Conecte-se agora

Rio Branco registra redução de 65% nos casos de dengue na pandemia

Publicado

em

A intensificação do trabalho da Saúde Municipal, neste período de pandemia de Covid-19, surtiu efeitos positivos também no combate às doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti, principalmente a dengue. O número de casos notificados até o final deste mês de junho teve uma redução de 65% em relação ao mesmo período do ano passado.

Os dados são do Departamento de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). De acordo com o mais recente boletim, referente à semana epidemiológica (SE) 25/2020, foram 1.330 os casos notificados de dengue, enquanto em 2019 o número foi de 3.838 casos suspeitos.

Ainda de acordo com o Departamento de Vigilância Epidemiológica, o índice de infestação também reduziu em 39%, segundo Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes (LIRAa).

A coordenadora do Departamento de Vigilância Epidemiológica da Semsa, Socorro Martins, explicou que o LIRAa é um instrumento fundamental para o controle do vetor e das doenças (dengue, zika e chikungunya).

“A metodologia permite identificar onde estão concentrados os focos do mosquito em cada bairro, além de revelar quais os principais tipos de criadouros predominantes”, disse.

Ela informou ainda que o LIRAa apontou incidência em 13 bairros de Rio Branco e que o armazenamento de água no nível do solo (doméstico), como caixa d’água, foi o principal tipo de criadouro com 56,6%, seguido por pequenos depósitos móveis com 23,2%, depósito fixo com 3%, pneus 7,7% e lixo doméstico, entulhos 8,2%.

“Os resultados reforçam a necessidade de intensificar as ações de prevenção contra a dengue, zika e chikungunya. As unidades de saúde devem notificar todos os casos suspeitos de dengue, possibilitando assim a detecção precoce, visando promover tratamento adequado, oportuno, redução da morbidade e, consequentemente, evitar o óbito. Assim, com objetivo de prevenir a população de tais agravos a Secretaria Municipal de Saúde vem intensificando as ações de prevenção e combate ao Aedes aegypti”, destacou.

Aliado às ações da Saúde Municipal, a coordenadora alerta que a prevenção é a única arma contra a dengue, chikungunya e zika vírus. “A melhor forma de se evitar as doenças continua sendo combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de planta, jarros de flores, garrafas, caixa d’água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros”, concluiu.

Anúncios

Destaque 6

Em cinco anos, Acre registrou 3,7 mil casos de hepatites virais

Publicado

em

Em cinco anos foram notificados 3.702 casos de hepatites virais diversas no Acre. Desses, 19 são referentes a pacientes de Rondônia e Amazonas. A regional do Baixo Acre contabiliza a maior incidência da doença, totalizando, no período, 2.433 casos.

A hepatite B é a forma mais comum e responde por 71% de todos os casos registrados. O vírus da hepatite C é responsável por cerca de 25% do total de casos notificados em todo o Acre.

As faixas etárias que apresentam maior concentração de casos são de 20-34 anos e de 35-49 anos. No Acre, conforme dados do Sistema Hórus do Ministério da Saúde (MS), 1.303 pacientes estão atualmente aderidos ao tratamento das hepatites virais.

Continuar lendo

Destaque 6

Ex-presidente do PDT Acre, Hedilberto morre aos 68 anos

Publicado

em

O advogado e ex-presidente do Partido Democrático Trabalhista do Acre (PDT-AC), Hedilberto Saraiva, 68 anos, faleceu na noite desta segunda-feira, 30, em Rio Branco. Saraiva está sendo velado na Loja Maçônica Manoel Marinho Monte, na rua Hechen Farhat, Vila Ivonete.

Hedilberto era funcionário aposentado da Universidade Federal do Acre (UFAC).

Segundo informações, os problemas de saúde do advogado se agravaram depois de um acidente em que causou uma fratura de fêmur. Mesmo após cirurgia, Hedilberto teve complicações e além do quadro preexistente de insuficiência renal, descobriu um câncer no fígado.

O Hedilberto Saraiva, que tratava a doença, passou mal e foi levado ao hospital, onde foi a óbito.

O PDT do Acre fechou a sede do partido durante esta terça-feira, 01, em respeito e luto pelo falecimento de Saraiva. Nas redes, a Executiva emitiu uma nota de pesar lamentando o óbito do ex-presidente do PDT Acre.

Continuar lendo

Destaque 6

Testagem contra Covid-19 cresce no Acre, mas é 2ª menor do país

Publicado

em

A última edição da pesquisa PNAD Covid-19 do IBGE foi divulgada nesta terça-feira (1) e mostra que até agora apenas 7,9% de testes contra o novo coronavírus foram realizados no Acre em outubro.

Esse número é maior que o de setembro, quando 6,9% dos acreanos tinham feito algum tipo de exame para detectar a Covid-19 –mas segue entre os menores do País.

O crescimento de apenas 1% entre setembro e outubro mostra que ainda há milhares a serem testados ainda no Acre.

Os números do IBGE são parecidos com os da Secretaria de Saúde: até o momento são 100.154 notificações de contaminação pela doença, sendo que 63.491, casos foram descartados.

No país, considerando o tipo do teste, das pessoas que fizeram algum teste, 10,7 milhões de pessoas fizeram o Swab e 26,7% testou positivo; 11,4 milhões fizeram o teste rápido com coleta de sangue através do furo no dedo e 17,3% testou positivo; enquanto 7,4 milhões fizeram o teste de coleta de sangue através da veia no braço, sendo 25,2% com Covid confirmada.

O maior percentual de testes realizados foi do Distrito Federal (23,9%), com Piauí (19,1%) e Goiás (18,9%) a seguir. Os menores foram em Pernambuco (7,9%), Acre e Minas Gerais (9,3%).

Continuar lendo

Destaque 6

Unimed não cumpre decisão judicial e Tony Feghali é transferido para SP com ajuda de familiares

Publicado

em

A família do empresário Tony Feghali informou ao ac24horas, por meio de seus advogados, na manhã desta terça-feira, 1, que a Unimed Rio Branco não cumpriu a medida liminar proferida pelo juiz Marcelo de Carvalho, da 4ª Vara Cível da capital, que determinou que a operadora do Plano de Saúde garantisse uma UTI Aérea para que “Baba” fosse transferido do Acre para o Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo. Aos 65 anos, Feghali foi diagnosticado com Covid-19 e estava com 60% dos pulmões comprometidos.

Os advogados do empresário afirmaram que em razão da burocracia e indisposição administrativa imposta pela Unimed local, para cumprimento da liminar, a família Feghali se viu obrigada a desistir de utilizar-se da decisão da decisão da justiça.

“Inicialmente, vale ressaltar que a família ficou entristecida pela forma na qual a Unimed atendeu o caso, negando o pedido, mesmo tendo relatório médico afirmando a necessidade de transferência imediata e urgente para São Paulo, com a simples justificativa de que os hospitais locais poderiam atender a urgência. Diante da negativa administrativa, a família teve de ajuizar ação de obrigação de fazer combinada com danos morais em desfavor da Unimed, onde foi pedido liminar para providenciar imediatamente o transporte do Tony Feghali para São Paulo”, explica o advogado Lucas Carvalho.

Carvalho revela que a justiça concedeu em menos de 4 horas a decisão liminar determinando sobre pena de multa diária o transporte. “Ocorre que a Unimed local, buscando tumultuar o cumprimento da decisão liminar, ameaçou a família informando que caso tivesse que cumprir a liminar, provavelmente, perderiam a vaga disponibilizada no Hospital de São Paulo, devido à suposta necessidade de iniciar novo procedimento administrativo”, frisou o advogado ressaltando que a família se desesperou e resolveu buscar outros meios para o transporte aéreo devido à resistência da Unimed e o tempo tão precioso para salvar a vida do Patriarca. Uma vaquinha online para arrecadar fundos está sendo feita para arrecadar fundos para custear o tratamento do empresário que está em São Paulo desde a semana passada.

“Portanto, apesar de concedida, a liminar não pode ser viabilizada e cumprida, em razão das imposições e dificuldades administrativas e ações psicológicas praticadas pela Unimed local, em face do caso do Sr. Feghali. Todas as Medidas cabíveis serão judicialmente tomadas, após a recuperação do “baba”, que em nome de Deus vem respondendo bem ao tratamento no hospital de São Paulo”, informou o advogado.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas