunicação da Polícia Militar, apesar de a BR-307 ser uma rodovia federal, como em Cruzeiro do Sul não há Polícia Rodoviária Federal, a PM foi ao local atender a ocorrência.

Moradores afirmam que a ponte sobre o Igarapé Mesquita, onde o acidente aconteceu, está em situação precária.

Continuar lendo

Na rede

Serviço feito pela metade na Variante deixa pista deteriorada e oferece risco a motoristas

Publicado

em

O trabalho de manutenção asfáltica da Variante, que liga a BR-364 a cidade de Cruzeiro do Sul, foi iniciado há 21 dias. Mas, em seguida, o serviço foi abandonado no meio, deixando muitos trechos com imperfeições e espaços deteriorados, com pouca sinalização, oferecendo perigo para os motoristas.

A Variante tem 12 quilômetros e os buracos feitos pela empresa para a troca de asfalto se espalham na metade da estrada. À noite a situação é ainda mais grave porque o trecho não é iluminado. O abandono do serviço também ocasionou prejuízos: como o asfalto saturado foi retirado, as depressões com quinas afiadas nas bordas furam os pneus dos carros.

André Santos, que mora em Cruzeiro do Sul e trabalha em Rodrigues Alves, passa duas vezes ao dia no trecho e reclama. “Começaram, mas depois as máquinas sumiram e só ficaram esses rasgos aí no asfalto. Perdi um pneu que estourou aí”.

O taxista Paulo Francisco dos Santos, que faz lotação entre Rio Branco e Cruzeiro do Sul, conta que se espantou com o ritmo do serviço . “Quando eu vim há mais de uma semana, já estava assim tudo parado e sem sinalização e continua igual “.

A Variante, como toda a extensão da BR-364, é de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). O serviço na Variante é executado pela construtora Andrade e Vicente, de Rondônia, e a empresa mantém uma usina de asfalto na entrada de Cruzeiro do Sul.

O superintendente do DNIT no Acre, Carlos Moraes, destaca que já pediu explicações à empresa sobre o atraso no trabalho e determinou a paralisação da abertura de novos reparos, para evitar transtorno aos usuários.

“A empresa alega estar enfrentando diversos problemas para produzir o asfalto (CBUQ), como atraso na entrega do ligante, quebra de equipamento e desligamento de colaboradores. Mas estamos cobrando que essas dificuldades sejam sanadas para a conclusão dos serviços”, explica Moraes, afirmando que o serviço já será retomado nesta quinta-feira, 17.

A mesma empresa é responsável pelo trecho da BR-364 entre o Rio Liberdade e Cruzeiro do Sul. No restante da rodovia, o trabalho de manutenção é feito por duas empresas acreanas, sendo uma de Rio Branco e outra de Mâncio Lima.

Continuar lendo

Na rede

Prédio da OCA em Cruzeiro do Sul não tem data para inauguração

Publicado

em

No dia 23 de dezembro de 2019, o governador Gladson Cameli assinou a ordem de serviço para a construção da Organização em Centrais de Atendimento (OCA) de Cruzeiro do Sul, com previsão de término no primeiro semestre deste ano. No entanto, passados mais de 6 meses de 2020, ainda não há data para o início do funcionamento do espaço.

A intenção de Cameli era inaugurar a Central no dia último 28 de setembro, aniversário de Cruzeiro do Sul, mas como a unidade não está concluída e sem os equipamentos instalados, não há certeza da entrega.

O local onde funcionou o Fórum é reformado a um custo de R$ 1,5 milhão . A previsão é que haja a oferta de 300 serviços no local onde deverão ser atendidas 1.500 pessoas por dia com a emissão de carteira de identidade, CPF, título de eleitor, carteira de trabalho e pagamentos bancários e serviço de atendimento ao consumidor.

Cerca de 11 instituições, como a prefeitura de Cruzeiro do Sul, DETRAN, Instituto de Identificação e correspondente bancário, funcionarão no local, onde deverá ser instalado um sistema de medição do tempos que os usuários passarão nas filas.

Capacitação

As pessoas que vão trabalhar na OCA de Cruzeiro iniciaram ontem, 14, o processo de qualificação, que prossegue até o próximo dia 22 com oficinas sobre política de atendimento ao cidadão, postura e atitudes no diálogo entre agentes públicos e cidadãos e também sobre as novas rotinas em tempos de pandemia e o Guia do Usuário dos Serviços Públicos. “O objetivo do treinamento é repassar diretrizes importantes para o funcionamento da central de Cruzeiro do Sul, criando a unicidade dos atendimentos, fluxos e serviços que são oferecidos nas centrais”, citou o secretário de Planejamento e Gestão, Ricardo Brandão.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas