Conecte-se agora

Enganar o eleitor está mais difícil!

Publicado

em

A eleição esse ano é municipal. É normal (e até necessário) que os prefeitos e vereadores sofram as maiores críticas e sejam julgados pelas urnas. Pelo voto popular. Quem é oposição e disputa uma das vagas tem que criticar, bater duro. isto, claro, dentro de um padrão ético, respeitável sem preconceitos como determina a legislação. Calúnias, injúrias e difamações não são toleradas pela justiça, que é o fórum adequado para julgar os excessos. Fora isso, dentro da arena eleitoral do pescoço pra baixo é canela. Exigir das redes sociais só elogios é o mesmo que pedir para um vascaíno elogiar o time do Flamengo. Quem não quer se expor peça para sair, vá para um convento ou mosteiro. Quanto ao papel da imprensa, como dizia Paulo Francis, é criticar e fiscalizar o poder. Se não fizer isso vira um armazém de secos e molhados. Tem mais: o jogo está apenas começando. O eleitor de hoje tem em mãos um smartphone, sabe de tudo que se passa em tempo real. Portanto, enganá-lo será muito mais difícil. Apesar das fake news, no frigir dos ovos a verdade prevalece de alguma maneira. A justiça das urnas também.

“Vocês que fazem parte dessa massa/ que passa nos projetos do futuro/é duro tanto ter que caminhar/ e dar muito mais do que receber/ e ver que toda essa engrenagem/ já sente as ferrugens lhe comer…vida de gado (Zé Ramalho)

Boa Conversa

O programa “Boa Conversa” está realizando uma série de entrevistas com os pré-candidatos a prefeito de Rio Branco. O objetivo é que o eleitor conheça a suas ideias, projetos e matriz política. O ex-deputado Jamyl Asfury é o próximo da fila.

Nova configuração

Já se forma uma nova configuração política para esse ano, bem como para as eleições de 2022. PSDB, MDB, PSD e PSL deverão formar um novo palanque político. É o que se desenha no momento. Pode ser só um rascunho, mas que pode virar definitivo.

Tudo pode acontecer

Uma ampla frente de oposição política já se forma para a eleição no 2º turno se a prefeita Socorro Neri (PSB) chegar lá. A pergunta é: E se der Tião Bocalom e Minoru Kinpara? Em se tratando de política tudo é possível. Imprevisível também.

Pesquisa por telefone

Pesquisa eleitoral de campo no Acre sempre dá uma diferença bastante acentuada. Por telefone, como andam fazendo, a margem de erro deve ser 50% para mais ou para menos.

Bocalom e Socorro Neri

A retirada do apoio do governador Gladson Cameli a reeleição da prefeita Socorro Neri fortaleceria a candidatura de Tião Bocalom pela coligação PROGRESSISTA/PSD? Os tucanos discordam da tese.

. O Tião Bocalom anda acordando todo mundo na Sobral com suas visitas pela madrugada.

. O que aconteceu com o SOLIDARIEDADE?

. Estava num gás doido o ano passado?

. O que está em análise nessas eleições não é o sexo, é a política e a gestão.

. A Política sempre virá antes porque vivemos em uma democracia em que proliferam partidos políticos.

. Não existe mandato sem partido, muito menos eleição!

. Sobre Minoru Kinpara ouvi de um cardeal do governo, “quem dessa geração de políticos não pertenceu a Frente Popular?

. Dois: Roberto Duarte e major Rocha!

. Gladson Cameli, Sérgio Petecão puxam a fila dos que já estiveram ao lado do PT no campo da esquerda.

. É que a maioria se converteu a direita!

. Não é incomum, inclusive, de velhos combatentes da ditadura.

. Esperava-se mais do PT nessas eleições…

. Luzes da Ribalta, não!

. Bom dia!

Anúncios

Coluna do Astério

Farinhas do mesmo saco, bananas do mesmo cacho!

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Carro, casa, reforma da casa: o rastro da corrupção eleitoral!

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Gladson, por ele mesmo…

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

A missionária tem seus votos

Publicado

em

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas