Conecte-se agora

Relatório mostra que Acre não reduziu gasto com pessoal e Sefaz pede revisão

Publicado

em

Uma portaria publicada pela Secretaria de Tesouro Nacional (STN) nessa segunda-feira, 3, aponta que o Acre deixou de cumprir a meta 3 do Programa de Ajuste Fiscal (PAF) da STN. Essa meta diz respeito à relação entre receita corrente líquida e gasto com pessoal, sendo que o Governo do Estado ultrapassou em 2,64% o limite de 60% estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal no ano de 2019.

A boa notícia é que das seis metas exigidas pela STN para garantir o refinanciamento das dívidas, apenas a 3 foi descumprida. As demais metas – endividamento, resultado primário, arrecadação própria, gestão pública e disponibilidade em caixa – todas estão ajustadas, segundo portaria do Diário Oficial da União e também com o Relatório de Execução do PAF, documento produzido pela Secretaria de Fazenda do Acre.

Esse relatório foi publicado dia 29 de maio deste ano e está assinado por Raymson Bragado, secretário-adjunto do Tesouro Estadual; Pedro Brilhante, diretor-geral de Contabilidade do Estado; e Eduardo Maia, da Divisão de Informações Contábeis Fiscais.

O relatório pede revisão das metas do PAF para o período de 2020 a 2022, “apesar do aumento da receita própria” e considerando o agravamento do quadro fiscal por causa da pandemia da Covid-19.

Confira aqui: http://www.sefaz.acre.gov.br/wp-content/uploads/RELAT%C3%93RIO-SOBRE-A-EXECU%C3%87%C3%83O-DO-PAF-2019.pdf

Anúncios

Acre 01

Rio Branco aparece entre as capitais do país com gasolina mais cara em novo reajuste

Publicado

em

Um novo reajuste no preço do combustível entrou em vigor nessa semana. Com isso, a capital do Acre, Rio Branco, aparece entre as três capitais brasileiras com gasolina mais cara pais na primeira quinzena deste mês de setembro. Para quem gasta entre R$ 500 ou R$ 800 por semana para trabalhar, como os motoristas de aplicativo, por exemplo, a situação só piora.

Depois de anunciar redução no preço do combustível no último mês de julho, a Petrobras agora revelou um aumento de 4% para gasolina e de 2% para o diesel nas refinarias.

Na capital acreana, a gasolina pode se encontrada a R$ 4,93 e R$ 5,05. De janeiro até agora, foram cerca de 24 reajustes no preço do combustível no país. Na lista divulgada esta semana, a capital Rio Branco aparece com a gasolina a R$ 5,085; Rio de Janeiro com R$ 4,926 e Belém com R$ 4,914.

O Sindicato dos Postos de Combustíveis afirma que os estabelecimentos devem seguir as normas recomendadas pela Petrobras e diz que se o preço do combustível aumentar nas bases, refinarias e distribuidoras, também aumenta ao consumidor final.

Continuar lendo

Acre 01

Edvaldo diz que história vai cobrar Socorro e Perpétua detona: “que ela não adquira síndrome de estocolmo”

Publicado

em

Foto: ac24horas/Sérgio Vale

Membros do PT, PSOL e PCdoB oficializaram na manhã desta sexta-feira, 18, a aliança que apoiará os nomes de Daniel Zen, como candidato a prefeito de Rio Branco, e Claudio Ezequiel, como candidato a vice. A união ocorre após PCdoB ser rifado 30 minutos antes da convenção que chancelaria a candidatura de Socorro Neri (PSB) na última segunda-feira, 14, após o governador Gladson Cameli demonstrar insatisfação com os comunistas no palanque. Aliás, o desligamento do PCdoB da aliança com PSB, PV, Podemos, PV, PROS e Democratas foi o assunto que norteou a entrevista coletiva realizada na Sede do PCdoB, no bairro da Capoeira.

Para o presidente municipal do PCdoB, Márcio Batista, a sigla adere de “corpo e alma” a coligação PT/PSOL destacou que aliança não é um projeto de poder. “É uma adesão de corpo e alma a coligação PT/PSOL. Essa posição prevaleceu com muita naturalidade. Se é verdade que num primeiro momento não era o arco de aliança que não fazíamos parte, era por questões pequenas. Divergências que foram tratadas pela porta da frente. Tanto que nas primeiras conversas o PT e PSOL entenderam a nossa decisão, mas sempre deixaram as portas abertas. Nós fazemos oposição ao governo Gladson e ao governo Bolsonaro e isso não teria nenhum problema em realinhamos.É uma aliança programática, não é um projeto de poder. Não existe nada da velha política, das rasteiras”, disse o dirigente.

Uma das principais lideranças comunistas no Estado, o deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) revelou que o PCdoB foi rifado da aliança com Socorro 30 minutos antes das eleições e afirmou que a candidatura do PSB “foi pintada de azul”.

Foto: ac24horas/Sérgio Vale

“Nunca integramos uma aliança que escondemos bandeiras. O governador Gladson Cameli cruzou o rio para apoiar Socorro Neri, mas nas últimas duas semanas ele veio impor uma agenda conservadora, o método da truculência política , O marketing que manda no núcleo tinha que pintar a candidatura da prefeita de azul. E o PCdoB estava no caminho. Houve resistência por parte da prefeita, por parte de Jenilson e César Messias, mas eles [governo] e eles foram apertando a porca. Querem transformar essa eleição de quem é mais conservador. Essa é a disputa que querem construir”, disse Magalhães.

O parlamentar revelou que assessores do governador foram escalados para dar recado. “Quero prestar a solidariedade para quem cumpriu esse papel. E na última hora, meia hora antes, antes da convenção, veio o método, se os comunistas aparecem na convenção, nós estamos fora. E nós ali aguardando pra ver até onde ia a resistência ia. A prefeita capitou e o PSB se encontrou constrangido. Estamos aqui pra dizer que causa não se negocia, princípios a gente não negocia. Na primeira curva, a história cobrará como sempre faz”, pontuou Edvaldo reforçando que PCdoB vai apoiar Daniel Zen “sem recuar, sem cair e sem temer”.

O presidente do PT no Acre, Cesário Campelo Braga, afirmou que o Projeto que Jorge Viana, Raimundo Angelim e Marcus Alexandre iniciaram não tiveram continuação por parte de Socorro.

“Nós começamos a construção em divergências, mas com o objetivo era o mesmo. Nós tínhamos um programa para apresentar para Rio Branco que rendeu frutos na história através do Jorge, do Angelim e do Marcus. O nosso programa foi abandonado assim que o Marcus saiu candidato ao governo. Somente PT, PSOL e PCdoB tinham condições de manter esse programa, essa história positiva. Sempre mantivemos o diálogo com o PCdoB e quero ressaltar para vocês, Edvaldo, a casa de vocês é aqui”, bradou o petista.

Foto: ac24horas/Sérgio Vale

A deputada federal Perpétua Almeida foi a mais ácida em seu comentário com relação ao constrangimento que envolveu PCdoB, o PSB de Socorro Neri e o governador Gladson Cameli. “Eu acredito que Deus escreve certo por linhas tortas. Nada acontece por acaso. Era necessário esse desencontro. Alguns chamam de punhalada, outros de sequestro. Eu só não quero que a candidata adquira a síndrome de estocolmo, que se alie ao sequestrador”, disse a parlamentar se referindo a uma doença psicológica aleatória onde a vítima tenta se identificar com o seu raptor ou até mesmo de conquistar simpatia.

Abraçado por comunistas e psolistas, o candidato da aliança, Daniel Zen, afirmou está muito feliz com adesão comunista. “Vocês são nossos irmãos e vamos lutar para vencer essa eleição contra o que está imposto aí”, disse.

Continuar lendo

Acre 01

Em menos de 1 hora, dois homens são mortos e quatro pessoas ficam feridas a tiros

Publicado

em

A guerra entre facções continua fazendo vítimas e assustando a população na capital. Em menos de 1 hora, duas pessoas foram mortas quatro ficaram feridas por disparos de arma de fogo na noite deste domingo (13). Os crimes aconteceram nos bairros Rui Lino e João Eduardo.

A primeira ocorrência aconteceu por volta das 19h15min, o jovem Fernando Menezes da Silva, de 19 anos, foi executado com 10 tiros enquanto caminhava na rua Santa Edvirgens, no bairro Rui Lino, com destino a casa de seu padrasto. Segundo a polícia, homens armados em um veículo modelo Fiat Palio de cor branca, se aproximaram da vítima e efetuaram vários disparos em direção de Fernando que foi atingido com 10 projeteis em várias partes do corpo. Após a ação, os criminosos fugiram do local.

A segunda ocorrência aconteceu na Travessa da Hosana Carneiro, no bairro João Eduardo II, em uma festa infantil. Criminosos armados chegaram em um veículo modelo Gol, de cor branca, pararam, invadiram a residência e efetuaram vários tiros aleatoriamente. Durante a ação dos bandidos quatro pessoas ficaram feridas, Francisco Diego Tavares de Oliveira, de 31 anos; Thiago, de 27 anos, um adolescente de 14 anos e uma criança de 8 anos. Já Wenderson Miranda de Farias, de 27 anos, foi morto enquanto tentativa fugir dos criminosos, a vítima foi perseguida e executada com 4 tiros.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada e encaminhou Francisco com um ferimento na perna ao Pronto-Socorro de Rio Branco em estado de saúde estável. Já as outras três pessoas foram conduzidas por terceiros ao hospital.

As áreas aonde se encontravam os corpos de Fernando e Werderson foram isoladas pela Polícia Militar para os trabalhos do perito em criminalística, removidos e encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos.

As forças da segurança pública fizeram patrulhamento nas regiões em busca dos criminosos, mas ninguém foi encontrado. Agentes de Polícia Civil da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) já iniciaram as investigações.

Continuar lendo

Acre 01

Corpo do ex-deputado Alércio Dias é velado na Assembleia Legislativa do Acre

Publicado

em

Foto: Reprodução/Contilnet 

O velório do ex-deputado federal Alércio Dias ocorre na manhã desta sexta-feira, 4, no hall da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), em Rio Branco. O enterro está previsto para ocorrer no Cemitério Morada da paz. Há profissionais na entrada da Aleac gerindo a entrada de pessoas ao local, que é feita sob protocolos de segurança para evitar a contaminação pelo novo coronavírus.

Alércio faleceu na noite dessa quinta-feira, 3, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Juliana. Ele estava internado desde a última segunda-feira, vítima de um grave problema gastrointestinal. O governo do Acre emitiu nota de pesar após confirmação da morte do ex-político, que antes de morrer foi secretário na gestão de Gladson Cameli.

Nascido em Joinvile (SC) e graduado em ciências jurídicas e sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em 1974, assumiu em 1979 a presidência da Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre), no governo de Joaquim Falcão Macedo (1979-1983).

Em novembro de 1982 elegeu-se deputado federal pelo Acre na legenda do Partido Democrático Social (PDS). Já em novembro de 1986, concorreu a uma vaga na Assembleia Nacional Constituinte pelo PFL. Eleito, iniciou novo período legislativo em 1º de fevereiro de 1987, dia em que foram instalados os trabalhos constituintes.

Já em 1994, elegeu-se deputado estadual pelo PFL, assumindo sua cadeira no Legislativo acreano e foi ainda secretário de educação no governo de Orleir Cameli.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas