Conecte-se agora

General Nicolau e coronel Vagner no campo de batalha

Publicado

em

Eleições é como uma guerra onde os exércitos dos partidos se enfrentam até a batalha final nas urnas. Alianças, acordos e conchavos fazem parte do processo. É o caso de Cruzeiro do Sul em que o general Nicolau Júnior quer salvar a legião do PROGRESSISTAS de sumir do mapa de uma vez por todas. Sua posição, contrária ao que pretende a armada do MDB em conseguir apoio do marechal Gladson Cameli para vencer, visa tão somente que o PROGRESSISTA não seja esmagado pelo exército do coronel Vagner Sales de grande poder de fogo em toda a região. A batalha também envolve outros marechais. Sérgio Petecão juntou a tropa do PSD com a de Nicolau enquanto Márcio Bittar pressiona Cameli para evitar uma derrota do seu próprio exército, o MDB. Acontece que o general Nicolau chegou em um ponto sem volta no campo de batalha. Resta saber o que fará agora o marechal Gladson no campo diplomático com Bittar que deseja que os dois exércitos se unam evitando o confronto em andamento. A guerra de propaganda entre os dois beligerantes é grande. No front do MDB, por exemplo, os espiões dizem que as falanges de Nicolau perdem a batalha do igarapé Preto. Os do PROGRESSISTA que não, que desta vez o navio de guerra do MDB vai atracar no porto de Manacapuru até as próximas eleições.

“Não tenha medo dos inimigos que o atacam. Tenha medo dos amigos que o bajulam”. (General Álvaro de Obregon)

. Enquanto alguns candidatos se preocupam com planos de governos digitais, o velho Tião Bocalom está todos os dias nas quebradas.

. Seu plano sempre esteve pronto, é um só:

. “Produzir para empregar”.

. É bom não subestimar o velho Boca, já provou nas urnas ser um adversário duro de roer.

. Com ele, em 2010, o PT comeu farinha seca, comeu tapado para derrotá-lo nas urnas, a diferença foi mínima.

. O velho Boca só tem que parar de falar em Acrelândia o tempo todo, parece obsessão.

. A candidatura do republicano desceu rio abaixo; num verão desses é de lascar o cano, de noite frio de dia calor.

. Quem acusou o Rocha de ter removido a candidatura de Fernando Zamora do PSL, agora tem que morder a língua.

. Nunca diga:

. “Dessa água não beberei”.

. Se eu soubesse antes que sebo de boi servia para asfaltar rua não teria morado tanto tempo na lama e na poeira.

. É apenas R$ 1 real o quilo!

. O outro componente que se coloca no lugar do sebo do boi é mais de R$ 10 reais o quilo oulitro, sei lá!

. Tá explicado!

. Será que titica de pato serve, misturada com cocô de carneiro, aquelas bolinas pretas que parecem pedra de brita, para pavimentar ruas?

. É cada uma que parece duas!

. A pergunta é:

. Em que palanque o governador Gladson vai subir em CZS?

. Resposta:

. Nos dois, qual é o problema?

. O Gladson é o Gladson já deveriam ter se acostumado.

. Quando sugeriram para remover a candidatura do Bocalom Gladson não permitiu; quando quiseram tomar o PSDB na força bruta o Gladson disse um sonoro não!

. Essa briga com a Mara Rocha ele já se arrependeu da gota; é que como governador fica mal não impor sua autoridade.

. Não é contra senso nem paradoxo, mas a pré-candidatura da Leila Galvão em Brasiléia está fazendo com que a Fernanda melhore como prefeita.

. “Toda ação visa um bem”; veja bem, não é que toda ação vise o bem!

. Entendeu Macunaíma?

. Bom dia gente!

Anúncios

Coluna do Astério

Gladson, por ele mesmo…

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

A missionária tem seus votos

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

O desafio da Justiça Eleitoral

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Para onde vai o PCdoB?

Publicado

em

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas