Conecte-se agora

Prefeito de Xapuri desaconselha, mas diz que igrejas não estão proibidas de realizar cultos

Publicado

em

A informação divulgada por setores da imprensa nesta terça-feira, 23, dando conta de que a prefeitura de Xapuri havia autorizado a realização de cultos religiosos no município, fez recair uma onda de críticas contra a decisão de permitir, apesar da pandemia, reuniões com 30% da capacidade das igrejas ou de sociedades e associações sem fins lucrativos abertos ao público.

De acordo com o prefeito da cidade, Ubiracy Vasconcelos, que foi à página da prefeitura no Facebook fazer um esclarecimento sobre a polêmica, o que houve foi um mal entendimento da informação. Segundo ele explicou em um vídeo divulgado na noite do mesmo dia, as igrejas não estão proibidas de realizar cultos desde o começo de junho, quando foi editado o decreto municipal nº 649.

“No decreto, a prefeitura desaconselha a realização dos cultos religiosos e das reuniões que causem aglomeração de pessoas, mas não as proíbe, uma vez que o presidente Jair Bolsonaro decretou que elas são atividades essenciais; mas, em caso de realização, é obrigatório que sejam observadas as orientações que constam no decreto”, explicou o prefeito.

Entre as exigências, estão: o respeito ao limite de até 30% da capacidade máxima de lotação das igrejas ou espaço onde o culto ou reunião for realizado; que o ambiente seja arejado, sem o uso de ar-condicionado; o uso de máscara; o distanciamento mínimo de 2 metros entre as pessoas, e a disponibilização de álcool em gel ou lavatórios, preferencialmente nas portas de entrada.

Apesar de haver a liberdade para a realização dos cultos religiosos dentro das condições estabelecidas, nenhuma das igrejas estabelecidas no município fez manifestação pública, até onde a reportagem apurou, de que as atividades serão retomadas. A paróquia de São Sebastião, por exemplo, afirmou que não celebrará missas até que haja garantia de segurança à saúde dos fiéis.

Casos aumentando

Nesta terça-feira, 23, o município de Xapuri acrescentou mais 18 novos casos positivos de covid-19 e mais uma morte causada pelo novo coronavírus à sua estatística. Agora são 222 casos confirmados, com mais 30 exames em análise. As equipes de saúde monitoram 405 pessoas e há o registro de uma internação hospitalar. O número de altas médicas atingiu 112 pessoas e ocorreram 3 mortes por complicações da doença.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas