Conecte-se agora

Xapuri bate recorde de novos casos de Covid-19 e vive o pior momento da pandemia

Publicado

em

A média móvel de novos casos do coronavírus em Xapuri, no período dos últimos 7 dias, subiu de 12 para 15 confirmações diárias nesta quarta-feira, 5, quando o município estabeleceu o seu novo recorde de infectados. Foram mais 34 diagnósticos positivos acrescentados à estatística local, de acordo com a mais recente atualização do Boletim da Secretaria Municipal de Saúde.

O descontrole do vírus na cidade está afetando de maneira preocupante o setor mais vital no combate à pandemia: as equipes de profissionais de saúde das redes estadual e municipal. Nos últimos três boletins constam 17 casos positivos de funcionários da saúde, das áreas médica e de enfermagem a serviços administrativos, de limpeza e manutenção.

Uma Unidade Básica de Saúde já foi fechada no município em razão do avanço do vírus entre os profissionais de saúde. O hospital Epaminondas Jácome, da rede estadual, mas que atua de maneira conjunta com a estrutura municipal, pode em breve sofrer os efeitos da crescente contaminação de componentes do seu quadro funcional. Nas últimas 48 horas, duas médicas foram afastadas dos plantões por terem contraído o vírus.

Gráfico produzido pela tenente Marcela Sopchaki, comandante do 8º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Xapuri, demonstra que nos últimos 14 dias a média móvel de novos casos no município subiu 270%, passando de 4,29 no último dia 22 de julho para 15,86 nesta quarta-feira, 5 de agosto. Para ela, o comportamento da população está sendo determinante para o quadro atual.

“Está bem nítido. Agora cabe à população se conscientizar. Porque não adianta o poder público fazer de um tudo e a população deixar os filhos soltos na rua soltando pipa e andando de bicicleta e as pessoas fazendo farra. Não tem como somente as autoridades se comprometerem, a imprensa dar voz também, se a população não faz a sua parte”, disse a comandante.

Questionado sobre o agravamento da situação, o subsecretário de Saúde de Xapuri, Daniel Lima, afirmou que esse é o momento mais delicado da pandemia no município. Para ele, grande parte da população perdeu o medo da doença e está descumprindo as orientações das autoridades de saúde e os decretos estadual e municipal em vigor.

“Os números dos últimos dias mostram isso. Temos dificuldade com a falta de respeito que ocorre com as equipes que fazem as orientações. Sem o apoio constante da polícia, as pessoas não acatam as determinações. Portanto, precisamos das forças de segurança para que a fiscalização funcione e faça com que os decretos sejam, de fato, obedecidos”, asseverou.

O subsecretário também falou sobre as medidas que o município pretende tomar para suavizar os efeitos da evolução dos casos, que têm resultado no aumento de infecções também entre as pessoas dos chamados grupos de risco, principalmente as mais idosas, e expandido o número de internações hospitalares.

“A primeira medida é garantir atendimento médico, testagem e medicação para quem procurar a unidade de referência. Também iremos nos sentar com as autoridades do município (MP, PM E Bombeiros) para pedir ajuda na fiscalização, pois o contingente da Secretaria de Saúde não é suficiente”, concluiu.

Com os novos números, Xapuri foi a 539 casos confirmados do novo coronavírus, com 44 exames ainda em análise no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), 454 pessoas monitoradas como casos suspeitos, 341 altas médicas, 9 internações e 6 óbitos por complicações da covid-19. O número de notificações do município foi de 1.117, sendo que 534 foram descartados.

Anúncios

Cotidiano

Homem é ferido com uma facada no peito após discutir com desconhecido

Publicado

em

Richardson Diego Oliveira dos Santos, de 29 anos, foi vítima de uma tentativa de homicídio, após receber uma facada na noite deste domingo, 27. O crime aconteceu no bairro Seis de Agosto, no Segundo Distrito de Rio Branco.

De acordo com informações da polícia, Richardson estava caminhando na rua quando discutiu com uma pessoa não identificada, que, em posse de uma faca, desferiu um golpe de faca no peito da vítima. Mesmo ferido, Richardson ainda conseguiu correr e pedir ajuda em uma farmácia. Após a ação o criminoso fugiu do local.

A ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada, os paramédicos prestaram os primeiros atendimentos e conduziram o ferido ao Pronto-Socorro de Rio Branco em estado de saúde estável.

A Polícia Militar esteve no local e após colher as características do autor do crime, fez rondas na região em busca de prendê-lo, mas ele não foi encontrado. O caso será investigado pelos Agentes Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Continuar lendo

Cotidiano

Funcionário público é agredido a ripadas ao reagir a assalto no Parque da Maternidade

Publicado

em

O funcionário público que trabalha na saúde, V. S. D, de 48 anos, foi agredido a golpes de ripa após ser assaltado na noite desse sábado, 26, no Parque da Maternidade, no bairro Abraão Alab, em Rio Branco.

A vítima relatou à reportagem que estava caminhando no parque quando homens não identificados o abordaram e anunciaram o assalto. Ele reagiu e os bandidos o agrediram com três golpes de ripa na cabeça. Além disso, a vítima teve seus pertences roubados. Ferido, ainda conseguiu sair do local correndo, caindo várias vezes no caminho, até conseguiu chegar a um posto de combustível e pedi ajuda.

Os criminosos fugiram tomando rumo ignorado. Os frentistas acionaram a ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e a vítima recebeu os primeiros atendimentos e foi conduzida ao Pronto-Socorro de Rio Branco em estado de saúde estável.

Policiais Militares estiveram no local, colheram as características dos criminosos e fizeram patrulhamento na região, mas ninguém foi preso. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Continuar lendo

Cotidiano

Amazônia encolheu 269,8 mil km² de 2000 a 2018, segundo estudo do IBGE

Publicado

em

Dados das Contas de Ecossistemas: o Uso da Terra nos Biomas Brasileiros (2000-2018), que o IBGE divulgou nesta última semana, indicam que os biomas brasileiros perderam cerca de 500 mil km² de sua cobertura natural, passando de 5,9 milhões de km², em 2000, para 5,4 milhões de km² em 2018.

A maior redução de área nativa aconteceu na Amazônia, que encolheu 269,8 mil km², e no Cerrado, com menos 152,7 mil km² de cobertura natural. Somadas, as perdas dos dois biomas representam 86,2% do total. Já a redução mais intensa de cobertura natural em termos percentuais foi no Pampa, de -16,8%.

O estudo é mais uma etapa do projeto de incluir os indicadores ambientais do país nas Contas Nacionais. Realizado com base em imagens de satélite e pesquisas de campo, o trabalho apresenta o grau de preservação dos ecossistemas e analisa as áreas naturais remanescentes a partir das conversões do uso da terra em atividades como agricultura, pastagem e silvicultura.

Bioma com mais perdas, a Amazônia tinha, em 2000, a cobertura florestal em 81,9% de sua área total, passando a 75,7% em 2018. A vegetação florestal foi substituída, principalmente, por áreas de pastagem com manejo – isto é, áreas de gramíneas com aplicação de técnicas específicas – que passaram de 248,8 mil km², em 2000, para 426,4 mil km² em 2018.

O estudo também mostra que há um gradual crescimento da área agrícola na região, passando de 17 mil km² em 2000 para 66,3 mil km² em 2018, como explica a gerente de Contas e Estatísticas Ambientais do IBGE, Maria Luísa Pimenta.

“As mudanças na Amazônia indicam um padrão do chamado ‘arco de povoamento’, inicialmente marcante nas bordas do bioma, em áreas de contato com o Cerrado, mas que, no retrato atual, também apresenta uma interiorização considerável, ao seguir construções de estradas, margens de rios e adjacências de obras de infraestrutura”.

O retrato completo da cobertura natural dos biomas do país está em publicação da Agência de Notícias do IBGE.

Continuar lendo

Cotidiano

Dono de distribuidora reage a assalto e fere bandido com quatro facadas na Sobral

Publicado

em

Maycon de Oliveira Costa, de 24 anos, foi ferido a golpes de faca ao tentar assaltar o proprietário de uma distribuidora localizada na rua Antônio de Souza Araújo, no bairro Plácido de Castro, na região da Baixada da Sobral, em Rio Branco.

Segundo informações da polícia repassadas a reportagem do ac24horas, Maycon teria chegado à distribuidora e anunciado o assalto. O proprietário reagiu, pegou uma faca e desferiu quatro golpes que atingiram as costas do criminoso. Após ser ferido, Maycon ainda conseguiu correr e pediu ajuda. O jovem foi colocado dentro de um veículo e seguiu com destino ao hospital.

A ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada e durante o trajeto interceptou o carro, os paramédicos prestaram os primeiros atendimentos a Maycon e o conduziu ao Pronto Socorro de Rio Branco em estado de saúde estável.

A Polícia Militar esteve no local, mas quando foram atrás do proprietário da distribuidora, não o encontraram no estabelecimento. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas