Conecte-se agora

Acre vai adotar plano para reduzir internações de idosos e pacientes crônicos de Covid-19 em UTIs

Publicado

em

No máximo em 10 dias, a secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) vai praticar um conjunto de ações com objetivo de reduzir o número de internações de idosos e de pacientes com problemas crônicos nas UTIs Covid-19 do estado. Trata-se do Plano de Monitoramento Intensivo da População Idosa e Portadores de Doenças Crônicas na Atenção Primária no Período da Covid-19.

Assim como nos demais estado do país, no Acre, as UTIs para o tratamento de pessoas infectadas pelo novo coronavírus são ocupadas, em sua maioria, por idosos e pessoas com problemas crônicos que podem ser tratados em casa, caso receba assistência adequada nos primeiros dias da infecção.

Objetivo principal é diminuir em até 50% a incidência de contaminação, de internações e de mortes de idosas e em condições crônicas de saúde. O plano contará com os municípios acreanos, que por meio de seus profissionais de saúde, vão fazer um acompanhamento diário desses grupos, tendo como meta desafogar os leitos de UTI que hoje são ocupados, em sua maioria, por esse público.

A iniciativa do Dape conta com o apoio das secretarias municipais de Saúde, tendo já aderido ao plano municípios de Acrelândia, Bujari, Manoel Urbano e Sena Madureira. “Basicamente, o foco será no acompanhamento diário dessas pessoas, desde os primeiros sintomas da doença. Além de outros profissionais, contaremos principalmente com os agentes comunitários de saúde e com os de combate de endemias, profissionais que estão bem perto da comunidade”, explica Luiz Marinho, chefe do Dape.

Para isso, medidas preventivas para que o idoso e a pessoa com problemas crônicas serão enfatizadas. Mesmo assim, em caso de contaminação, os agentes de saúde serão treinados para uma espécie de manejo clínico, evitando que o estado de saúde do paciente se agrave e ele tenha que precisar de internação. Além das visitas domiciliares, o plano contará também com um sistema de call-center, em parceria com as secretarias de saúde. O plano de monitoramento a pacientes crônicos e idosos foi projetado para ser trabalhado com o que há de mais importante e eficiente, que são os profissionais da ponta do sistema, de uma forma planejada, organizada e padronizada.

Fonte: Agência de Notícias do Acre

Anúncios


Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas