Conecte-se agora

Indicado para chefia da SEPA pelo PSDB é acusado de receber salários e não trabalhar há 8 meses

Publicado

em

O governo Gladson Cameli foi eleito, entre outras coisas, com a promessa de não permitir mais algumas falhas no serviço público, como por exemplo, os famosos cargos comissionados fantasmas. Aqueles que recebem dinheiro público todos os meses, mas não aparecem no seu setor de trabalho.

Na Secretaria de Produção e Agronegócio (SEPA), ao que parece, a prática continua. E a denúncia vem de quem pertence à própria instituição.

O ac24horas teve acesso à uma declaração feita em um grupo de Whatsapp onde estão servidores da própria secretaria e que acabou vazando. Celina Gabriela da Silva e Silva, ainda chefe do escritório da Sepa em Xapuri, faz a denúncia, motivada por um aviso de que iria deixar o cargo administrativo.

No texto, Celina explica que o servidor, que vai chefiar o escritório da SEPA em seu lugar, simplesmente recebe sem aparecer no trabalho desde dezembro do ano passado. A séria acusação é de que há 8 meses a população acreana paga o salário do cargo comissionado, nomeado em uma CEC-7, sem que o mesmo trabalhe, como determina a lei.

No esclarecimento, a servidora afirma que o funcionário fantasma se trata de César Zaine, que já foi vereador e também ex-vice prefeito em Xapuri.

Celina afirma que no caso do servidor comissionado, que também é empresário e fazendeiro, no ano passado, ao ser feito o recadastramento, ela foi orientada a enviar a frequência de Cézar com o ponto cortado, já que o mesmo não comparecia ao seu local de trabalho. Neste período, a SEPA tinha, até o mês de novembro, como secretário, Paulo Wadt. De acordo com a Celina, mesmo assim a partir de dezembro de 2019, Cézar passou a receber seus salários. Contou ainda que Edivan Maciel, que assumiu o cargo após a exoneração de Wadt, a perguntou se Cézar ia trabalhar e foi informado do não comparecimento ao setor de trabalho do comissionado.

Para a surpresa de Celina, ela conta que na última quarta-feira, dia 19, foi informada pela chefe dos escritório locais da SEPA que, por ordem do secretário, a portaria que a coloca como gerente da instituição em Xapuri seria revogada para que Cézar assumisse o cargo.

“Minha indignação não está em ser ou não chefe, mas estou indignada pelo desrespeito, pela forma que fui comunicada, e principalmente porque o senhor em questão NUNCA compareceu ao ambiente de trabalho e desde dezembro de 2019 recebe os proventos, facilmente comprovados no portal da transparência. Esse cidadão nunca compareceu ao escritório nem quando o secretário veio aqui. Ou seja, entendo com isso, que a corrupção, a improbidade, a desonestidade, compensa. Pois a recompensa dele é essa, ser chefe”, afirma Celina, que ainda afirma que tem como provar que César é um servidor fantasma.

Celina foi comunicada de sua saída do cargo por mensagem em seu telefone, onde é informada de que a mudança é uma forma de fazer com que Zaine assuma uma responsabilidade maior, dado que tem remuneração maior que a de Celina.

A servidora indignada ainda mostrou ao ac24horas, mensagens do ex-secretário de produção Paulo Wadt, que confirma ter pedido a saída de Zaine e determinado o corte de seu ponto.

“Tenho vergonha de não ter resolvido essa questão aí de Xapuri. Por várias vezes fiz ofício à Casa Civil indicando o nome dele para ser exonerado, mas como você mesma diz, essas práticas que estamos vivenciando são uma vergonha. Estou a seu dispor para esclarecer e reafirmar a orientação que havia sido dada para o corte do ponto do César Zaine. Não tenho nada contra a pessoa dele, mas sou a favor da moralidade e principalmente, contrário a essa injustiça que tem sido feita com as pessoas mais dedicadas ao crescimento do Estado do Acre”, disse Wadt.

O ac24horas procurou César Zaine nesta sexta-feira, 21, para ouvi-lo em relação a acusação de receber e não comparecer ao local de trabalho. Demonstrando pouco interesse em esclarecer se recebe recurso público sem trabalhar, César não retornou o contato com a reportagem.

Já o Secretário de Produção e Pecuária, Edivan Maciel, afirmou que a mudança foi técnica. “É simples. O escritório de Xapuri é o que menos produz na região do Alto Acre. Então, a mudança foi uma preocupação com o produtor rural. Se o César Zaine também não conseguir desempenhar a função, vai ser trocado”, disse.

Em relação ao fato da denúncia de que César Zaine não trabalha, mas recebe desde dezembro do ano passado, Edivan confirma que o recolocou em folha e que o fato vai ser apurado.

“Eu mandei recolocar ele em folha, já que estava nomeado. Já pedi ao RH as folhas de ponto e se comprovar que ele recebeu sem trabalhar, o nosso departamento jurídico vai ser acionado para resolver o assunto”, afirma Edivan.

Leia o desabafo de Celina:

Caros colegas, venho por meio dessa, esclarecer alguns fatos que ocorreram e culminaram para minha saída da chefia do Escritório Local da SEPA de Xapuri.

1. Existe um servidor, morador de Xapuri, chamado César Zaine, empresário, fazendeiro, que foi indicado pelo PSDB e nomeado com uma cec 7 no ano passado.

2. Quando fizemos o recadastramento em 2019 fui orientada pelo então Diretor de Gestão Interna que não assinasse o recadastramento desse senhor, e orientada pela responsável pelo RH da SEPA que enviasse todos os meses a folha de frequência dele com o ponto cortado, já que o mesmo nunca compareceu ao escritório. E assim eu fiz desde então.

3. Porém, desde dezembro de 2019, o Sr. César Zaine vem recebendo todos os meses os proventos. Em 26/12/2019, no gabinete do Sr. Secretário, ele me perguntou se o César Zaine estava indo trabalhar e eu o informei que não. Então ele estava ciente da situação.

4. Acontece que na noite de quarta-feira, 19/08 recebi da chefe dos escritórios locais (por ordem do secretário), a informação que minha portaria de chefe do escritório local de Xapuri (publicada na segunda-feira, 17/08) seria revogada e que esse senhor, que nunca trabalhou, e sempre recebeu, seria nomeado como novo chefe.

5. Sabemos que existe um acordo que determina cada chefia.

6. Em Xapuri, a chefia é designada pelo PSD.

7. A ordem para que fosse revogada minha portaria e para que o Sr. César Zaine assumisse como chefe do escritório local de Xapuri, partiu da casa civil, mais precisamente, do Vice Governador. Aí eu me pergunto: “eles que tanto criticaram o PT, hoje estam cometendo os mesmos erros. Ou seja, o errado é só quando o PT está no poder?? Votamos nessa neles porque acreditávamos que seria diferente. Mais na verdade, o que mudou foi a sigla partidária.

8. Minha indignação não está em SER ou NÃO chefe, mais estou indignada pelo desrespeito, pela forma que fui comunicada, e principalmente porque o senhor em questão NUNCA compareceu ao ambiente de trabalho e desde dezembro de 2019 recebe os proventos, facilmente comprovados no portal da transparência. Esse cidadão nunca compareceu ao escritório nem quando o secretário veio aqui. Ou seja, entendo com isso, que a corrupção, a improbidade, a desonestidade, compensa. Por a recompensa dele é essa, ser chefe!

9. A maioria de nós recebe uma cec 2, outros cec 1, para realizarmos um trabalho árduo, muitas vezes, somos incompreendidos, cobrados, humilhados, caluniados e, quando somos dispensados, ainda ficamos sabendo quase nove horas da noite, sem o digníssimo secretário se quer se dá o trabalho de conversar conosco.

Para mim, Celina Gabriela da Silva e Silva, tudo isso mostra o quanto esses que estão no poder, que eu e você ajudamos a eleger, não respeita nosso trabalho e o quanto é capaz de cometer injustiças em favor de seus interesses.

Tenho como provar as afirmações sobre esse servidor, que até dia 19/08/2020, quase 21h, era um servidor fantasma.

Sucesso à todos!!!

Anúncios

Destaque 6

TSE orienta mesário a fazer treinamento via aplicativo

Publicado

em

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) orienta os mesários que vão trabalhar nas Eleições Municipais de novembro a realizarem o treinamento preparatório pelo aplicativo da Justiça Eleitoral. Por meio do aplicativo Mesário, o colaborador terá todas as informações sobre o funcionamento da eleição, antes e durante a votação.

A ideia de utilizar um aplicativo exclusivamente para ministrar aulas aos mesários ocorreu como medida de segurança sanitária, em virtude da pandemia causada pelo novo coronavírus.

As aulas são organizadas em blocos de assuntos, como a preparação da seção eleitoral, os materiais disponibilizados para cada local de votação e os documentos exigidos aos eleitores para o pleito. Cada etapa concluída desbloqueia as fases seguintes do treinamento. Ao final de cada bloco de aulas, o aluno testa os conhecimentos por meio de um conjunto de perguntas e respostas.

Mais de 325 mil downloads do aplicativo já foram feitos até o dia 22 de setembro. Os mesários têm até o dia 11 de novembro para concluir as aulas.

Continuar lendo

Destaque 6

Acre vai sediar novo programa itinerante de segurança em outubro

Publicado

em

O Acre sediará um encontro de gestores da segurança pública da Amazônia entre os dias 27 e 29 de outubro. A reunião se dará no âmbito do programa Senasp Itinerante (SI).

O SI será realizado em um estado de cada região do país, sendo que o Acre foi o escolhido nesta sexta-feira (25) para sediar o da região Norte.

“Entre os dias 27 e 29 de outubro, recepcionaremos 200 gestores de segurança da região. Na oportunidade, serão debatidas sete áreas temáticas e serão realizadas reuniões colegiadas dos gestores estaduais dos órgãos de segurança da região”, explicou o secretário de Segurança Pública do Acre, Paulo Cézar Santos, após encontro em Brasília.

Continuar lendo

Destaque 6

Gladson faz 25 mudanças na Sesacre com nomeações e exonerações de comissionados

Publicado

em

O governador Gladson Cameli amanheceu nesta sexta-feira, 25, com a ponta da caneta afiada. A edição do Diário Oficial do Estado (DOE) veio recheada de mudanças no governo. As principais envolvem nomeações e exonerações de cargos comissionados na Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre).

Ao todo, foram 15 nomeações de CECs que vão da 1 a 7 e mudanças importantes em unidades de saúde. O Centro de Atenção Psicossocial (CAPs 9– Rio Branco) tem agora como gerente administrativo, Simone da Silva Prado.

Ao mesmo tempo em que acontecem as 15 nomeações, Gladson exonera 10 cargos comissionados da Secretaria Estadual de Saúde.

Outras exonerações publicadas no DOE atingiram cargos comissionados da Secretaria de Fazenda, Controladoria Geral do Estado, Secretaria de Educação e IMAC.

 

Continuar lendo

Destaque 6

Certidão do TSE chega no TRE e desembargadora diz que “não dá para tomar qualquer medida”

Publicado

em

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) comunicou a Corte Eleitoral do Acre na tarde desta quinta-feira, 24, a sua decisão da última terça-feira, 22, que cassou os mandatos dos deputados Manuel Marcos e Juliana Rodrigues, ambos do Republicanos, e também determinou o afastamento dos cargos independente da publicação do acórdão.

A questão foi tratada na sessão desta quinta na Corte Eleitoral, onde o procurador da república Vítor Teodoro, do Ministério Público Eleitoral levantou questão de ordem sobre o que o TRE do Acre faria já que o comunicado havia chegado.

Em resposta, a presidente do TRE/AC, desembargadora Denise Bonfim, afirmou que a corte apenas recebeu a certidão de julgamento. “Estou aguardando e vou aguardar o cumprimento desse decisor a partir do momento que fomos intimados. Eles só mandaram a certidão de julgamento acho que é impossível a gente tomar qualquer medida. Eu não me sinto segura de dá cumprimento só com a certidão de julgamento”, ponderou.

Denise ressaltou que aguarda apenas a comunicação pois a corte eleitoral ainda não tem em suas mãos o acórdão do julgamento. “Eu preciso desse comunicado, independente da publicação do acórdão”. A expectativa é que acórdão seja disponibilizado até sexta-feira, 25.

O ac24horas apurou que assim que a corte tiver em mãos o acórdão, mesmo sem está publicado no Diário Eletrônico, iniciará os trâmites de recálculo dos votos já que as votações de Marcus e Juliana foram anuladas para assim notificar a Assembleia Legislativa do Acre e da Câmara dos deputados para afastamento da dupla republicana ligada a Igreja Universal do Reino de Deus.

Autoridades consultados pelo ac24horas acreditam que Manuel e Juliana deverão ser afastado de seus cargos no início da próxima semana.

video

 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas