Conecte-se agora

Mesmo sem oficializar, Wikipédia diz que Gladson é do PSDB

Publicado

em

No momento em que se analisa o resultado da filiação do governador Gladson Cameli no PSDB do Acre, a principal biblioteca de buscas do Google, Wikipédia, já o considera como novo filiado do partido.

Em busca simples ao nome de Gladson Cameli, essa é a informação que aparece sobre sua filiação partidária ainda sem data para acontecer. O anúncio de adesão ao ninho tucano foi feito por Cameli durante sua agenda em São Paulo.

Desde que confirmou sua ida para os tucanos, uma explosão de questionamentos políticos começou a surgir, dada a sua escolha de pré-candidatura à prefeitura de Rio Branco, a prefeita Socorro Neri que é do PSB.

Muitos, inclusive correligionários do Progressistas, duvidam da filiação anunciada por Cameli. Pelo menos na esfera digital isso é fato. O governador já retornou de São Paulo, mas nada de oficial sobre sua filiação foi publicada.

Anúncios

Destaque 6

Sesacre nega “chegada ao pico” da pandemia do coronavírus no Acre

Publicado

em

A secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) emitiu uma nota pública neste domingo, dia 2, informando ser falsa uma nota disseminada em redes sociais do estado, em nome do órgão, anunciando uma ‘chegada ao pico’ da pandemia no estado. A nota falsa continha, falsamente, a assinatura do secretário da pasta, Alysson Bestene.

“O texto, não assinado pelo secretário de Estado de Saúde do Acre, convida as pessoas a compartilharem a informação, que menciona, entre outras inverdades, ‘30 dias difíceis, de muita dor, de muitas perdas’”, diz a Sesacre.

De acordo com o governo, a mensagem não partiu de nenhum setor da pasta, muito menos do secretário Alysson Bestene. Disse ainda que “repudia notícias distorcidas, repassadas de forma incompleta ou irresponsavelmente”.

A pasta indica o acesso aos sites oficiais, como no endereço agencia.ac.gov.br, “além daqueles de imprensa que são considerados confiáveis”. A Coordenação de Comunicação também disponibiliza o e-mail [email protected] e o Facebook pelo endereço Saúde do Acre para esclarecer dúvidas da sociedade.

Continuar lendo

Destaque 6

Irmão de Chico Mendes está entubado no Into com Covid-19

Publicado

em

Francisco de Assis Alves Mendes, 58 anos, irmão mais novo do líder sindical Chico Mendes, é um dos pacientes de Covid-19 entubados no hospital de campanha do Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into), em Rio Branco.

Assis, como é mais conhecido, é diabético, cardíaco e hipertenso, o que torna o seu quadro muito mais delicado. Submetido a tratamento com plasma convalescente, ele necessita de doação de sangue de qualquer tipo.

A família orienta aos interessados em ajudar que procurem o Hemoacre – Centro de Hematologia e Hemoterapia do Acre. Os doadores precisam ter testado positivo para o novo coronavírus e estar sem sintomas por mais de 30 dias após a recuperação.

O ac24horas conversou com Deusamar Mendes, cunhada de Assis – ela é viúva de Zuza Mendes, que morreu em 2015 de problemas relacionados à diabetes. Zuza era o segundo mais velho dos 6 irmãos Mendes, mais novo apenas que Chico.

Em 4 de dezembro do ano passado, faleceu Celiza Mendes, de 56 anos, também diabética, uma das duas mulheres entre os irmãos. Os outros dois, Margarida e Lino, vivem, respectivamente, em Porto Velho e Guajará-Mirim, em Rondônia.

Deusamar informou que nas últimas horas foram muitas as pessoas que procuraram o Hemoacre para fazer doação de sangue em favor de Assis. Segundo ela, o médico responsável por ele chegou telefonar para a esposa informando do sucesso da campanha feita pela família e comunicando que o plasma ajudará também a outros pacientes.

“Graças a Deus, ontem fez fila para doar sangue para o Assis. O médico ligou para a esposa dele para agradecer, pois vai ajudar outras pessoas que estão precisando. Muito obrigado a todos que compartilharam. Ele ainda se encontra entubado grave, mas eu creio em Deus que ele vai sair dessa. Deus vai fazer um milagre”, disse.

De acordo com a última atualização do Boletim Informativo da Assistência à Saúde, o Acre tem hoje 246 de pacientes internados, dos quais 160 com resultado positivo para Covid-19. Destes, 51 estão em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 195 em leitos (clínicos, obstétricos ou pediátricos). A média de internação geral dos últimos 7 dias foi de 241 pacientes, observando-se um aumento de 2,1%.

 

Continuar lendo

Destaque 6

Rio Acre amanhece marcando 2,10 metros na capital acreana

Publicado

em

O nível Rio Acre na capital acreana amanheceu neste domingo, dia 2 de agosto, marcando 2,10 metros. Não foi contabilizado nenhum milímetro de chuvas nas últimas 24 horas. Com o período de estiagem, o manancial está em situação de alerta máximo em Rio Branco. De acordo com o Corpo de Bombeiros, as previsões são de uma seca severa este no Estado, uma vez que a cota de alerta máximo, que é de 2,69 metros, já foi ultrapassada há alguns meses.

As bacias dos rios Acre, Juruá, Purus e Tarauacá-Envira também ficaram em situação de alerta ou alerta máximo este ano. O Rio Acre abrange os municípios de Assis Brasil, Brasileia, Xapuri, Capixaba, Porto Acre e Rio Branco.

O governo do Estado já se reuniu com especialistas que previram uma das secas mais severas dos últimos 15 anos no Acre e estipular medidas de contenção e preservação da água.

Continuar lendo

Destaque 6

Acre é o único que dispõe boletim com dados gerais dos pacientes

Publicado

em

O Acre é o único Estado brasileiro que agrega dados gerais sobre idade, raça/cor, comorbidade e sexo nas informações de pacientes acometidos pela Covid-19. De acordo com o artigo “Insuficiência de dados demográficos dificulta controle da pandemia em grupos mais vulneráveis”, de autoria da jornalista Daniela Soares, da Rede Covid19BR, o Amazonas é o 2° Estado em apresentação desses dados.

As análises epidemiológicas sobre o curso de uma pandemia são imprescindíveis para o seu controle. Entretanto, têm faltado informações precisas sobre os casos, óbitos e hospitalizações relacionadas à Covid-19 no Brasil, principalmente relacionadas à raça/cor. Esta é uma das descobertas da nota técnica “Informação sobre gênero, raça/etnia e posição social para o controle da Pandemia de Covid-19 no Brasil”, publicada pela Rede CoVida –base para o artigo de Daniela.

A nota analisa as formas como os dados sobre a Covid-19 vêm sendo produzidos e divulgados pelos Estados, Distrito Federal e pelo Ministério da Saúde. O documento examina o grau de desagregação das informações oficiais, segundo características sociodemográficas (sexo, raça/etnia, idade, ocupação e escolaridade), e traz recomendações aos gestores de saúde para aprimoramento do processo de produção e divulgação de informações para orientar a tomada de decisões.

A nota aponta ainda que falta um padrão na apresentação dos dados pelos estados e Distrito Federal. Segundo a pesquisa, a maioria deles publica painéis de monitoramento (16), boletins (5), informes epidemiológicos (3) e dados epidemiológicos (1). Em cinco estados, mais de uma forma é usada para apresentar os dados, o que pode resultar em informações diferentes ou complementares.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas