Conecte-se agora

PS diz tomar providência para que demora de 7 horas no atendimento não se repita

Publicado

em

A direção do Hospital-Geral de Clínicas de Rio Branco – Pronto-Socorro garantiu que o médico neurologista que demorou cerca de 7 horas para atender uma criança em estado grave teria que apresentar, oficialmente, nesta segunda-feira, 31, uma justificativa pelo atraso. Hoje, a unidade informou que foi encaminhado, por meio da gerência-geral, um ofício solicitando esclarecimentos para a empresa prestadora de serviços que emprega o profissional, terceirizado.

“Ademais, o fiscal do contrato, no âmbito de sua competência, encaminhou a devida notificação e apontamentos legais inerentes ao documento, para que situações como essa não venham a se repetir”.

O Pronto-Socorro diz que tem finalidade em atender os casos de urgência e emergência com compromisso com a saúde pública do Acre. A menina apresentava hemorragia interna na cabeça e convulsões e, mesmo assim, só conseguiu ser atendida pelo especialista muitas horas depois de chegar ao hospital.

O diretor do pronto-socorro, Areski Peniche, disse ao ac24horas que a criança foi avaliada e passou por cirurgia. A família da menina alega que só foi informada sobre a possibilidade de cirurgia após divulgação do caso na imprensa.

Entenda

A família da pequena Yara Lorrany Maia, de apenas 7 anos, passou por momentos de desespero no domingo, 30, ao necessitar de atendimento de emergência no pronto-socorro de Rio Branco. A criança foi levada desmaiada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), de onde foi transferida para o PS devido à gravidade do caso. Chegando ao pronto-socorro por volta das 8 horas, só conseguiu ser atendida por um médico especialista quando passava das 15 horas. Mais de 7 horas de espera com sangramento interno na cabeça e quadro de convulsões.

Um pediatra analisou a tomografia feita na criança e disse à família que tinha sangue no cérebro da menina. “Deu hemorragia”, contou uma tia. Foi então que começou a saga pelo neurologista, o médico especialista para atender a paciente. “Depois disso, às 14h39 ele [neurologista] ainda não tinha chegado e a criança lá. Teve convulsões. A gente recorreu à assistência social e ninguém fez nada por nós. A única coisa que eles passaram é que o neuro, Dr. Ivan, estava chegando”, afirma a familiar da menina.

Familiares reclamaram que o neurologista acionado para atender a criança não deu motivos para ter chegar mais de 7 horas depois de ser comunicado do caso da paciente. “Ele chegou passava das 15 horas e atendeu ela. A criança chegou aqui em estado grave e ele [neurologista] foi solicitado na hora que ela chegou [por volta das 8h] e olha a hora que ele veio chegar”, lamentou a familiar.

Anúncios

Destaque 3

Acre tem mais 226 casos de Covid-19 e nova morte pela doença, totalizando 647 óbitos

Publicado

em

O boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), mostra que a incidência da Covid-19 continua alto no Acre. Nesta sexta-feira, 18, são registrados mais 226 novos casos de contaminação pelo novo coronavírus. Assim, o número de infectados subiu de 26.716 para 26.942, nas últimas 24 horas.

Mais 1 óbito foi registrado nesta sexta-feira, sendo uma mulher de 78 anos: C.R.R., moradora de Mâncio Lima, deu entrada no dia 10 de setembro no Hospital Abel Pinheiro, e faleceu no sábado, 12, fazendo com que o número oficial de mortos pela doença suba para 647 em todo o estado.

O Acre, até o momento, registra 68.548 notificações de contaminação pelo novo coronavírus, sendo que 41.572 casos foram descartados. Ainda, 34 testes de RT-PCR seguem aguardando análise pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) e pelo Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 24.130 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 84 seguem hospitalizadas.

Continuar lendo

Destaque 3

População vai poder agendar online atendimento na OCA para expedição de identidade

Publicado

em

O Governo do Acre, por meio da Polícia Civil, irá disponibilizar a partir da próxima segunda-feira, 21, o agendamento eletrônico online para expedição de carteira de identidade em Rio Branco. O objetivo é diminuir as filas e aglomerações, e evitar que as pessoas compareçam à Central de Serviço Público (OCA) e que não consigam senha para atendimento no mesmo dia.

Disponibilizado inicialmente na capital, o cidadão terá à disposição, com data e hora marcadas, sem tumulto e sem fila, o agendamento do serviço por meio do site da Polícia Civil na internet: http://idpol.ac.gov.br/services.

Após o acesso, o usuário deve escolher o posto de atendimento, a data, preencher o formulário e confirmar o agendamento. Na página, o cidadão será informado em relação aos documentos necessários para obtenção da carteira de identidade e será gerado um protocolo da confirmação do agendamento, com data e hora marcadas.

Ao fim do atendimento presencial, o solicitante receberá um protocolo do atendimento com a previsão de entrega. A informação se a carteira de identidade está pronta, dentro do prazo previsto, poderá ser obtida pelo telefone 3215-2417, das 8 às 13h.

O Instituto de Identificação da Polícia Civil emite desde 2019 o novo formato para emissão da carteira de identidade, seguindo o decreto nº 9.278, de 5 de fevereiro de 2018, no qual é facultativo incluir os documentos abaixo relacionados, lembrando que permanece imprescindível somente a certidão de nascimento, se solteiro, ou de casamento original, se casado:

• Título de eleitor;

• Carteira de trabalho e previdência social;

• Certificado militar;

• Carteira nacional de habilitação,

• Documento de identidade profissional;

• Carteira nacional de saúde;

• Números de NIS/PIS/Pasep;

• Também poderá ser incluído o nome social, sem a necessidade de alteração no registro civil.

Outra novidade é que poderão constar indicativos para pessoas com necessidades especiais e códigos referentes ao Código Internacional de Doenças (CID).

O solicitante deve ser o próprio cidadão. Menores de idade devem estar acompanhados por um dos pais ou por responsável legal. A primeira via da cédula de identidade é isenta de pagamento, já a segunda via tem uma taxa de R$ 57,52.

A Polícia Civil estuda a possibilidade da implantação do serviço online no interior do estado. Atualmente há mais de seis mil carteiras esperando para serem entregues aos proprietários, sendo 2051, de 2017 a 2019; e mais de 4000, de janeiro a agosto de 2020. Para mais informações, entrar em contato pelos telefones 3215-2417 3215-2484, 3215-2449 e 3215-2451 ou por e-mail: [email protected]

Continuar lendo

Destaque 3

Governo anuncia hoje nova bandeira da classificação de risco da Covid-19 no Acre

Publicado

em

O Comitê do Pacto Acre sem Covid fará na tarde desta sexta-feira, 18, mais um anúncio de atualização da classificação de risco da pandemia do novo coronavírus no Estado. A última coletiva ocorreu no dia 2 de setembro, quando todas as regiões do Acre permaneceram na Bandeira Amarela. No momento, o Acre se encontra com 26.716 contaminados e 646 óbitos.

A classificação define quais estabelecimentos e setores comerciais estão autorizados a funcionar durante a pandemia. De acordo com a coordenadora do grupo, a farmacêutica Karolina Sabino, o cenário não mudou muito de lá para cá.

O Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19 já reiterou inúmeras vezes que, conforme o aumento no número de novos casos da doença e o índice de internações, o Acre pode regredir para a faixa laranja ou progredir para a bandeira Verde, onde todos os setores são liberados para reabertura.

São estabelecidos quatro níveis de risco: Emergência (vermelha), Alerta (laranja), Atenção (amarela) e Cuidado (verde). Para determinar em qual o Estado se encontra, são avaliados ao menos 8 indicadores: isolamento social; notificações por síndrome gripal; novas internações por síndrome respiratória aguda grave; novos casos confirmados de covid-19; novos óbitos por covid-19; ocupação de leitos clínicos por pacientes com coronavírus e ocupação de leitos de UTI por pessoas acometidas pela covid-19.

Continuar lendo

Destaque 3

Número de candidatos à prefeitura de Rio Branco cresce 75% nestas eleições

Publicado

em

O número de candidatos a prefeito de Rio Branco cresceu 75% nestas eleições em comparação ao pleito de 2016.

Estão no páreo em 2020: Tião Bocalom (Progressistas), Roberto Duarte (MDB), Minoru Kinpara (PSDB), Jamil Asfury (PSC), Jarbas Soster (Avante), Daniel Zen (PT) e Socorro Neri (PSB).

Fora Socorro Neri, nenhum dos atuais estava como cabeça de chapa na eleição passada. A eleição atual vem se mostrando bastante diferente de 2016, começando pelo distanciamento social imposto pela pandemia da Covid-19 –e naquela eleição a secretária de Empreendedorismo do Acre, Eliane Sinhasique disputou a prefeitura de Rio Branco pelo MDB e agora, mesmo que o partido tenha candidato, ela decidiu apoiar a candidata do PSB.

Na eleição passada, Sinhasique disputou com Marcus Alexandre, do PT; Carlos Gomes, da Rede, e Raimundo Vaz, do PR.

Marcus Alexandre, que tinha Socorro Neri como vice, foi o eleito com maioria esmagadora dos votos.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas