Conecte-se agora

Rifa de PMs para compra de equipamentos de manutenção de armamento gera polêmica

Publicado

em

Policiais militares do 1º BPM realizaram nesta segunda-feira, 3, o sorteio de uma rifa para aquisição de um compressor e outros materiais usados na manutenção das armas usadas pelos policiais.

Ocorre que de acordo com outros policiais que preferem não se identificar, a rifa é mais uma prova de que o estado não oferece as condições necessárias para o trabalho dos PMs, já que é preciso a realização de uma rifa para que o batalhão tenha os equipamentos que garantem a manutenção das armas que são usadas nos confrontos com os bandidos, principalmente de facções criminosas. “Veja a situação em que estamos vivendo. Esses equipamentos são uma obrigação do governo fornecer. Quando é preciso que os policiais por iniciativa própria façam um rifa para aquisição é que alguma coisa não está correta”, afirma.

O ac24horas procurou o comando da Polícia Militar. De acordo com a PM, o Estado supri adequadamente as demandas da Polícia Militar.

Leia a nota:

Policiais militares do 1° BPM tiveram deliberadamente a iniciativa de promover uma rifa para a aquisição de 1 (um) compressor e outros materiais para otimizar ainda mais o serviço prestado pela unidade.

Foi facultada a possibilidade a quem quisesse participar voluntariamente, sem nenhuma obrigatoriedade. Frise-se que o Estado supri adequadamente as demandas da Polícia Militar do Acre e, por conseguinte, do 1° BPM.

O objetivo do evento foi tão somente agregar ainda mais à boa estrutura que a unidade já possui.

Anúncios

Cotidiano

Anvisa analisa primeiro pedido de registro de uma vacina contra a Covid-19 no Brasil

Publicado

em

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou nesta quinta-feira (1º) que vai começar a primeira revisão para o registro de uma vacina contra Covid-19. A análise será feita nos moldes de um novo processo que havia sido autorizado na terça-feira (29), uma medida que reduziu a exigência da documentação inicial e simplificou o processo para os imunizantes contra o coronavírus.

Dois dias após a flexibilização, o primeiro pedido foi protocolado pela Astrazeneca. A farmacêutica está desenvolvendo uma vacina em parceria com a Universidade de Oxford, que deverá ser produzida no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Esse é o passo inicial para que se autorize a aplicação de uma vacina no país – caso ela seja aprovada em todos testes clínicos, que ainda estão em andamento.

Compra de 30 milhões de doses

A vacina britânica é tida como uma das principais apostas para a imunização contra o Covid-19 no Brasil.

O governo brasileiro, por meio do Ministério da Saúde e da Fiocruz, assinou um memorando de entendimento com a AstraZeneca que prevê a compra de 30 milhões de doses, com entrega em dezembro deste ano e janeiro do ano que vem. Há, ainda, a possibilidade de aquisição de mais 70 milhões se a vacina tiver eficácia e segurança comprovadas.

Além disso, o acordo inicial prevê a transferência da tecnologia desenvolvida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório AstraZeneca para produção local na Fiocruz, com previsão de início, de acordo com o ministério, ainda no primeiro semestre de 2021.

Com informações do G1.

Continuar lendo

Cotidiano

População reclama que prefeitura não fiscaliza perturbação causada por som alto

Publicado

em

Nos últimos dias, o ac24horas tem recebido diversas reclamações de populares que afirmam não ter conseguido acionar o serviço de fiscalização contra a poluição sonora. “É um absurdo. A gente liga e eles não aparecem. É um absurdo querer dormir e não poder porque tem alguém que perturba o sono das famílias. Muitas vezes é em dia de semana, o que fica ainda pior”, diz um servidor público que prefere não se identificar.

A falta de fiscalização seria por conta do equipamento chamado decibelímetro, que é um medidor de nível de pressão sonora, e estaria quebrado. A reclamação também é em relação ao horário de fiscalização. “O que nos informaram é que os aparelhos estão quebrados. Outra reclamação é quanto ao horário. Eles só querem fiscalizar se for cedo. Ocorre que o que incomoda é o som alto tarde da noite, na madrugada”, afirma.

O ac24horas procurou a prefeitura de Rio Branco. O secretário municipal de meio ambiente (SEMA), Aberson Carvalho, confirmou que o município está sem os decibelímetros, mas que os aparelhos não estão quebrados, e sim passando por um processo chamado calibragem. “Esse procedimento é feito todo ano, fora do Acre. A calibragem garante a veracidade do equipamento, é selada pelo Inmetro para garantindo toda a transparência”, afirma.

Aberson explica ainda que a fiscalização de poluição sonora não é exclusiva do município e que em alguns casos, a atribuição passa para a Polícia Militar. “É importante deixar claro o seguinte: existem dois tipos de fiscalização de poluição sonora. O que a Semeia fiscaliza é aquele empreendimento que é licenciado. Fazemos a fiscalização de casas noturnas, de um bar, de um posto de gasolina, onde, por ventura, esteja tendo poluição sonora. Já se tiver um carro, por exemplo, com o som muito alto em uma rua, essa atribuição é da Polícia Militar”. De acordo com ele, a perturbação do sossego de uma família quando um vizinho coloca o som muito alto na madrugada, por exemplo, é responsabilidade da Polícia Militar.

Continuar lendo

Cotidiano

Estado repassou mais de R$ 36 milhões do IPVA, Fundeb e ICMS aos municípios

Publicado

em

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), divulgou nesta quinta-feira, 01, no Diário Oficial do Estado (DOE), a distribuição da arrecadação referente aos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e ao Imposto sobre a
Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

As 22 cidades receberam, em setembro, mais de R$ 36,6 milhões. A maior diferença está com relação aos valores referentes ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

A maior fatia ficou com Rio Branco que recebeu mais de R$ 17,5 milhões em repasses. A maior parte do recurso destinado à capital é referente ao ICMS, um total de mais de R$ 12 milhões, seguido do Fundeb R$ 3 milhões e encerrando com IPVA R$ 2 milhões.

Santa Rosa do Purus, Jordão e Rodrigues Alves foram às cidades que tiveram menos recursos, contabilizando R$ 1,4 milhão de recursos.

Continuar lendo

Cotidiano

Motoristas de aplicativos fecham Avenida Ceará revoltados com a falta de segurança

Publicado

em

Apesar de ter terminado de forma positiva o sequestro do motorista de aplicativo Romerito Almeida, na manhã desta quinta-feira, 1º, a classe que trabalha nas ruas está inconformada com a falta de segurança em Rio Branco. O motorista foi sequestrado por volta das 6 horas da manhã. Um irmão da vítima conseguiu rastrear o veículo.

Após uma hora de busca, com o auxílio da polícia e de outros motoristas, conseguiram encontrar um criminoso dirigindo o veículo. Preso pela polícia, o bandido relatou que o motorista estava amarrado em uma residência na região da Baixa da Colina. A polícia agiu rápido e conseguiu libertar Romerito e prender mais seis envolvidos no sequestro.

Os policiais tiveram dificuldades na chegada à delegacia para garantir a integridade física dos acusados, já que os motoristas de aplicativo tentaram agredir os presos em flagrante.

Aliviada, a vítima, bastante emocionada, abraçou parentes e amigos ao chegar à Delegacia de Flagrantes. A interdição na Avenida Getúlio Vargas durou cerca de 15 minutos, o suficiente para deixar o trânsito congestionado na região. Mas voltou a ser fechada.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas