Conecte-se agora

Enquanto isso no Senadinho…

Publicado

em

_ Na administração do estado o governador Gladson Cameli vai muito bem, na política a confusão é grande, comentou o aposentado Romualdo.

_A briga com a deputada federal Mara Rocha (PSDB) foi totalmente desnecessária, acrescentou o seu Amadeo.

_ O que ganha politicamente o governador se desentendendo com a Mara, questionou Aderaldo, o perneta!

_ Nada, respondeu o Galego.

_ Com o senador Petecão por causa das eleições em Rio Branco?

_ Nadica, exclamou o Zé Paraná.

_ E com o Rocha, com o Flaviano? Todos na roda menearam a cabeça concordando entre eles.

Veio a conclusão acompanhada de uma solene explicação:

Se o governador Gladson Cameli compartilhasse das decisões políticas com seus assessores mais confiáveis e o próprio conselho político por ele mesmo nomeado, acertaria mais e a responsabilidade pela condução do processo seria compartilhada entre todos mantendo a união no seu entorno. O secretário do Gabinete Civil, José Ribamar, por exemplo, é a pessoa certa para orientar diretamente o governador presidindo o conselho político. Com isso, evitaria desgaste com os aliados que compõem o seu governo. A insatisfação vai se alastrando. Brigas políticas dentro de uma administração não é bom. Se o governador Gladson Cameli pensa na construção de um novo grupo político não será, por exemplo, apenas com a prefeita Socorro Neri que lhe dará essa substância porque ela não tem a argamassa principal: um grupo político no seu entorno. Socorro faz boa gestão dentro do que é possível fazer, mas a construção de um bloco político monolítico para encampar um projeto de poder a médio e longo prazo como quer Gladson Cameli ainda não conseguiu. Enquanto isso, fazer como diz a máxima: “Mantenha seus amigos por perto, e os inimigos mais perto ainda”. (Do filme O Poderoso Chefão II, perfeitamente aplicável a política).

“Só os idiotas não mudam de opinião”. (Kant)

. Pessoa próxima ao senador Márcio Bittar comentou que o círculo mais íntimo do governador Gladson Cameli com mandato precisa pensar como ele chegará nas eleições de 2022 para a reeleição.

. Segundo a fonte, Bittar fez um grande esforço para impedir que o PSDB e PSD arrastassem o MDB para uma aventura, mas, lembrou que uma aliança política é via de mão dupla.

. Lembrou também que o governador e o senador tiveram uma conversa sobre as eleições em Brasiléia e Cruzeiro do Sul pactuando que, se Ilderlei Cordeiro, não fosse candidato Gladson poderia apoiar o MDB.

. Em Brasiléia a costura foi bem alinhavada, mas Cruzeiro do Sul o pino de centro quebrou e a carroceria do caminhão está torta.

. Acontece que o PROGRESSISTAS e o grupo político do prefeito afastado Ilderlei Cordeiro não comunga da mesma hóstia nem sorve do mesmo vinho.

. O PROGRESSISTAS de Cruzeiro do Sul juntou os panos de bunda com o PSD do senador Petecão quebrando parte do acordo.

. Ainda bem que o Ribamar voltou, do contrário o estrago seria maior!

. Chama o Ribamar!

. O Minoru é uma pessoa honrada, ataques levianos não mancham sua integridade porque as pessoas o conhecem.

. Na verdade, ataques baixos contra adversários políticos (com todos) denota grande desespero e aflição de espírito.

. O que não se faz (e não se faz) para não se perder o poder, não é?!

. Maria Rosa dizendo que vacina contra a C-19 vinda da China ou da Rússia ela não toma!

. Pois eu tomo até do Paraguai!

. Bom dia!

Anúncios

Coluna do Astério

Farinhas do mesmo saco, bananas do mesmo cacho!

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Carro, casa, reforma da casa: o rastro da corrupção eleitoral!

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Gladson, por ele mesmo…

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

A missionária tem seus votos

Publicado

em

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas