Conecte-se agora

Em áudio vazado, Juruna critica Jamyl Asfury e pede para que camelôs o agridam

Publicado

em

As eleições mal começaram, mas prometem ser marcadas pela baixaria. Em um áudio vazado nas redes sociais, o vereador Juruna (Avante), faz ameaças a um pré-candidato à prefeitura de Rio Branco que teria sido visto realizando visitas aos camelôs no Calçadão.

Os áudios foram distribuídos acompanhados de uma foto de Jamyl Asfury (PSC), o que indica ser ele o alvo das ameaças do vereador. Em um dos áudios, o parlamentar chega a incentivar os camelôs agredirem o candidato em uma forma de tentar conter a presença dele no local.

Juruna pede aos camelôs que deem um empurrão e mande ele [Jamyl Asfury] ir bagunçar em outro quintal. Já em outro áudio, Juruna se refere a Jamyl como “aventureiro” e diz que ele faz politicagem e promessas vazias para tentar angariar votos dos camelódromos.

O vereador chegou a ironizar as promessas de Jamyl e sugeriu aos camelôs que peçam ajuda a ele para a compra de materiais para ver quem realmente é Jamyl Asfury. Juruna diz que é só os camelôs pedirem algo para Jamyl que ele rapidinho some.

O ac24horas procurou o parlamentar para buscar a sua versão sobre esses áudios, porém a reportagem não obteve resposta acerca do ocorrido. Caso, o parlamentar queira relatar a sua versão dos fatos, a equipe estará disponível para ouvi-lo.

Ouça os áudios:

Anúncios

Cotidiano

Procon e OAB alertam que anúncios nas redes sociais precisam informar preço dos produtos

Publicado

em

O Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Acre (Procon/AC) com o apoio da Comissão de Defesa do Consumidor da Ordem dos Advogados do Brasil do Acre (CDC/OAB-AC), compartilham orientações sobre a prática de informar preços por direct, por meio anúncios nas redes sociais.

O ato pode ser considerado comum, entre consumidores e fornecedores, por meio das plataformas digitais. No entanto, comunicar o valor de um determinado produto ou serviço, apenas por mensagens privadas, é considerado ilegal e vedada pelo Art. 6, inciso III, do Código de Defesa do Consumidor (CDC).

“Com as restrições oriundas da pandemia da Covid-19, o comércio eletrônico (E-commerce) ganhou expansão no mercado, porém muitos lojistas não se atentaram as normas do CDC que exigem que todos os produtos tenham seus preços informados de maneira fácil e visível aos consumidores”, destaca o diretor-presidente do Procon/AC, Diego Rodrigues.

Geralmente, esses anúncios são divulgados nos perfis das redes sociais de determinados fornecedores, contendo as imagens dos produtos, porém com as ausências de precificações. Tal modo, conduz o consumidor a ter o acesso aos valores, somente quando solicita por inbox ou privado.

“A Lei de E-commerce nº 7.962/2016 também exigem o acesso de forma clara e direta a todas as informações do produto ou serviço oferecido, sendo obrigatório informar o preço na publicidade da oferta, exemplificando, nas imagens publicadas ou legendas dos posts”, relata a presidente da CDC/OAB-AC, Andreia Nogueira.

Orientações aos fornecedores

Como modo de evitar qualquer conflito consumerista, os anúncios com preços devem conter as seguintes informações; Características específicas, preços, formas de pagamentos, prazo para entrega do produto ou prestação do serviço.

Outra dica é priorizar a utilização de fotos reais do produto. Em caso de imagens retiradas da internet, os fornecedores precisam especificar que a mesma é meramente ilustrativa.

Continuar lendo

Cotidiano

Centros de Atendimento do Cidadão estão atendendo na Sobral, Estação e Rodoviária

Publicado

em

Três Centros de Atendimento ao Cidadão (CACs) de Rio Branco retomaram suas atividades na última segunda-feira (28). Vários serviços relacionados à Prefeitura de Rio Branco podem ser realizados nesses centros.

O atendimento é de segunda a sexta-feira. No CAC da da Estação e Sobral o expediente é de 7h às 12h e 14h30 às 17h30. O CAC da Rodoviária também já está funcionando.

O CAC orienta usuários a utilizarem os meios de segurança sanitária, especialmente a máscara, ao procurarem esse serviço, visando reduzir a disseminação da Covid-19.

http://portalcidadao.riobranco.ac.gov.br/centros-atendimento/

Continuar lendo

Cotidiano

Carreatas substituem procissão do Círio de Nazaré, em Rio Branco

Publicado

em

Com o tema ´Maria Mulher da Esperança – a Esperança é a Âncora da Alma’ o tradicional Círio de Nazaré acontecerá de forma diferente neste ano de 2020 em Rio Branco.

“Devido à pandemia causada pelo Covid-19, o encontro da imagem de Nossa a de Nazaré com a imagem de seu filho Jesus, nas águas do rio Acre, e a procissão, que reuniam milhares de pessoas todos os anos, foram cancelados. E a programação do Círio seguirá as medidas das autoridades sanitárias, para proteger a vida e saúde dos fiéis”, informa a Diocese.

A imagem de Nossa Senhora de Nazaré visitará alguns bairros de Rio Branco em carreata. Na tarde do dia 4 de setembro,

11 de setembro, Dia de Nossa Senhora de Nazaré, haverá missa na Catedral às 8h30, depois uma carreata pelos bairros do Centro.

A programação completa está aqui: http://www.diocesederiobranco.org.br/noticias/confira-a-programacao-do-cirio-de-nazare-2020-138

Continuar lendo

Cotidiano

Estudo de violência contra políticos cita agressão a Jenilson Leite em protesto

Publicado

em

Um estudo elaborado pela organização Terra de Direitos e a Justiça Global revela que a cada 13 dias é registrado pelo menos um caso de ataque à vida contra representantes de cargos eletivos, candidatos ou pré-candidatos no Brasil. O relatório “Violência Política e Eleitoral no Brasil – Panorama das violações de direitos humanos de 2016 a 2020”, foi lançado no último dia 25 de setembro e cita o caso do deputado Jenilson Leite, então integrante do PCdoB em setembro de 2019, quando servidores adentraram a Sesacre para convidar os demais servidores a fortalecerem a greve em andamento.

Foi aí que uma confusão generalizada aconteceu. Um coronel que atuava como secretário-adjunto da Sesacre é acusado de ter chamado o movimento grevista de ‘vagabundo’ e de ter agredido o deputado estadual Jenilson Leite (PC do B) que acompanhava o manifesto.
Em outra citação, o estudo lembra o assassinato do presidente do PSOL de Xapuri. Josemar da Silva Conde, conhecido como Josemar Tripinha, ele foi candidato a vice-prefeito pela legenda nas eleições de 2016. Ambos os casos constam do mapa de agressões produzido pelo estudo.

Em 63% das investigações em curso não foram identificados suspeitos dos crimes. A pesquisa mapeou 327 casos de violência política ocorridos entre 1º janeiro de 2016 e 1º de setembro de 2020. Foram registrados 125 assassinatos e atentados, 85 ameaças, 33 agressões, 59 ofensas, 21 invasões e 4 casos de criminalização. O Rio de Janeiro foi o estado que registrou o maior número de assassinatos e atentados, 18 no total. Minas Gerais, Ceará, Maranhão e Pará dividem o 2º lugar no ranking com 11 casos em cada estado. 91% das vítimas são vereadores, prefeitos ou vice-prefeitos (pré-candidatos, candidatos ou eleitos).

Foi possível identificar também um acirramento dos casos de agressões motivadas por violência política após as eleições de 2018. Em 2017, foram registrados 3 situações; 2018, 11 casos e 12 em 2019. No ano passado ocorreu pelo menos um episódio de violência política a cada três dias no Brasil.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas