Conecte-se agora

MPAC inicia atendimento psicológico remoto à comunidade LGBTQI+ no Acre

Publicado

em

IMAGEM ILUSTRATIVA

O Centro de Atendimento à Vítima (CAV), passa a oferecer a partir do dia 28 de junho, atendimento psicológico remoto para a população LGBTQI+ durante a pandemia do coronavírus. O CAV é uma unidade do Ministério Público do Acre.

“Tem chegado muitos casos ao MP, de pessoas que estão sofrendo discriminação, preconceito e até violência em casa durante o isolamento social. Esse trabalho voluntário tem a intenção de contribuir e melhorar o atendimento a esse público, que muitas vezes está tendo que negar a natureza de sua existência para ser aceito no seio familiar, e conviver com a violência psicológica e moral de famílias que são intolerantes e preconceituosas”, disse a procuradora Patrícia Rego, coordenadora do CAV.

Estudo da Universidade Federal de Minas Gerais e Unicamp revela que a pandemia agrava a solidão e o desemprego entre LGBTs. Mostra ainda que os assassinatos de pessoas trans aumentaram 48% em 2020.

(Ascom/MPAC)

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas