Conecte-se agora

Governo muda lotação de pastor acusado de homofobia

Publicado

em

O governador Gladson Cameli alterou a lotação do pastor e cargo comissionado Nelson de Freitas Correia, conhecido como Nelson da Vitória, da Secretaria de Direitos Humanos para a Secretaria de Planejamento e Gestão, a Seplag no Diário Oficial desta terça-feira, 8.

Nelson da Vitória foi acusado de postar nas redes sociais conteúdos homofóbicos e racistas contra a população gay.

O Ministério Público Federal (MPF) chegou a recomendar ao MPAC uma ação civil pública por improbidade administrativa, já que Nelson da Vitória trabalhava na secretaria que tem por obrigação garantir igualdade de tratamento para todos, independente de crença, religião ou opção sexual.

Anúncios

Destaque 6

Revista Forbes divulga lista dos maiores bilionários do Brasil

Publicado

em

Empresária Luiza Helena Trajano, dona da rede de lojas Magazine Luiza - Foto: Divulgação

A empresária Luiza Helena Trajano, dona da rede de lojas Magazine Luiza, é a mulher mais rica do país e passou a ocupar a 8ª posição no ranking de bilionários brasileiros da revista Forbes Brasil. Ela é também a única mulher do top 10 da lista de 2020.

Segundo a Forbes Brasil, Luiza Helena viu seu patrimônio crescer 181% no último ano e subiu 16 posições no ranking de bilionários, em meio à valorização das ações da Magazine Luiza. O patrimônio dela foi estimado em R$ 24 bilhões. Antes, o título de mulher mais rica do Brasil pertencia à Miriam Voigt, da Weg.

Neste ano, o dono do Banco Safra, Joseph Safra, desbancou Jorge Paulo Lemann, que liderava a lista desde de 2013, e assumiu o primeiro lugar geral com uma fortuna estimada em R$ 119,08 bilhões.

Eduardo Saverin, o brasileiro cofundador do Facebook, ficou pela primeira vez na terceira posição do ranking, após sua fortuna subir 61% em relação ao ano anterior, segundo a Forbes Brasil.

O ranking 2020 da Forbes Brasil tem 238 nomes, 32 a mais do que no ano passado. A soma total das fortunas é de R$ 1,6 trilhão.

A lista traz 33 novos nomes de bilionários brasileiros, 16% a mais do que no ano passado.

O mais rico dos estreantes é Alexandre Behring, que aparece na 6ª colocação com patrimônio estimado em R$ 34,32 bilhões. Ele é cofundador da 3G capital ao lado de Lemann, Marcel Herrmann Telles e Carlos Alberto Sicupira, e também preside o conselho de administração da Kraft Heinz.

Na 9ª posição e com o título de segundo mais rico entre os estreantes do ano aparece o empresário maranhense do setor de varejo Ilson Mateus, presidente e principal acionista do Grupo Mateus.

Patrimônio dos super-ricos brasileiros cresce US$ 34 bilhões durante a pandemia, diz Oxfam.

Veja a seguir a lista dos 10 brasileiros mais ricos:

1-Joseph Safra: R$ 119,08 bilhões (setor financeiro)

2- Jorge Paulo Lemann: R$ 91 bilhões (bebidas e investimentos)

3- Eduardo Saverin: R$ 68,12 bilhões (internet)

4- Marcel Herrmann Telles: R$ 54,08 bilhões (bebidas e investimentos)

5- Carlos Alberto Sicupira e família: R$ 42,64 bilhões (bebidas e investimentos)

6- Alexandre Behring: R$ 34,32 bilhões (investimentos)

7- André Esteves: R$ 24,96 bilhões (setor financeiro)

8- Luiza Trajano: R$ 24 bilhões (varejo)

9- Ilson Mateus: R$ 20 bilhões (varejo)

10-Luciano Hang: R$ 18,72 bilhões (varejo)

Continuar lendo

Destaque 6

Johnson anuncia testes na fase 3 de vacina contra a Covid-19

Publicado

em

A Johnson & Johnson anunciou, nesta quarta-feira (23), que irá começar testes de fase 3 da sua candidata a vacina para a Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2). Essa etapa de testes, que é a última, deverá incluir até 60 mil voluntários em 8 países, inclusive no Brasil, e aceitará participantes acima dos 60 anos e com doenças preexistentes. A idade mínima para participar é de 18 anos.

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) já havia autorizado, no mês passado, os testes da imunização no país. A previsão é de que haja 7 mil voluntários em 7 estados (Bahia, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e São Paulo) e no Distrito Federal.

A vacina da Johnson, cujo nome oficial é Ad26.COV2.S, foi desenvolvida pela farmacêutica Janssen Pharmaceuticals, que pertence ao grupo, e será aplicada em dose única em metade dos voluntários. A outra metade receberá um placebo (substância inativa) e servirá de grupo controle.

A determinação de quem vai receber a vacina ou o placebo será feita de forma aleatória (randomizada), e nem os voluntários, nem os pesquisadores saberão quais pessoas receberam qual substância (esse tipo de estudo é chamado de “duplo-cego”).

Se a eficácia e a segurança da vacina forem comprovadas, a expectativa é de que ela esteja disponível no início de 2021 para uso emergencial, segundo a empresa.

Três fases

Nos testes de fase 1 e 2, que testam a segurança e a eficácia de uma vacina, os cientistas tentam identificar efeitos adversos graves e se a imunização foi capaz de induzir uma resposta imune, ou seja, uma resposta do sistema de defesa do corpo. A vacina da Johnson demonstrou segurança e induziu resposta imune nas fases 1 e 2.

Os testes de uma vacina têm, normalmente, dezenas (fase 1) ou centenas (fase 2) de voluntários, e são conduzidas separadamente. Já a fase 3 costuma ter milhares de participantes. Na pandemia, por causa da urgência em achar uma imunização da Covid-19, várias empresas têm realizado mais de uma etapa ao mesmo tempo.

Antes de começar os testes em humanos, as vacinas são testadas em animais – normalmente em camundongos e macacos.

Além do Brasil, a vacina da Johnson também deverá ter testes de fase 3 na Argentina, Chile, Colômbia, México, Peru, África do Sul e nos Estados Unidos. Os locais foram escolhidos pela alta incidência da Covid-19. Paralelamente, também deve haver uma colaboração entre a Johnson e o Reino Unido em um outro ensaio de fase 3, separado, para explorar um regime de duas doses da vacina.

Continuar lendo

Destaque 6

Dólar opera em alta e volta a superar R$ 5,50 nesta quarta

Publicado

em

O dólar opera novamente em alta nesta quarta-feira (23), sendo negociado acima de R$ 5,50, efletindo a força da divisa norte-americana no exterior em meio a temores sobre a retomada de lockdowns nas principais economias do mundo, enquanto preocupações fiscais domésticas continuavam no radar.

Às 9h18, a moeda norte-americana era cotada a R$ 5,5187, com alta de 0,92%. Na máxima até o momento, bateu R$ 5,5232, cotação que não era atingida desde o fim de agosto. Veja mais cotações.

Na terça-feira, o dólar fechou em alta de 1,29%, a R$ 5,4685. Com o resultado, a moeda passou a acumular queda de 0,23% no mês. No ano, a alta chega a 36,38%.

Cenário local e externo

No exterior, dados sobre a indústria melhores do que o esperado da zona do euro ajudavam a amenizar as preocupações com o avanço de novos casos de Covid-19.

Os investidores se animaram com os dados que mostraram que a atividade do setor industrial alemão melhorou em setembro, com o PMI preliminar do IHS Markit subindo para 56,6, seu nível mais alto em mais de dois anos.

Por aqui, o IBGE divulgou que IPCA-15, considerado uma prévia da inflação oficial, acelerou para uma alta de 0,45% em setembro, pressionado pelos preços dos alimentos e bebidas, que subiram 1,48% no período.

O patamar extremamente baixo da Selic, além de preocupações com a saúde das contas públicas brasileiras e incertezas políticas locais, são apontados por analistas como os principais fatores para a disparada do dólar em 2020, que passa de 35%.

 

Continuar lendo

Destaque 6

Petistas comemoram decisão do TSE; “justiça tarda, mas não falha”

Publicado

em

A cúpula do Partido dos Trabalhadores no Acre comemorou na noite desta terça-feira, 22, a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que cassou o mandato do deputado federal Manuel Marcus (Republicanos) por abuso do poder econômico, utilização indevida de verbas destinadas ao Fundo Partidário e ao Fundo Especial de Financiamento de Campanha e compra de votos nas Eleições de 2018.

O momento de alegria e euforia foi compartilhado pelo presidente do PT, Cesário Braga, em suas redes sociais.

“Justiça tarda, mas não falha! @leodebritoac deputado federal!””, disse Cesário ao lado de Leo de Brito, André Kamai, Gabriel Forneck e até a presença ilustre de Carioca por videochamada.

Mais cedo, Léo de Brito afirmou ao ac24horas que após a decisão do TSE já conversou com a liderança do PT na Câmara e se colocou à disposição.

“Vou ser oposição ao governo Bolsonaro, quero ajudar o Brasil. Vou ser oposição ao governo de Gladson Cameli, mas quero ajudar o Acre, independente de cor partidária. Estamos vivendo tempos difíceis, a miséria bateu na porta e queremos ajudar com o nosso mandato”, destacou.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas