Conecte-se agora

Com Bocalom “minado”, Petecão se reúne com Rocha e PSDB e articulam encontro com Flaviano

Publicado

em

O senador Sérgio Petecão (PSD), o vice-governador Major Rocha (PSL), e o presidente estadual do PSDB, Manoel Pedro, o Correinha, se reuniram na manhã desta segunda-feira, 27, para tratar das eleições 2020 e sobre a possibilidade de uma aproximação política.

Apesar de declarar publicamente apoio ao ex-prefeito de Acrelândia, Tião Bocalom (Progressistas) e entendendo que o governador Gladson Cameli mina a candidatura do seu próprio partido para apoiar a prefeita Socorro Neri (PSB), Petecão tratou de conversar sobre política e apagar possíveis arestas decorrentes das articulações políticas na capital e interior.

Ao PSL e PSDB, Petecão afirmou que tem a palavra empenhada com Bocalom, mas que não descarta uma aliança com com a candidatura tucana no segundo turno. Já Rocha, que apoia a candidatura de Minoru Kinpara, afirmou que de qualquer forma, trabalhará para que essa união ocorra ainda no 1º turno. “Recebi o senador e o encontro foi proveitoso. Ele falou de sua palavra empenhada e nós respeitamos, mas isso não impede de discutirmos o futuro. Por mim, eu trabalho para união ocorrer ainda no primeiro turno”, disse Rocha.

Ao ac24horas, Petecão disse que o grupo de Rocha tem interesse de está próximo. “Eles não querem ter atrito, não que ter confusão. Me deram uma missão para que eu me reúna com Flaviano Melo para tratar de conjecturas de aliança, para tratar do que pode e o que não pode. política de adulto, de olho no olho, frente a frente, sem recados. Eles têm interesse em Cruzeiro, nós temos interesses em outros municípios. Se você juntar MDB, PSDB, PSDB, podemos abranger mais de 70% do Estado”, disse o senador.

Sobre o fato do governador declarar que não apoiará Bocalom, Petecão disse que ele tem o direito de escolher o candidato. “Mas nós também temos o direito de buscar possíveis alianças. Se o governador faz isso, de não apoiar a candidatura do partido dele, abre brecha para o Progressista tomar algumas decisões”, salientou.

Anúncios

Cotidiano

Durante pandemia, Rio Branco já fez mais de 4 mil procedimentos médicos na zona rural

Publicado

em

Oito comunidades rurais receberam ação em saúde durante a pandemia do novo coronavírus na cidade de Rio Branco. Conforme dados coletados com o município, entre os dias 1° de julho e 8 de agosto, cerca de 1.000 pessoas foram atendidas e realizados 4.163 procedimentos médicos.

Os procedimentos médicos ofertados à comunidade rural neste período englobam: consulta de enfermagem, pré-natal, testes rápidos -HB, HC, SIFILIS, HIV- distribuição de medicamentos mediante receita, aferição de pressão arterial, e teste de glicemia capilar.

Além destas, outras atividades também foram realizadas. As comunidades atendidas são Cajazeira, Barro Alto, Moreno Maia, Ramal do Rodo, Ramal do Remansinho; Quixadá, Colibri; e Ramal do Riozinho.

Continuar lendo

Cotidiano

Governo diz que aumentou contratação de brigadistas contra queimadas na Amazônia

Publicado

em

Por

O Governo Federal autorizou e já iniciou a contratação de 3326 brigadistas pelo Ibama e pelo ICMBio esse ano, contra 2080 em 2016. São 1481 brigadistas contratados pelo Ibama e 1660 no ICMBio.

Este ano o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) aumentou em 44% o número de brigadistas contratados para as unidades de conservação (UCs) federais em relação a 2016.

Em 2016, foram 1.152 contratações, sendo 960 brigadistas e 192 chefes de esquadrão, para atuarem em 83 unidades de conservação. Esse ano, saltou para 1.660 profissionais, sendo 1.445 brigadistas e 215 chefes de esquadrão, para trabalharem em 154 unidades.

A cobertura nas unidades de conservação subiu 85% nos últimos 5 anos. Em relação ao ano passado, são 507 brigadistas a mais neste ano.

Com as contratações, o ICMBio abastece as unidades de conservação federais de mão de obra qualificada, além de deixá-las aptas a executarem as ações de prevenção e combate aos incêndios. Os contratos temporários variam de 6 a 24 meses e as contratações são de pessoas da comunidade do entorno onde a unidade de conservação está inserida.

Pelo Ibama esse ano, são 1.481 brigadistas florestais para prevenir e combater incêndios florestais durante a seca, de junho a outubro, em 17 estados e no Distrito Federal. Em 2016, foram contratados 928 brigadistas, um aumento de 59%. No total, serão 77 brigadas sendo 41 brigadas em terras indígenas, 15 em assentamentos e três em comunidades quilombolas, além de 13 especializadas em diferentes biomas e cinco de acionamento imediato, prontas para atuar em qualquer lugar do país em até 24 horas.

Os brigadistas contratados pelo Ibama vão atuar nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rondônia, Roraima, Tocantins e no Distrito Federal.

Continuar lendo

Cotidiano

Reconhecimento internacional do Acre como zona livre de aftosa só em 2021

Publicado

em

O reconhecimento nacional do Acre como Zona Livre de Aftosa sem vacinação pelo Ministério da Agricultura e Pecuária é um dos passos para alcançar o reconhecimento internacional junto à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

A expectativa é ter esse reconhecimento pela organização em maio de 2021, segundo o diretor do Departamento de Saúde Animal do Ministério da Agricultura, Geraldo Moraes.

A instrução normativa com o novo status do Acre –e Estados como Rio Grande do Sul, Rondônia, parte do Amazonas e Mato Grosso – foi publicada nesta sexta-feira (14) no Diário Oficial da União.

Continuar lendo

Cotidiano

Servidores de Cruzeiro do Sul recebem segunda parcela do 13° salário neste sábado

Publicado

em

Os servidores públicos municipais de Cruzeiro do Sul recebem neste sábado, 15, a segunda parcela do 13° salário. Foi a última ação do ex-prefeito Ilderlei Cordeiro, cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral na última quarta-feira, 12.

Ao todo, são cerca de R$ 4 milhões para os servidores do município, que já haviam recebido a primeira parcela do 13° no dia 15 de julho. À época, Ilderlei Cordeiro disse que resolveu adiantar o pagamento porque não sabia como estaria a economia do município, estado e país por causa da pandemia do coronavírus.

O pagamento é feito, mas a cidade está sem prefeito desde essa sexta-feira, 14, quando a cassação de Cordeiro foi publicada no Diário Oficial da União. Por enquanto, nem a Justiça eleitoral, nem a Câmara Municipal, nem o então presidente da Câmara, vereador Clodoaldo Rodrigues, informaram a data da posse dele como prefeito.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas