Conecte-se agora

Funcionário público com Covid-19 afirma que iria morrer se continuasse tratamento no Acre

Publicado

em

O desabafo é do servidor público, Alex Brilhante, de 39 anos. Infectado pelo novo coronavírus, ele conta que começou o tratamento na UNIMED e depois foi transferido para o Hospital Santa Juliana, onde estava piorando diariamente.

Em seu longo relato, após não conseguir vaga em uma UTI, amigos e familiares conseguiram uma UTI no ar e Alex foi transferido para o Hospital Alemão Osvaldo Cruz.

O servidor do Tribunal de Contas do Estado (TCE) conta que no hospital paulista foi reavaliado e teve o tratamento modificado. Diz que em 4 dias apresentou uma grande melhora. Afirma ainda no texto, que apesar de não ser médico acredita que se os amigos e familiares não tivessem o tirado do Acre estaria morto.

“Faço este apelo as autoridades para que o protocolo de tratamento da covid-19 no Acre possa ser reavaliado e aperfeiçoado, que os hospitais e profissionais do nosso Estado possam trocar experiência com unidades de saúde de sucesso no tratamento da doença, como por exemplo o próprio Hospital Alemão Oswaldo Cruz, cuja taxa de mortalidade é baixíssima, para que seja oferecido o melhor tratamento possível aos cidadãos acreanos”, diz.

Leia o relato na íntegra: 

Faço este apelo as autoridades do Acre.

Me chamo Alex Brilhante, tenho 37 anos, não bebo, nem fumo, prático atividades físicas e não tenho comorbidades de saúde.

Recentemente fui acometido pela covid-19, a princípio sintomas leves, tomei toda medicação recomendada pelos médicos, mas o caso foi se agravando, depois de pelo menos duas semanas de sintomas (entre leves, moderados e fortes) fui internando a princípio na Unimed e depois transferido para o Hospital Santa Juliana, onde piorei diariamente durante todos os dias de internação.

Tive crises respiratórias fortíssimas, muita tosse, respirar era o grande desafio da minha vida, alguns medicamentos disparavam meus batimentos a 150, 160 bpm, a pressão subia eu não podia me mexer, pois cada mexida desencadeava uma crise grave de tosse, muito enjôo, dores, o pesadelo foi terrível, não havia consenso entre os médicos (responsável e plantonista) sobre o meu tratamento, um médico e dizia que podia tirar a medicação, outro médico que não poderia, o desespero foi enorme, só quem passa sabe o pesadelo que é.

Na minha última noite no santa Juliana foi que solicitaram uma vaga de UTI, infelizmente não havia disponível.

Em total desespero amigos e família me ajudaram com uma UTI no ar, fui transferido para uma UTI em SP, no Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Neste hospital a equipe me reavaliou e modificou o meu tratamento, após 4 dias na UTI a recuperação foi muito boa, hoje já estou em um quarto, respirando quase sem auxílio de oxigênio e me recuperando mais a cada dia, estou certo que em pouco tempo estarei bem novamente.

Não sou médico, não sou especialista, mas pela piora diária que apresentava em Rio Branco acredito que teria elevadas chances de chegar a óbito, creio mesmo que meus familiares e amigos me salvaram ao me tirar de Rio Branco.

Faço este apelo as autoridades para que o protocolo de tratamento da covid-19 no Acre possa ser reavaliado e aperfeiçoado, que os hospitais e profissionais do nosso Estado possam trocar experiência com unidades de saúde de sucesso no tratamento da doença, como por exemplo o próprio Hospital Alemão Oswaldo Cruz, cuja taxa de mortalidade é baixíssima, para que seja oferecido o melhor tratamento possível aos cidadãos acreanos.

Excelentíssimos, uma intervenção enérgica na saúde do Acre é necessária e com a MÁXIMA URGÊNCIA.

Precisamos identificar as falhas o quanto antes objetivando salvar o máximo de vidas possível.

Observo que a cada dia tem aumentado o número de pessoas sem comorbidades preexistente perecendo em razão da doença, já perdi amigos jovens e saudáveis como eu, os quais certamente tinham elevadas possibilidades de recuperação. Para que pessoas como eu não saiam se individando para sobreviver, saindo de forma desesperada do Acre em UTI aérea, é preciso neste momento amor e humildade por parte dos responsáveis, para buscar conhecer e reconhecer os erros e melhorar de forma mais rápida possível, pois é urgentíssimo, não se brinca com vidas.

Faço este apelo para que as autoridades possam olhar com amor para cada caso na saúde acreana, para que se possa salvar o máximo acreanos, nosso povo já é sofrido demais e merece o melhor. O acreano merece e precisa de um tratamento de qualidade, o acreano merece e precisa do melhor tratamento possível, o acreano merece e precisa urgentemente de melhorias.

Que Deus nos abençoe, que as autoridades se esforcem ainda mais pra que juntos possamos vencer este que é o maior desafio da vida de muitos.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas