Conecte-se agora

Abuso econômico contra idosos cresce 66,1% no Acre

Publicado

em

Segue crescente a violência contra a pessoa idosa no Acre entre 2018 e 2019. Junto com a negligência, o abuso econômico e financeiro ou patrimonial tem sido uma das formas mais comuns de violência contra os idosos no Acre, segundo o balanço do Disque 100, do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, divulgado nesta última semana de junho.

O abuso econômico cresceu 66,1% entre 2018 e 2019. O cálculo é feito sobre os últimos dados disponibilizados pelo MMFDH. Já a negligência aumentou 20,5%, apesar das ocorrências individuais terem sido o dobro ou o triplo do abuso econômico.

Implementados pelo MMFDH, o Disque 100 o APP Direitos Humanos no Brasil e o portal da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos são gratuitos e funcionam 24 horas por dia, inclusive em feriados e nos finais de semana.

Os canais funcionam como “pronto-socorro” dos direitos humanos, pois atendem também graves situações de violações que acabaram de ocorrer ou que ainda estão em curso. Por meio deles, a vítima ou qualquer testemunha pode acionar os órgãos competentes para que os autores sejam pegos em flagrante.

No ranking por unidades da federação – implementado recentemente pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos – o estado de São Paulo ocupa o topo, com 11.752 denúncias. Em segundo lugar, está Minas Gerais, com 7.367 registros. Em seguida, vem o Rio de Janeiro, com 6.071 ocorrências e o Rio Grande do Sul, com 2.599.

O levantamento realizado pelo ministério também informa que ocorreram 93,3 mil tipos de violações contra idosos ao longo de todo o ano passado. Os relatos envolvem negligência (38.542), abuso financeiro e econômico (18.573), discriminação (122), trabalho escravo (17), tortura e outros tratamentos ou penas cruéis (4), tráfico de pessoas (1), outras violações (296).

Casos de violência psicológica (22.409), física (11.248), institucional (1.882) e sexual (212) completam os índices. O órgão ressalta que cada denúncia pode ter mais de um tipo de violação.

Sem dados por Estado, o MDH denúncias de casos de violência contra a pessoa idosa mais do que quintuplicaram de março até maio, período de avanço da pandemia da Covid-19 no Brasil.

Anúncios

Cotidiano

Motociclista fica em estado grave ao ser atingido por três tiros no bairro Ayrton Senna

Publicado

em

Romero Alencar Oliveira, de 34 anos, foi ferido a tiros em via pública na noite desta sexta-feira, 30, enquanto trafegava com sua motocicleta. O crime aconteceu na travessa São Jorge, no bairro Ayrton Senna na região da Baixada da Sobral em Rio Branco.

De acordo com a polícia, Romero estava trafegando em sua motocicleta na travessa com destino a sua casa quando dois homens não identificados, que estavam em uma área mata, efetuaram vários tiros na direção da vítima.

Alencar foi atingido com três tiros na região dos braços e costas. Mesmo ferido, abandonou a moto e saiu correndo e pediu ajuda em uma residência. Após a ação, os criminosos fugiram tomando rumo ignorado.

A ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada, prestou os primeiros atendimentos e conduziu o ferido ao Pronto-Socorro de Rio Branco. Segundo o médico do SAMU, o estado de saúde de Romero é grave.

Policiais Militares estiveram no local, fizeram patrulhamento na região em busca de prender os autores do crime, mas ninguém foi encontrado. O caso segue sob investigação dos Agentes de Polícia Civil da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Continuar lendo

Cotidiano

Na chegada para sabatina, Jarbas promete propostas condizentes com orçamento

Publicado

em

O candidato do Avante à Prefeitura de Rio Branco, Jarbas Soster, chegou aos estúdios do ac24horas na noite desta sexta-feira, 30, para sabatina que começa às 19h30, e é transmitida nas plataformas do Youtube, Facebook e Instagram.

Na chegada, Soster afirmou que a sabatina será uma experiência boa que servirá para os candidatos apresentarem e discutirem as propostas do plano de governo para Rio Branco.

Ele afirmou que irá apresentar as propostas exequíveis para a população de Rio Branco e afirmou que os adversários apresentam propostas que não condizem com a capacidade financeira de Rio Branco.

“A gente quer organizar o que está disponível e chamar a iniciativa privada para ajudar. Temos muitas oligarquias no Acre e essas pessoas têm responsabilidade na situação em que Rio Branco se encontra. Somos um partido novo e pequeno, mas com ideias e propostas muito grandes”, destacou.

A sabatina irá focar nas propostas e planos de governo de Soster. Haverá também perguntas de tema livre, embasadas em materiais publicados nos últimos dias pelo jornal ac24horas. Ataques pessoais e/ou à honra dos adversários serão analisados pelo setor jurídico do ac24horas e facultado um possível pedido de direito de resposta.

Os jornalistas Luís Carlos Moreira Jorge (Blog do Crica), Astério Moreira (Coluna do Astério) e Leônidas Badaró serão os entrevistadores. A sabatina será mediada pelo editor-chefe do ac24horas, Marcos Venicios.

Continuar lendo

Cotidiano

Mulher que levava 5 kg de cocaína de Rio Branco para São Paulo é presa pela PRF

Publicado

em

A Polícia Rodoviária Federal prendeu nesta sexta-feira uma viajante por tráfico de drogas em Rio Branco. A jovem, que está grávida, viajava sozinha em um ônibus.

Por volta das 20h30min, uma equipe da PRF determinou parada a um motorista de ônibus. Dentre os passageiros, estava uma mulher que ficou bastante nervosa com a presença da PRF.

Em entrevista, ela apresentou várias versões contraditórias sobre a sua viagem. As reações da passageira fundamentaram a realização de um busca minuciosa nas bagagens e pertences, dos quais constavam um fogão e um ventilador. Dentro do fogão, foram encontrados cerca de 5 quilos de cocaína que reagiu positivamente no teste preliminar.

Diante da situação de flagrante, a passageira confessou que receberia a quantia de R$ 3,5 mil para levar o eletrodoméstico com droga até a capital paulista. Ela recebeu voz de prisão e foi conduzida juntamente com os pertences e o entorpecente para a Delegacia de Flagrantes, na capital acreana.

Continuar lendo

Cotidiano

Andressa Urach conta que nem na prostituição se sentiu tão mal como na igreja

Publicado

em

Por

A apresentadora Andressa Urach resolveu contar em suas redes sociais um pouco sobre o período em que estava na igreja e como foi desgastante, apesar de afirmar saber que Jesus não tinha nada a ver com isso e que “a obra de Deus é feita por pessoas falhas”. Ela ainda afirmou que não costuma esconder esse tipo de situação.

“Nos últimos meses passei por uma decepção tão grande, que literalmente rasgou meu coração, não consegui nem estudar, vou ter que trancar a faculdade de jornalismo, pois não tenho cabeça para pensar sobre isso”.

A apresentadora dedicou os últimos seis anos da vida à igreja e conta que foi excluída de grupos, o que a fez se sentir como se tivesse “demônios” por deixar de fazer parte da instituição. “Acabei me sentindo como um objeto descartável, nunca me senti assim nem no tempo da prostituição”.

Atualmente, Andressa tem contrato com a Record do Rio Grande do Sul até março de 2021 e conta que depende financeiramente do salário: “Dependo financeiramente do meu salário e o mesmo vai até março do próximo ano. (Se eles não me demitirem até lá), como já fizeram da outra vez que estava em São Paulo quando desobedeci a orientação que recebi e casei com o pai do meu filho”.

Mas mesmo com todos os conflitos, ela afirma amar a igreja, mas que não consegue mais frequentar o ambiente que a estava afetando. Andressa também afirmou que precisa aprender a controlar a impulsividade e a raiva.

“Isso está me fazendo mal. Não quero e não vou voltar a ser quem eu era. Estou voltando aos meus tratamentos psiquiátricos, pois sou uma boderline controlada. Enquanto estava na igreja estava tudo sobre controle, mas agora que não estou mais indo na igreja, voltei a tomar uns remédios para me acalmar e controlar minhas crises de ansiedade que voltaram essa segunda-feira”.

Ela comentou ainda que tentou conversar com a igreja para eles devolverem as doações feitas nos últimos anos, mas infelizmente não obteve retorno ainda e não queria entrar na justiça.

Não estou bem, estava vulnerável na época e não pensei no futuro do meu filho e muito menos no meu, estava em uma fase muito frágil e ainda estou, então vou voltar aos meus tratamentos”, concluiu a apresentadora.

Fonte: Correio Braziliense 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas