Conecte-se agora

PL propõe acesso gratuito à internet para alunos e professores no Acre

Publicado

em

Com a globalização dos meios de comunicação, em especial a internet, o acesso a esta ferramenta pelos acreanos é de suma importância para o desenvolvimento intelectual e o direito à informação. Destarte ainda que no momento em que o mundo passa por uma pandemia, a internet tornou-se indispensável na vida dos seres humanos. Principalmente da classe estudantil acreana, que está sem aulas presenciais, contudo, os alunos de maior poder aquisitivo continua estudando por meio de vídeos aulas, na modalidade EAD. Já os de menor poder aquisitivo, na grande maioria da rede pública de ensino, não dispõe desta ferramenta tão essencial.

Por isso, o deputado estadual Jenilson Leite ( PSB), vice-presidente da ALEAC, apresentou, nesta terça-feira (30), o Projeto de Lei que garante o acesso gratuito à internet banda larga aos professores e alunos da rede pública do Estado do Acre.

Caso o PL seja aprovado e sancionado, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação, garantirá o livre acesso à internet para os professores objetivando a melhoria na qualidade das aulas virtuais – em ambiente tecnológico – em decorrência do estado de calamidade pública decretada pela pandemia do novo coronavírus.

Jenilson destacou, que por razões de saúde pública as atividades não essenciais foram temporariamente suspensas. Todavia, a Educação é uma atividade essencial e para que ela continuasse em funcionamento, o poder executivo determinou em decreto, após a aprovação do estado de calamidade pública que as aulas se dariam em ambiente virtual. ” Mas é necessário estrutura para que tenhamos êxito na tal medida”, justifica.

Para o deputado, os alunos e professores de escola pública, principalmente a classe discente, na grande maioria possuem limitação financeira e de acesso à internet, isso, dificulta o sucesso e a participação nas aulas conforme determinou a secretaria de educação. ” O acesso na rede pública, dos estudantes e professores à internet muitas vezes é inexistente ou precário, aprofundando as desigualdades no aprendizado.” Por isso, acreditamos que independentemente da pandemia, a internet é uma ferramenta importante no aprendizado e deve ser garantida pelo órgão responsável pela educação no estado”, enfatiza.

Anúncios


Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas