Conecte-se agora

Vigilância Sanitária diz que empresário morto por covid-19 em SP poderá ser sepultado em Xapuri

Publicado

em

Na última quarta-feira, 22, a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), por meio da Vigilância Sanitária, divulgou nota pública alertando que o procedimento de translado do corpo do empresário Manoel de Jesus Leite Silva, morto em São Paulo, seria ilegal e sujeito a processo criminal, mesmo que o caso em questão não tenha sido citado diretamente no documento. A publicação ocorreu após a família informar ao ac24horas que o sepultamento ocorreria em Xapuri.

No entanto, depois de a família apresentar um exame de Detecção Qualitativa de Coronavírus, realizado pelo laboratório Delboni Auriemo, de Barueri (SP), que teve resultado negativo para o Sars-CoV-2 , ou seja, no momento do óbito o vírus não era mais reagente no organismo do empresário, o que, em tese, indica que não existe mais o risco de contaminação pelos fluídos corporais, o posicionamento da Vigilância Sanitária Estadual foi modificado.

Na manhã deste sábado, chefe do Núcleo de Serviços em Saúde, do Departamento de Vigilância Sanitária da Sesacre, Advagner Prado, informou à reportagem que diante do exame apresentado e da garantia de que a documentação da empresa funerária que faz o translado do corpo está regular, demonstrando que não há risco de uma provável disseminação da doença, o sepultamento poderá ser realizado em Xapuri como deseja a família.

“Foi apresentado para nós o resultado do exame negativando o senhor que foi a óbito, mas foi informado ao advogado que alguns procedimentos seriam adotados. Caso esteja tudo conforme preconiza a legislação vigente e atendendo aos protocolos sanitários de distanciamento e evitar aglomerações não haverá empecilhos para que a família possa fazer os procedimentos funerários em Xapuri”, explicou Advagner.

A notícia do translado do corpo do empresário também resultou em manifestações de insatisfação, via redes sociais, de pessoas que relatam a dor de haverem perdido familiares e não terem tido a autorização para sepultá-los nas cidades de origem. Fatores como a condição econômica do empresário falecido e o seu parentesco com o deputado Manoel Moraes (cunhado) e com a vice-prefeita de Xapuri, Maria Auxiliadora Silva de Sales (irmã), foram citados como razão para um suposto privilégio.

O ac24horas voltou manter contato com a família do empresário, Maxsuel Maia, que afirmou que não haverá velório público ou qualquer outro ato que possa gerar aglomerações, dizendo que o único intuito dos familiares é garantir que o sepultamento ocorra em terras acreanas, atendendo a um pedido que ele fez dias antes da morte, o de ser enterrado em Xapuri, ao lado de seu pai, o senhor João Bento Silva, falecido em 2015.

O advogado disse ainda que a relação feita por algumas pessoas entre a decisão de se transladar o corpo para o Acre e a questão ligada à situação econômica do empresário e a influência política do deputado Manoel Moraes não é aceita pela família, apesar de o posicionamento tomado quanto a isso é o de compreensão e respeito com a situação de outras famílias que não conseguiram sepultar os seus entes queridos no local de residência.

“Nós jamais cometeríamos a loucura, a irresponsabilidade e a ilegalidade de se valer de fins financeiros do empresário Manoel Leite ou de aspectos políticos do deputado Manoel Moraes para trazer o corpo se não estivéssemos devidamente convencidos da ausência de riscos e da inexistência de ilegalidade. O que a família espera é que essa história tenha um fim de uma vez por todas e que o Manoel Leite possa descansar em paz”, concluiu.

O corpo do empresário está sendo trazido para o Acre por via terrestre com previsão de chegada para a madrugada deste domingo, 26. A programação da família é para que o sepultamento ocorra momentos depois de realizadas as despedidas dos familiares. Natural de Tarauacá, Manoel de Jesus Leite Silva veio para Xapuri junto com a irmã e o cunhado no início dos anos 1990.

Anúncios

Acre

PTB oficializa apoio a pré-candidatura de Duarte à prefeitura

Publicado

em

Na sede do MDB, o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) oficializou apoio a pré-candidatura do deputado estadual Roberto Duarte à Prefeitura de Rio Branco. O evento ocorreu na manhã desta sexta-feira, 14, e contou com a presença da presidente estadual do PTB, Charlene Lima, do senador Márcio Bittar e do vereador Emerson Jarude, ambos do MDB.

Antes isolado, agora, Roberto Duarte caminha com os trabalhistas e aproveitou para rasgar elogios ao PTB e a cúpula do MDB por montar pré-candidaturas a prefeitos e vereadores dos 22 municípios do Acre.

“O PTB é um partido bem organizado e, é uma honra podermos caminhar ao lado desse partido. O PTB tem uma chapa competitiva e tem tempo de televisão! É uma alegria ter um partido que se alinha ao presidente Jair Bolsonaro na nossa aliança”, pontuou.

“Quero dizer a vocês que a nossa pré-candidatura foi um convite do MDB, após nossa desenvoltura no mandato de deputado e vereador. Conversei com a família, eleitores e amigos, e depois de ouvir todos, aceitei esse desafio dessa pré-candidatura”, afirmou.

A presidente do PTB, Charlene Lima, afirmou que a união dos dois partidos é uma aliança antiga e reforçou o fato do PTB apoiar um candidato não favorito, ao lembrar do apoio a candidatura de senador Márcio Bittar nas eleições de 2018.

“Estamos começando uma caminhada que em nada será fácil, principalmente, para nós! Acreditamos que possamos contribuir para que nossa população tenha dias melhores. Apostamos no projeto do senador Bittar e, agora, apostaremos na sua pré-candidatura. Aqui em Rio Branco iremos com você (Roberto) até o final. Temos 15 pré-candidatos que estão aqui, os outros não puderam vir porque estão trabalhando. É uma questão de tempo para estarmos todos do seu lado”, afirmou.

“Estive analisando o seu mandato e tive mais certeza que você tem buscado aproximação com a população e conhece as necessidades do nosso povo carente. Aqui, eu tenho certeza que vai funcionar e vai dar certo. Precisamos sair daqui, acreditando que já deu certo”, destacou.

Em sua fala, Bittar se diz honrado e orgulhoso com aliança PTB e MDB. Ele aproveitou para externar sua gratidão por Charlene e sua família.

“Minha gratidão a você Charlene e a sua família pelo o que fizeram por mim na campanha. O único partido que resistiu e que ficou do meu lado foi o PTB da Charlene, mesmo numa situação difícil, ela não me negou legenda. É uma felicidade muito grande ser seu amigo, e eu fico muito honrado com essa aliança do PTB com MDB”.

Bittar defendeu que Roberto Duarte é o mais preparado para assumir a Prefeitura de Rio Branco e que sua candidatura representa a continuidade no combate às ideologias e forma de governar do PT.

“A candidatura de Roberto tem um sabor diferente: primeiro porque o Roberto tá preparado para esse desafio. O Roberto tem um conhecimento da cidade e isso é necessário para assumir Rio Branco. O desafio do próximo prefeito é levar água e esgoto de qualidade. Além disso é preciso acabar com essa política que tá querendo transformar crianças em militantes políticos. Estamos com jovens entrando na faculdade com analfabetismo funcional e onde que isso começa? Lá na alfabetização! O Roberto tá preparado para assumir a educação municipal e fazer com que as nossas crianças tenham uma educação infantil muito melhor do que essa de hoje”, defendeu.

Continuar lendo

Acre

Jéssica Sales realiza sonho da turma da melhor idade de Sena Madureira

Publicado

em

A deputada Jéssica Sales (MDB) conseguiu a liberação da terceira e última parcela de R$ 400 mil para a conclusão da obra do Centro do Idoso, em Sena Madureira. O recurso proveniente de extraemenda no valor de R$ 1 milhão, foi adquirido pela parlamentar no orçamento de 2018, por meio do Programa Calha Norte.

O projeto do Centro do Idoso e um micro-ônibus, era um sonho antigo dos idosos de Sena Madureira. “O micro-ônibus já entreguei e o centro do idoso só está sendo realizado porque eu lutei do início ao fim, para conseguir e liberar este recurso de R$ 1 milhão. Agradeço também ao Prefeito Mazinho e toda sua gestão, pelo empenho e comprometimento com a população”.

Em cinco anos de mandato da deputada Jessica Sales, o município de Sena Madureira já foi contemplado com mais de R$ 7 milhões. “Venho desenvolvendo um trabalho que fortalece as prefeituras com minhas emendas impositivas e extra-orçamento, sou municipalista e conheço muito bem as dificuldades dos prefeitos, por isso não meço esforços de ser uma governadora para eles”, concluiu sorrindo a deputada.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo

Acre

Ufac mobiliza bancada contra corte orçamentário de R$ 10 milhões

Publicado

em

O anunciado corte orçamentário na Universidade Federal do Acre (Ufac) deve chegar a R$10 milhões em 2020.

O Ministério da Economia propõe enxugamento orçamentário geral e deverá encaminhar projeto ao Congresso Nacional incluindo redução nos gastos do poder público federal, incluindo nas instituições de ensino superior. “Esse é um corte vem impactar na universidade”, disse Guida Aquino, reitora da Ufac.

Guida Aquino se mostra especialmente preocupada com o contexto da Covid-19 no funcionamento da universidade. Se consumado, o corte prejudicará o processo de adaptação do retorno às aulas presenciais -reorganização dos espaços, aquisição de equipamentos de proteção individual e outros.

Em entrevista à TV Acre, a reitora diz que encaminhou carta a todos os deputados e senadores da bancada federal do Acre pedindo apoio para evitar o corte.

Continuar lendo

Destaque 7

Zequinha deve ser ungido para concorrer à prefeitura de Cruzeiro

Publicado

em

O vice-prefeito de Cruzeiro do Sul, que teve o cargo cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Acre, Zequinha Lima deverá ser o pré-candidato do Palácio Rio Branco nas eleições municipais deste ano. O nome já vinha sendo cogitado como plano B no caso de cassação de Ilderlei Cordeiro.

Ao contrário do que chegou a ser publicado na imprensa, Lima não teve os direitos políticos cassados. Ainda na fase inicial do processo que culminou com a cassação da chapa encabeçada por Ilderlei Cordeiro, a defesa de Lima entrou com cruzamento de petição.

“No ato da gravação eu nem fui citado e nem estive no local, portanto, não poderia ser punido, basta o fato de perder o cargo por ser vice e estar na chapa”, comentou Zequinha.

O pedido foi acatado pelo juiz e na segunda instância de julgamento o nome de Zequinha Lima estava fora do processo. “Eu posso ser pré-candidato” confirmou o progressista.

Lima esclareceu ainda que sempre defendeu o nome de Ilderlei Cordeiro como candidato natural à reeleição, mas, neste caso, diante da impossibilidade da pré-candidatura do prefeito cassado, ele colocou seu nome à disposição do partido.

“Essa decisão passa por mim que já coloquei meu nome à disposição, da senadora Mailza Gomes que é a presidente do meu partido e do próprio Ilderlei. Os próximos dias serão de decisão, vamos tratar com muita responsabilidade esse caso. Uma coisa de cada vez, hoje a pauta é a cassação”, concluiu Lima.

Zequinha e Ilderlei estiveram uma longa reunião ontem (13) à portas fechadas no prédio da prefeitura. O presidente da Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul, vereador Clodoaldo estava em Rio Branco. Após uma conversa com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Nicolau Junior, Clodoaldo confirmou que vai assumir a prefeitura.

Segundo a reportagem apurou, o nome de Zequinha Lima como pré-candidato do Progressistas foi pauta da reunião com Nicolau Junior que coordena o processo sucessório na região.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas