Conecte-se agora

Juceac faz especialização em registro mercantil no Ceará

Publicado

em

Representantes da Junta Comercial do Acre (Juceac) estão em visita técnica na Junta Comercial do Estado do Ceará (Jucec) com o objetivo de conhecer o funcionamento da Redesim no estado e participar de capacitação sobre o Sistema de Registro Mercantil, SRM, utilizado pela Autarquia cearense. A visita teve início na segunda-feira, 31 de agosto, com reunião de boas vindas realizada pela presidente da Jucec, Carolina Monteiro, com o presidente da Juceac, Jurilande Aragão, ocasião em que foi apresentado o processo de implantação do SRM e a transformação digital vivenciada pela Jucec.

Fruto de investimento em tecnologia e da reestruturação de processos internos, a transformação digital que possibilitou a simplificação de processos e menor tempo para abertura de empresas foram apontados por Carolina. “A Jucec reposicionou seu papel, passando de um simples órgão cartorial a um agente de desenvolvimento econômico, considerando sua missão de registrar empresas. É a porta de entrada também para os investimentos estrangeiros. Por isso destacamos a importância de ter um sistema moderno e que atenda às necessidades e uma equipe alinhada que compreenda esse novo papel”, ressalta.

Para Jurilande Aragão, é importante buscar a especialização para garantir a melhoria dos serviços, sendo este o motivo de estarem em Fortaleza para visita técnica.

“Estamos aqui para nos aperfeiçoar tecnicamente no sistema de Registro Mercantil e sobre a Redesim, que reputo ser uma das coisas mais significativas que existe nas juntas comerciais. Temos um objetivo muito claro e definido que é o de agilizar os serviços prestados pela Junta. Então, buscamos em Fortaleza, que é a central onde tem técnicos especialistas nos sistemas, essa capacitação”.

A capacitação foi iniciada nesta quarta-feira, 1 de agosto, e segue até sexta-feira (4) e abordará as ferramentas e serviços do Sistema de Registro Mercantil e as integrações da Redesim no Ceará. O treinamento está sendo realizado pelo consultor do Projeto Empreendedor Digital, Eduardo Jereissati. Além do técnico da Juceac, participa também da capacitação, por videoconferência, os técnicos da Junta Comercial do Amazonas.

Anúncios

Destaque 6

PP oficializa Carla Mendonça em Xapuri, mas não define vice

Publicado

em

O Progressistas (PP) foi o último partido a realizar a sua convenção em Xapuri. O evento foi realizado na noite desta quarta-feira, 16, poucas horas antes do encerramento do prazo limite estabelecido pela Justiça Eleitoral, nas dependências da Associação dos Servidores Municipais (Assemux).

Prestigiaram o ato oficial do partido, o articulador político do governador Gladson Cameli, o ex-deputado Moisés Diniz, e o ex-prefeito de Senador Guiomard, James Gomes, que representou a sua esposa, a senadora Mailza Gomes. Além da aglomeração promovida, a convenção foi marcada pela indefinição.

Apesar de oficializar o nome da esposa do deputado Antônio Pedro (DEM) como a candidata do PP em Xapuri, não houve a definição do candidato ao cargo de vice-prefeito. Com o prazo de 24 horas após o término do ato político para entregar a ata da reunião, o partido terá que correr contra o tempo para resolver o problema.

A indecisão na composição da chapa do PP se deu porque o grupo político tentou até os últimos momentos convencer o advogado Carlos Venícius (MDB) a renunciar à sua candidatura em favor do nome de Carla Mendonça. O emedebista foi taxativo em recusar todas as propostas que lhe foram feitas.

Uma reunião de mais de três horas chegou a ser realizada em Brasiléia, na última terça-feira, 15, entre lideranças do PP e o candidato do MDB. A conversa resultou em nova negativa do advogado em abrir mão de sua candidatura, que foi tornada oficial na quinta-feira da semana passada.

Amparada pela executiva estadual do seu partido, a decisão de Carlos Venícius, teve, segundo fontes internas, repercussão no apoio do PP de Brasiléia à prefeita Fernanda Hassem (PT). A desistência de Venícius seria, segundo as informações, garantia para que o Progressistas se coligasse com Leila Galvão (MDB).

Com o encerramento das convenções, e se nada de extraordinário ocorrer, Xapuri confirmará quatro candidaturas para as eleições deste ano, a exemplo das últimas três. Além de Carla Mendonça e Carlos Venícius, estão no páreo o atual prefeito, Ubiracy Vasconcelos (PT) e Gessi Capelão (PSD).

Continuar lendo

Destaque 6

Em Brasiléia, MDB fecha aliança com PSL e PSDB fica fora da eleição

Publicado

em

Os últimos momentos do prazo para a realização das convenções partidárias em Brasiléia foram de polêmicas e reviravoltas entre os partidos de oposição. A previsão de que o município poderia ter três candidaturas à prefeitura não se confirmou e o número de chapas que vão disputar a eleição se resumiu a duas.

Uma composição entre a ex-deputada e ex-prefeita Leila Galvão (MDB) com o vereador Joelson Pontes (PP) chegou a ser dada como sacramentada por membros de ambos os partidos, mas no soar do gongo o Progressistas confirmou a tendência que já existia e anunciou adesão à coligação de Fernanda Hassem (PT).

Com a impossibilidade de ter Pontes na sua chapa, o MDB correu atrás de um substituto, que foi encontrado no PSL. O vereador Charbel Saady abriu mão de sua pretensão para ser o candidato a vice-prefeito de Leila Galvão. A oficialização da aliança ocorreu na noite desta quarta-feira, 16, data limite para o procedimento.

Como não aceitou apoiar Leila Galvão, o outro pretenso concorrente em Brasiléia, o empresário Manoel Prete (PSDB), que chegou a tentar uma aliança com o PSL para criar uma terceira via no pleito do município, desistiu da candidatura. Segundo uma fonte do ac24horas, sua militância deve se dividir entre as duas candidaturas que restaram.

A definição do cenário eleitoral em Brasiléia colocou em campos opostos duas antigas aliadas. Fernanda Hassem foi secretária de comunicação da prefeita Leila Galvão. Depois disso, ambas foram eleitas para os mandatos de vereadora e deputada estadual, respectivamente. Galvão não conseguiu a reeleição e Hassem foi eleita prefeita.

O confronto entre as duas passou a ser chamado em Brasiléia, em tom bem-humorado, como o embate entre a criadora e a criatura. Em entrevista antes da sua convenção, Fernanda Hassem disse a seguinte frase: “Respeito muito a história de quem veio antes mim, mas entendo que essa é a hora de continuar trabalhando”.

Continuar lendo

Destaque 6

Mailza celebra reabertura do auxílio da Lei Aldir Blanc

Publicado

em

Após o Governo do Acre, por meio da Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM) anunciar nesta quarta-feira, 16, a reabertura do cadastro cultural da Lei Emergencial Aldir Blanc para os trabalhadores da cultura acreana que perderam o prazo anterior, a senadora Mailza Gomes (Progressistas-AC) comemorou e disse que os tributos pagos pela população “devem reverter em favor daqueles que alimentam a arte e cultura no no Acre e no país”.

Mailza fala ainda, da importância dos recursos para os artistas acreanos independentes e que mais precisam neste momento. “Quem vive da cultura sabe que não tem salário fixo e nem todo mês consegue honrar seu compromissos financeiros. Essa reabertura é um compromisso do governo com nossos artistas acreanos, pois esse setor foi o primeiro a parar e um dos últimos a voltar. Esse recurso vai garantir que nossos artistas sejam beneficiados”, completa.

As inscrições reabrem na próxima quinta-feira, 17, e se estenderão até o dia 5 de outubro. Os interessados poderão preencher o formulário disponível no portal da Fundação Elias Mansour, www.femcultura.ac.gov.br até às 23:59 do dia 5 de outubro.

O que é a Lei Aldir Blanc

Aprovada pelo Senado Federal em junho, a Lei de Emergência Cultural batizada pela sua relatora, a deputada federal Jandira Feghali (PC do B-RJ), como a Lei Aldir Blanc — em homenagem ao compositor morto em maio em decorrência da Covid-19—, a PL 1075 destina R$ 3,6 bilhões da União para trabalhadores da cultura de todo o país.

A proposta prevê um auxílio emergencial de R$ 600, pagos em três parcelas, para trabalhadores da área cultural com atividades suspensas por conta da pandemia. Esse benefício contempla artistas, produtores, técnicos, curadores, oficineiros e professores de escolas de arte. O auxílio poderá ser prorrogado no mesmo prazo do auxílio emergencial do governo federal aos informais.

Continuar lendo

Destaque 6

Abate de suínos no Acre foi maior que a média brasileira

Publicado

em

O estudo “Estatística da Produção Pecuária do 2º trimestre de 2020”, divulgada no dia 10 de setembro pelo IBGE, registrou o abate de 11.645 mil cabeças de suínos no Acre, número que estabelece o 3º maior recorde para o setor desde 1999.

O resultado significa um aumento de 7,6% na comparação com o 1º trimestre de 2020, superando o aumento médio nacional, que foi de 1,8%.

O quarto trimestre de 2019 foi o que teve melhor desempenho (12.029 abates). “A explicação para o número expressivo está ligada às exportações da carne de porco”, esclarecem os técnicos do Fórum Permanente de Desenvolvimento do Acre.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas