Conecte-se agora

Duarte diz que novo decreto arrasta isolamento para “eternidade”

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE

O deputado Roberto Duarte (MDB) disse nesta terça-feira (23) que leu o decreto do governador Gladson Cameli em relação a pandemia da Covid-19 e observou que as ações deveriam ter ocorrido há mais tempo, mas alguns avanços foram observados ao longo do período.

“Pude observar que infelizmente o Estado do Acre e os municípios deverão passar por muito mais tempo com a questão do isolamento social”, avaliou, lembrando que a primeira atitude é realmente salvar vidas.

No entanto, para se salvar pessoas é preciso fazer testagem e se confirmando a positividade entrar imediatamente com a medicação. “Infelizmente não é isso que é visto”, disse, lamentando as palavras do governador em relação a possível falta de materiais.

“O governador não pode terceirizar a culpa que será dele”, afirmou o parlamentar do MDB. O decreto, pelo que ele leu, faz com o isolamento social se arraste ´ad eternum´.

O deputado Vagner Felipe contestou, em aparte, notícias de que não há isolamento no Acre. “Estamos em um momento difícil e não podem deixar de entender que precisamos de novas políticas porque há pessoas que não podem trabalhar e estão desesperadas”, disse.

Duarte agradeceu o aparte e pediu que este fosse incorporado ao seu discurso. O deputado do MDB diz que as pessoas não estão mais suportando viver em isolamento e verem familiares perderem o emprego. “Isso está chegando em um grau de dificuldade que é hora da Aleac se posicionar pela reabertura gradual e segura do comércio. Não adianta jogar a responsabilidade para as prefeituras”, declarou Duarte pedindo pacto para salvar a economia do Acre.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas