Conecte-se agora

Marilete abre sindicância para apurar desvio do Bolsa Família

Publicado

em

Após uma Auditoria da Controladoria Geral da União (CGU) que identificou irregularidades no cadastro de famílias no Programa Bolsa Família do governo federal, em Tarauacá, a prefeita Marilete Vitorino (PSD) abriu na manhã desta sexta-feira, 26, uma sindicância para apurar desvios na aplicação de recursos federais, supostamente, cometidos por servidores municipais.

A auditoria da CGU apontou que servidores da prefeitura com salários acima de R$ 5.300, ainda recebiam o benefício. Famílias com bens e propriedades acima do permitido por lei também fazem parte da lista negra.

A prefeita determinou que os membros da sindicância apurem a eventual responsabilidade administrativa, civil ou criminal e/ou falhas relativas à aplicação dos recursos federais, examinados pela Controladoria Geral da União (CGU), aplicados nos programas do governo federal.

A comissão terá o prazo máximo de 30 dias para conclusão da sindicância, prorrogável uma única vez.

A prefeita afirmou que caso exista indícios da prática de improbidade administrativa, ilícito penal, civil ou administrativo contra a administração pública, como medida cautelar e a fim de que o servidor não venha interferir na apuração da irregularidade, o afastamento do exercício do cargo, pelo prazo de até 60 dias.

As inconsistências teriam sido identificadas no Programa Bolsa Família (PBF).

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas