Conecte-se agora

Veículos pesados destroem rua que dá acesso à balsa em Xapuri e moradores cobram a prefeitura

Publicado

em

A denúncia é feita pelo policial militar aposentado Ciro Nicácio, morador do trecho da rua Dr. Batista de Moraes que dá acesso à rampa para a balsa do governo do estado que faz a travessia de veículos e pedestres entre os dois lados da cidade.

“Gostaria de chamar atenção da prefeitura ou a quem de direito para essas carretas que estão desembarcando essas máquinas pesadas aqui no porto da balsa, danificando o pouco asfalto que foi colocado”, reclama o morador por meio de sua conta no Facebook.

Yara Araújo, outra moradora da rua, também protesta contra as condições da via pública que já tem, naturalmente, um tráfego intenso de veículos por conta da travessia entre a região central da cidade e o bairro Sibéria, localizado no lado oposto do Rio Acre.

“Só quem mora nessa rua sabe o que passamos. É uma trafegabilidade intensa de carros, a rua não tem sinalização nenhuma, não tem asfalto decente, o verão está chegando e junto vem poeira e os problemas respiratórios”, disse.

Os moradores também afirmam que, além de dificultar a trafegabilidade e danificar as ruas, os caminhões não respeitam as calçadas e entradas de garagens, oferecendo dificuldades para quem sai e quem chega em casa de carro.

Procurado pela reportagem, o secretário municipal de Infraestrutura, Josué Ferreira, afirmou que a prefeitura está de mãos atadas com relação ao problema, uma vez que o município não possui amparo legal para impedir esse tipo de situação.

Em 2019, a prefeitura de Xapuri encaminhou à câmara de vereadores um projeto de lei que proibiria, caso aprovado, a circulação dentro da cidade de veículos com peso superior a 16 toneladas, mas a matéria foi reprovada.

“A saída seria a aprovação dessa lei, que proibiria o tráfego de veículos com peso superior a 16 toneladas dentro do perímetro urbano do município. Com a reprovação na câmara, a prefeitura não tem o amparo legal para coibir essa prática”, afirmou o secretário.

O projeto de lei encaminhado à câmara pela prefeitura tem a ver com outro, aprovado em 2015, que nunca foi levado a efeito. A lei, em vigor apenas no papel, determinou que os depósitos de material de construção localizados dentro dos limites urbanos fossem removidos para áreas situadas fora da cidade.

Questionado por não impor o cumprimento da lei municipal, o prefeito Ubiracy Vasconcelos respondeu que a nova regra discriminava os empresários do ramo do material de construção, afirmando que eles não são os únicos responsáveis pelo tráfego de veículos pesados na cidade.

O prefeito citou que o problema é causado também pelo transporte de máquinas pesadas, de madeira em toras e caminhões boiadeiros. Segundo ele, a proibição do tráfego de veículos com peso superior a 16 toneladas, proposta no segundo projeto de lei, abrangeria a todos, sem distinção.

A prefeitura diz também que encomendou à Fundação de Tecnologia do Acre (Funtac) um estudo sobre as condições do solo e a capacidade de resistência das ruas da cidade ao peso dos veículos que trafegam pelas vias urbanas. Os laudos apontam que 16 toneladas é o peso máximo que poderia ser tolerado.

O impasse gerado pelos diferentes entendimentos a respeito da matéria, entre os poderes executivo e legislativo de Xapuri, já dura mais de 5 anos e proporciona que os serviços de pavimentação e recuperação de ruas realizados nos últimos anos tenham pouca durabilidade, como é o caso da rua Dr. Batista de Moraes.

Anúncios

Cidades

Após decisão favorável, Rogério Pontes diz que é “candidatíssimo” à reeleição

Publicado

em

O presidente da Câmara de Brasiléia, vereador Rogério Pontes, do PROS, pôde retomar a sua campanha à reeleição, nesta segunda-feira, 19, sem a sombra da inelegibilidade a lhe rondar. É que o juiz da 6ª Zona Eleitoral do Acre, Gustavo Sirena, julgou improcedente o pedido de impugnação da candidatura de Pontes feito pelo Ministério Público Eleitoral (MPE).

Rogério Pontes possui condenações e teve multas aplicadas por descumprimento de determinação do Tribunal de Contas do Estado do Acre (TCE) quanto a regularidade de prestação de contas da Câmara durante sua gestão (Resolução TCE nº 101/2016). Outra irregularidade foi a não implantação de um Portal da Transparência da Câmara de Vereadores durante a sua gestão.

O magistrado, no entanto, não reconheceu os argumentos e provas apresentados pelo MPE como suficientes para considerar a inelegibilidade do parlamentar e assinalou que as irregularidades não eram insanáveis. O pedido de impugnação apresentado pelo Órgão Ministerial foi embasado nos Acórdãos nº 1.600/2017 e nº 11.013/2018, ambos do TCE-AC.

Em ambos os casos, o juiz Gustavo Sirena afirmou na sentença proferida neste domingo, 18, que não viu caracterizados os requisitos indispensáveis para configuração da inelegibilidade de Rogério Pontes, que além de ter julgada improcedente a impugnação apresentada pelo MPE, obteve o deferimento do registro da sua candidatura à reeleição.

Ao ac24horas, Rogério Pontes disse que é vítima de perseguição por parte dos adversários que “fazem um tremor de terra” com tudo o que lhe acontece. Afirmou também estar feliz pelo fato de a Justiça ter entendido que a sua situação não era insanável e garantiu que o dia 15 de novembro próximo vai lhe dar a segunda vitória nas urnas.

“Eu tenho Deus no meu coração e muito amor pelo povo de Brasiléia. Tenho sofrido muitas perseguições, mas tenho certeza de que as eleições me trarão outra vitória a as pessoas que torcem contra mim terão que encontrar outro meio de me prejudicar porque esse não deu certo. Estou candidatíssimo à reeleição em Brasiléia”, desabafou o vereador.

Continuar lendo

Cidades

PSOL tem maior parte das candidaturas a vereador indeferidas em Xapuri

Publicado

em

Seis dos sete candidatos do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) que apresentaram pedido de registro de candidaturas ao cargo de vereador em Xapuri tiveram seus processos indeferidos pelo juiz da 2ª Zona Eleitoral, Luís Gustavo Alcalde Pinto.

A razão dos indeferimentos foi a não anexação de documentos exigidos como requisito para o registro das candidaturas. De acordo o chefe do cartório eleitoral local, Japhnis de Paiva, todos os candidatos e partidos foram devidamente informados dos prazos.

“Antes de a intimação ser publicada no mural eletrônico, a partir de quando os prazos passam a valer oficialmente, nós telefonamos para todos para que já fossem agilizando a documentação, mas alguns não se atentaram e agora não podemos fazer mais nada”, explicou.

Tiveram os pedidos de registro negados pelo Juízo Eleitoral de Xapuri os candidatos Pedro Teles de Carvalho, Claudynei Batista de Souza, Erasmo Pereira Verus, Maria Franciane Mendes, Marina Sampaio de Carvalho e Sebastião da Silva.

Os candidatos que não se conformarem com a decisão poderão ainda apresentar recurso aos indeferimentos, havendo, inclusive, a possibilidade do chamado “juízo de retratação”, que ocorre quando o juiz pode rever a sua decisão, seja por razões de mérito ou de legalidade.

“Caso não haja a retratação, o processo é enviado ao Tribunal Regional Eleitoral que julgará o recurso podendo manter ou reformar a sentença do juiz eleitoral”, explicou Luís Gustavo Alcalde Pinto, titular da 2ª Zona, que compreende o eleitorado de Xapuri e Capixaba.

No total, 13 candidatos tiveram seus pedidos de registro até o momento na 2ª Zona Eleitoral, todos postulantes ao cargo de vereador. Para prefeito, sete dos oito que pedirem registro nos dois municípios já tiveram os pedidos deferidos e apenas um ainda aguarda julgamento.

Continuar lendo

Cidades

Prefeitura revitaliza Centro Cultural em seringal do Rio Iaco em Sena Madureira

Publicado

em

O Centro Cultural localizado no Seringal Recife, situado nas margens do alto Rio Iaco, em Sena Madureira, foi totalmente reformado pela prefeitura. A partir de agora, já será reativado e apto para que os moradores da referida comunidade possam usufruir de uma estrutura mais adequada e segura.

A reforma foi um pedido dos próprios moradores da localidade. A gestão municipal assumiu o compromisso em reformar. O salão, que normalmente é usado para reuniões e eventos que acontecem na comunidade, se tornou um local amplo, apropriado e digno aos usuários.

O local estava desativado devido às condições precárias que se encontrava, o que deixava a comunidade sem um espaço apropriado para realização de seus eventos e festividades. Assim que o prefeito tomou conhecimento do caso, atendeu a reivindicação dos moradores.

Agora, aqueles que residem no local podem, novamente, utilizar as dependências do Centro para atividades culturais e demais necessidades.

Continuar lendo

Cidades

Servidores do Detran repudiam exoneração do Diretor de Operações indicado por Rocha

Publicado

em

A saída do Diretor de Operação do Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran/AC), José Tanaca, exonerado na edição da última sexta-feira, 16, do Diário Oficial ainda repercute. Nesta segunda-feira, 19, o Sindicato dos Servidores do Detran do Acre (Sindetran-AC) publicou uma nota onde repudia a demissão.

Tanaca é funcionário de carreira, agente de trânsito, e de acordo com o sindicato, foi exonerado nem qualquer justificativa técnica ou administrativa. O governo do Estado foi procurado, mas ainda não se manifestou sobre os motivos da demissão de José Tanaca.

Os colegas de trabalho destacam que Tanaca não mediu esforços para melhorar a qualidade de vida dos funcionários e foi o primeiro servidor efetivo a ocupar o cargo de Diretor no Detran. “No caso da troca deveria manter o cargo com servidor da Autarquia, pois os mesmos têm conhecimentos dos problemas”.

Leia a nota:

NOTA DE REPÚDIO

O Sindicato dos Servidores do Detran SINDETRAN- AC, vêm a público repudiar a Exoneração do Diretor de Operações JOSÉ TANACA DA SILVA FERREIRA, sem qualquer justificativa técnica e administrativa e ao mesmo em que se solidariza ao Servidor e manifesta sua gratidão e profundo respeito ao Senhor José Tanaca, por todos os serviços prestados.

Enquanto Diretor de Operações o agente de trânsito José Tanaca não mediu esforços para melhorar a qualidade de vida dos funcionários, dedicou-se no máximo para trazer melhorias para o órgão. José Tanaca, foi o primeiro servidor efetivo a ocupar o cargo de Diretor do DETRAN/AC, no qual exerceu nesse pequeno período um trabalho excepcional, mostrando que os servidores efetivos tem competência para assumir um cargo de grande importância, e que no caso da troca deveria manter o cargo com servidor da Autarquia pois os mesmos tem conhecimentos dos problemas. O servidor demonstrou durante sua gestão na Diretoria de Operações priorizar o bom atendimento aos usuários, lutou por melhorias para os servidores efetivos. O SINDETRAN gostaria de expressar nossos sinceros agradecimentos ao Vice-Governador Major Rocha pela oportunidade de colocar na Direção um servidor de carreira e reconhecer a importância da valorização dos servidores públicos em cargos de diretoria.

Importante mencionar que em nenhum momento enquanto exercia o cargo de Diretor de Operações demonstrou em seus atos em quanto gestor que estava contra o governo, mas sim contra a má gestão administrativa que impera no órgão, as dificuldades de avanço para a construção de um Detran melhor pra os servidores como nossa diretoria Sindical já vem buscando denunciar e expor para a nossa sociedade a situação precária em que se encontra o Detran. Reconhecemos que durante sua gestão como diretor de operações cada decisão foi realizada com responsabilidade e dedicação para ajudar a construir um novo Detran, e agradecemos por sempre lutar e buscar a valorização dos servidores, por demonstrar uma gestão paute no conhecimento técnico que valorize os servidores de carreira tem como resultado bons resultado para o Departamento e para a nossa população.

Sua passagem pela Diretoria de operações orgulha os servidores

Atenciosamente.
Rio Branco, Acre 19/10/2020
Isacc de Moura Oliveira

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas