Conecte-se agora

Energisa homenageia prefeitura de Brasiléia por parceria em projeto aprovado na Aneel

Publicado

em

A prefeitura de Brasiléia recebeu na quarta-feira, 9, uma homenagem prestada pela empresa Energisa pela parceria na formalização do Projeto de Eficiência Energética, regulado pela ANEEL. O projeto realizou a substituição de lâmpadas de vapor de sódio por luminárias LED no município em 2020.

A entrega foi feita pelo Gerente de Serviços Comerciais, Roberto Vieira, Coordenador de Poder Público, Alysson Bondezan e Pedro Costa, especialista em Eficiência Energética.

A Energisa já está com editais públicos abertos para que as empresas, instituições e prefeituras interessadas possam concorrer. Uma equipe técnica e especializada avalia os projetos e define quais serão contemplados, obedecendo uma série de condicionantes previstas no edital. Em 2019, os recursos investidos no programa pela distribuidora de energia no Acre somaram R$ 9,2 milhões, conforme a disponibilidade de recursos. Este ano o valor previsto é de R$ 4,43 milhões.

 

Anúncios

Cidades

Cidade de Mâncio Lima recebe da Energisa certificação de cidade eficiente

Publicado

em

O projeto no valor de pouco mais de R$ 290 mil substituiu mais de 250 pontos de lâmpadas a vapor de sódio por lâmpadas de leds com maior durabilidade, baixo custo de manutenção e iluminação melhor.

O Município de Mâncio Lima recebeu na última terça-feira, 22, a placa alusiva ao Programa de Eficiência Energética – PEE da ANEEL, executado pela Energisa. O Município efetuou a substituição da tecnologia atual das luminárias, com lâmpadas a vapor de sódio, por luminárias com tecnologia led em mais de 250 pontos da cidade adquirindo uma iluminação pública mais eficiente, além de reduzir a demanda por energia e evitar o desperdício. O convenio no valor de pouco mais de R$ 290 mil foi assinado em janeiro deste ano.

“Este convênio gerou uma economia anual ao município de mais de R$ 120 mil, melhoramos em mais de 70% a qualidade na iluminação pública da cidade e, estamos trazendo a nossa população mais segurança em nossas vias e economia na taxa de iluminação pública que é cobrada. A Energisa tem sido uma parceira muito importante para nós, além da substituição das lâmpadas antigas por lâmpadas de LED, já protocolamos junto a empresa um pedido de extensão da rede de energia em alguns bairros gerando mais economia ao consumidor.

Nosso objetivo é contemplar toda a cidade com essa tecnologia de LED que é viável economicamente e tem um custo de manutenção é muito baixo”, disse Isaac Lima, Prefeito de Mâncio Lima.

O objetivo do PEE é promover o uso eficiente da energia elétrica em todos os setores da economia por meio de projetos que demonstrem a importância e a viabilidade econômica de melhoria da eficiência energética de equipamentos, processos e usos finais de energia, buscando maximizar os benefícios públicos da energia economizada e da demanda, estimulando o desenvolvimento de novas tecnologias e a criação de hábitos e práticas racionais de uso da energia elétrica.

“O principal aqui, e esse tem sido um dos objetivos da Energisa, é a parceria, parceria saudável, de resultados positivos e que muito nos alegra. Fico muito feliz em estar hoje em Mâncio Lima entregando essa placa como reconhecimento do trabalho desta gestão para tornar esta cidade eficiente energeticamente. Buscamos sempre levar aos municípios qualidade de vida para os moradores, o Programa de Eficiência Energética é totalmente voltado para isso, trazer esse benefício, essa melhoria nas contas públicas, redução do valor gasto em manutenção e na conta de energia da Prefeitura para que o gestor possa investir esses recursos economizado em outras áreas”, finalizou Stingler Cândido de Almeida, Coordenador Comercial da Energisa no Juruá.

A vice-prefeita ngela Valente destacou a honraria ao enfatizar que com o programa e a parceria com a Energisa o município economizou na manutenção de lâmpadas e na conta de energia.

“São ações como essas que nos motivam a continuar fazendo mais por nosso município, faz uma grande diferença economizar na conta da luz e investir esses recursos em áreas prioritárias para melhorar a qualidade de vida da nossa população”, afirmou a vice-prefeita ao receber a placa de reconhecimento da parceria.

Através do convênio foram investidos cerca de R$ 290 mil para troca de 265 lâmpadas e melhoria da iluminação nos principais pontos da cidade com trocas de reatores e luminárias que consomem mais energia por lâmpadas Leds, mais econômicas e eficientes. Com o Projeto de Eficiência Energética da distribuidora, o município está economizando com a conta de iluminação pública cerca 201,96 mil kWh/ano o que corresponde aproximadamente R$ 123 mil reais por ano.

Continuar lendo

Cidades

FCCV realiza serviços de manutenção na UBS Abel Pinheiro, no bairro Formoso

Publicado

em

A Fundação FCCV iniciou nesta terça-feira (22) serviços de melhorias e manutenção na Unidade Básica de Saúde (UBS) Abel Pinheiro, no bairro Formoso, em parceria com a Prefeitura de Cruzeiro do Sul. O objetivo da ação é promover ações de recuperação na estrutura da unidade com o objetivo de garantir melhor atendimento para a população.

A lista de serviços inclui reparos nos drenos de aparelhos de ar condicionado, troca de lâmpadas e bocais, recuperação e troca de trincos das portas e manutenção em banheiros e torneiras. Com estas ações, a UBS terá melhores condições tanto para pacientes quanto para os profissionais que atuam nela.

A expectativa é que os serviços sejam concluídos nesta quinta-feira (24). Estas ações integram o Projeto Saúde em Foco, desenvolvido em parceria entre a FCCV e a Prefeitura com o objetivo melhorar o atendimento à saúde da população de Cruzeiro do Sul.

Continuar lendo

Cidades

Prefeitura de Xapuri e Iteracre reafirmam parceria para a entrega de títulos definitivos

Publicado

em

O prefeito de Xapuri, Ubiracy Vasconcelos, e o presidente do Instituto de Terras do Acre (Iteracre), Alírio Wanderley Neto, assinaram nesta terça-feira a renovação de um termo de cooperação que foi firmado em 2017 com o objetivo de concluir o processo de regularização fundiária urbana do município que se arrasta há vários anos.

Com a reafirmação do termo de cooperação técnica, a prefeitura e o órgão estadual, que já fez o levantamento cartográfico de toda a cidade, pretendem fazer a entrega dos 150 primeiros títulos nos próximos 120 dias. A previsão é de que as outorgas comecem a ser feitas pelo bairro do Mutirão e se estenda, posteriormente, para todas as regiões da cidade.

“Viemos aqui assinar o termo de renovação da parceria para que a gente possa dar prosseguimento com o Iteracre, que está cuidando disso, e o cartório de Xapuri já está com 150 títulos para que possamos fazer as primeiras entregas. Acreditamos que ainda este ano entregamos a primeira leva. Aí, entregou a primeira o restante é meio que automático”, explicou o prefeito.

Em 2012, o município de Xapuri obteve da Justiça, a partir de uma ação impetrada pela Serventia Extrajudicial da Comarca, a autorização para emitir os títulos definitivos, desde que houvesse um projeto de execução e que não fosse cobrada qualquer taxa ou quantia para emissão, exceto a cobrança referente ao Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU).

O objeto da ação compreende uma área total de 71 hectares, na qual estão situados 1.101 imóveis e mais de 5 mil pessoas. O terreno havia sido doado recentemente pelos representantes do espólio de Jofre Alves Koury ao município de Xapuri e compreende mais de 50% da área urbana, incluindo o local onde está situada sede da Cooperacre, antiga Fundação Chico Mendes.

À época da sentença judicial, o magistrado Luís Gustavo Alcalde Pinto também autorizou o Cartório de Registro de Imóveis do município a proceder com os registros dos documentos em favor dos proprietários dos bens, desde que fosse apresentado o memorial descritivo da área, mapa e a identificação dos respectivos possuidores.

Continuar lendo

Cidades

Peixes da Amazônia pode ser comprada por grupo paulista

Publicado

em

O Grupo paulista Peixe Bom, do Estado de São Paulo, apresentou nesta terça-feira, 22, ao governador Gladson Cameli o seu interesse em assumir o comando do complexo de piscicultura Peixes da Amazônia, localizado às margens da BR-317, no município de Senador Guiomard.

Dono da Peixe Bom, Jurandir Ramos quer investir no Acre – Foto: Reprodução

Representado pelo seu principal investidor, o empresário Jurandir Ramos, que chegou em Rio Branco na segunda-feira, 21, em seu próprio jatinho, o grupo piscicultor especializado em transporte, compra e venda e assessoria de empreendimentos, sinalizou ao governo do Estado e aos demais acionistas do empreendimento acreano de assumir o controle das atividades industriais e administrativas.

Leia também: Peixes da Amazônia apresenta plano para pagar credores que é contestado na justiça

No encontro, o governador do Acre, Gladson Cameli, afirmou que o estado tem interesse de vender a sua parte no empreendimento que seria cerca de 19% das ações com o objetivo de colocar a fábrica para funcionar para gerar emprego e renda. “Digo que estamos de portas abertas para quem quer investir no Acre, pois queremos gerar emprego, renda e desenvolver o nosso estado”, disse o chefe do Palácio Rio Branco ao publicar uma foto da reunião com o empresário.

O deputado estadual Luiz Gonzaga (PSDB) acompanhou a reunião e destacou sobre a expectativa de um bom negócio. “Acredito que essa seja uma boa oportunidade para colocarmos aquela megaestrutura para funcionar. Aquilo ali para gera prejuízo para todo mundo”, argumentou o parlamentar.

O ac24horas apurou que parte dos sócios da empresa tem interesse em se desfazer de suas ações, porém outra parte estaria irredutível. O grupo paulista tem interesse de ter o controle majoritário do negócio tanto que o empresário Jurandir Ramos já se reuniu com os administradores do complexo, onde foi apresentado um raio-x da situação atual do empreendimento que está em recuperação judicial na justiça.

Mesmo devendo cerca de R$ 48 milhões a credores, o empresário teria sinalizado positivamente com o complexo que é referência na região norte, mas que está com suas atividades paradas desde janeiro de 2019.

PLANO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL

O ac24horas teve acesso ao Plano de Recuperação Judicial elaborado pelos diretores e advogados do complexo que pleiteia a homologação do judiciário. Na proposta, o relatório aponta que atualmente a empresa possui capital social de R$ 62 milhões, distribuído em 54.538 ações. O quadro de acionistas composto pelo Fundo de Investimentos e Participações [35,83%]; sócios privados [33,67%] e Agência de Negócio do Estado do Acre S.A. — ANAC [19,15%]. A Central de Cooperativa também tem participação de 11,35%.

Atualmente as dívidas da empresa totalizam R$ 48,6 milhões entre credores e dívidas trabalhistas. De acordo com o Plano de Recuperação Judicial, o atual cenário de crise da empresa está intrinsecamente ligado a ausência de capital de giro. O não provisionamento de determinados gastos ocasionou, como em um efeito cascata, três grandes problemas: adversidades não provisionadas/previstas; desencaixe de fluxo de caixa e ineficiência produtiva.

De acordo com o relatório, a relação de credores é composta por 274 fiduciários divididos em classes trabalhistas [94], garantia real [2], Quirografários [88], Micro e Pequenas Empresas [90].

A expectativa é que a justiça homologue o acordo judicial após a manifestação dos credores.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas