Conecte-se agora

Poluição em Rio Branco é 3 vezes maior que o aceitável, diz OMS

Publicado

em

Os gráficos produzidos pela Unidade de Situação e Monitoramento Hidrometeorológico da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) demonstras que a concentração de material particulado entre domingo e segunda-feira (19 e 20/7) na área urbana do município de Rio Branco.

No dia 19, a máxima concentração de material particulado ocorreu às 16h50 com valor de 336,49 unidades por m³, de acordo com o sensor instalado na Universidade Federal do Acre, enquanto o sensor localizado na sede do Ministério Público, no centro da cidade, registrou a máxima concentração de material particulado às 18h30min do dia 19, com valor de 165,95 µg/m³.

As leituras foram obtidas através de equipamentos de monitoramento da qualidade do ar disponibilizados pelo Grupo de Estudos e Serviços Ambientais da Universidade Federal do Acre, parte da Rede de Monitoramento da Qualidade do Ar estabelecida pelo Ministério Público do Estado do Acre cujos dados podem ser acessados no portal www.purpleair.com.

De acordo com a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos a concentração média superior a valores de 89 µg/m³ no período de 1 a 3 horas já são considerados nocivos a grupos de risco (pessoas com doenças respiratórias ou cardíacas, idosos e crianças). Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) o limite é de 25 µg/m3 para partículas de até 2,5 µm/m2 , na média, para 24 horas de exposição é de 10 µg/m3 para média anual.

Anúncios

Acre

Acre tem mais de 561 mil eleitores aptos a votar este ano

Publicado

em

O Acre tem 561.261 eleitores aptos a votar nas próximas eleições. Os dados divulgados nesta quarta-feira (5) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostram que no País são 147.918.483 de eleitores em condições de exercer o voto democrático no pleito municipal de 2020.

Rio Branco é a grande praça eleitoral, com 256.673 eleitores aptos e Santa Rosa do Purus, a menor: 3.566 estão em condições de votar.

Esses eleitores vão eleger novos prefeitos e vereadores em 5.569 municípios espalhados pelo país no pleito marcado para o dia 15 de novembro. Apenas o Distrito Federal e Fernando de Noronha não participam das eleições municipais. Os eleitores brasileiros que estão registrados para votar no exterior também não participam desse pleito, uma vez que o voto em trânsito só ocorre nas eleições gerais.

Veja quantos eleitores tem cada município do Acre:

Continuar lendo

Acre

UBS é fechada após infecção em massa de funcionários

Publicado

em

A elevação dos casos de covid-19 que vem sendo registrada em Xapuri desde a última semana acarretou um aspecto preocupante para a estrutura de enfrentamento à pandemia no município: um alto número de contaminações entre os profissionais de saúde das redes estadual e municipal.

No boletim desta terça-feira, 4, foram confirmados os diagnósticos positivos de duas médicas e duas técnicas de enfermagem do hospital Epaminondas Jácome (HEJ). Segundo fonte na unidade, os casos positivos no hospital já passam de uma dezena e novos registros devem sair na atualização do boletim desta quarta-feira, 5.

Procurado pela reportagem, o gerente-geral do HEJ, enfermeiro Josimar dos Santos, afirmou que o atendimento não havia sido afetado pelas confirmações de casos positivos de covid-19 entre os profissionais da unidade, mas disse não saber até quando a situação se manteria em razão do avanço da pandemia.

A previsão feita pelo ac24horas de que a contaminação de profissionais de saúde pode comprometer atendimento em Xapuri se confirmou nesta quarta-feira com o fechamento da Unidade Básica de Saúde (UBS) Mauro José Lima de Souza, localizada no bairro Braga Sobrinho, conhecido como Bolívia.

De acordo com o subsecretário municipal de Saúde, Daniel Lima, nas últimas 24 horas cinco profissionais da UBS testaram positivo para o novo coronavírus – dois agentes comunitários de saúde, uma recepcionista, uma enfermeira e uma médica. Apenas uma técnica em enfermagem do quadro da unidade testou negativo.

De acordo com a coordenação do enfrentamento à covid-19 em Xapuri, a média móvel dos últimos 7 dias subiu para 12 casos diários. Apenas nos últimos dois dias foram registrados 42 novos casos, um número considerado muito alto para os padrões médios apresentados pela pandemia desde o seu início, em 27 de abril.

Continuar lendo

Acre

Desperdício de água tratada no Acre é o 4º maior do país, diz pesquisa

Publicado

em

A mais recente Pesquisa Nacional de Saneamento Básico (PNSB) publicada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), aponta que o desperdício de água no Brasil é de 38,9%. Isso quer dizer que a cada 100 litros de água que entram no sistema de distribuição (reservatórios e rede), cerca de 40 litros não chegam ao consumidor final.

No Acre, 60,4% da água tratada não chega ao consumidor final. O desperdício dos acreanos é o 4º maior do país, perdendo apenas para o que se joga fora em Roraima, de 69,3%, e Amazonas, com 66,7% e Amapá, de 62,4%.

Entre as explicações para tamanho desperdício estão os vazamentos nos reservatórios que armazenam a água e durante o processo de distribuição, na própria rede, por exemplo. No entanto, os famosos “gatos” também contribuem para o Índice de Perdas na Distribuição (IDP).

É difícil separar a perda física da água que não chega ao domicílio ou estabelecimento das perdas que a gente chama de aparentes, que são aquelas devido às ligações clandestinas. Ou seja, você tem um desvio da água daquela rede que chega a algum lugar, mas não é contabilizada pelas entidades executoras.

Para se ter uma noção do tamanho do problema, são 16.713.292 metros cúbicos de água desperdiçados por dia, de acordo com o levantamento do IBGE. No Acre, o Depasa está sendo preparado para ser privatizado. Uma concessão público-privada deverá administrar o sistema de água e esgoto do Acre no futuro próximo.

 

Continuar lendo

Acre

Edvaldo critica omissão do governo ao comércio: “não pode ser um ‘guardador’ de livros”

Publicado

em

O deputado Edvaldo Magalhães criticou nesta quarta-feira, 5, no plenário virtual da Assembleia Legislativa do Acre, a falta de respostas claras para com a crise que se instalou no comércio em função da pandemia do novo coronavírus. “Nenhuma proposta foi apresentada pelo governo do Estado para o setor de comércio e serviços”, afirmou o parlamentar do PCdoB.

Segundo Magalhães, esses setores compõem os maiores geradores de emprego no Acre. O parlamentar elencou o panorama que poderia incrementar o fluxo econômico-financeiro antes da pandemia. “De lá para cá o setor amargou prejuízos um em cima do outro”, observou. Há também a questão do fisco estadual, que não atrasou nem um dia sequer as cobranças.

“Não houve também uma única proposta. Faço apelo à equipe econômica do governo, cuja postura não pode ser de guardador de livros”, disse. A postura do planejamento e fazendário deve ser de fomentar da economia, completou.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas