Conecte-se agora

Pabllo Vittar critica governo Bolsonaro na pandemia: ‘faz vista grossa para mortes’

Publicado

em

Durante sua participação no programa Altas Horas, da TV Globo, ontem, Pabllo Vittar disparou contra o papel do governo no enfrentamento ao novo coronavírus. Na opinião da cantora, as autoridades têm feito vista grossa para as mais de 50 mil mortes que a pandemia já causou.

Em entrevista ao apresentador Serginho Groisman, a drag queen foi taxativa nas críticas ao governo. “A gente vê que o governo simplesmente faz vista grossa como se essas pessoas não existissem”, afirmou Pabllo.

“Fico muito triste quando acordo de manhã, logo o jornal e já tem notícias tão ruins e devastadoras que acontecem com o desgoverno do país, com as pessoas morrendo, pessoas inocentes, que precisam da nossa ajuda, da nossa solidariedade nesse momento”, declarou a maranhense.

A cantora, que tem passado a quarentena em sua residência na cidade de Uberlândia (MG), cobrou da classe artística uma postura mais ativa nesse momento. “Nós artistas temos o dever de usar as nossas redes sociais e nossa voz”, disse em sua participação no quadro Serginho em Casa.

“Já que temos essa plataforma tão grande, por que não mostrar a verdade que o governo tenta esconder?”, defendeu.

Aos 25 anos, Pabllo teve sua turnê internacional cancelada em virtude da pandemia, incluindo um show do Coachella — um dos maiores festivais de música do mundo. Ela contou que precisou abrir mãos dos planos quando estava voltando da Austrália, onde cantou no festival Mardi Gras.

Mudanças pós-quarentena

Pabllo Vittar contou que esse período de quarentena tem sido importante para que ela possa rever alguns aspectos de sua vida. “Quando tudo isso acabar, falei pra mim mesma que vou ser uma pessoa mais paciente e mais aberta a ouvir as críticas construtivas”, confessou.

“Nessa pandemia, tenho visto muito o amor dos meus amigos que eu não imaginava que seria tão forte assim. Nesses momentos temos sido um campo de apoio para nossas ansiedades, medos. Então, eu vou ser uma pessoa mais amável, mais do que já era.”

Anúncios

Cotidiano

Manoel Moraes diz duvidar que seu nome conste em documentos apreendidos pela PF

Publicado

em

Um dos alvos da Operação Dirty Safe, deflagrada nesta segunda-feira, 29, para apurar desvios de recursos em contratos e esquema de “rachadinha” na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), o deputado estadual Manoel Moraes (PSB) divulgou uma nota de esclarecimento sobre os fatos.

Na nota distribuída na tarde desta quinta-feira, a assessoria do deputado diz que nunca houve qualquer mandado de prisão ou ordem de afastamento do cargo em seu desfavor, continuando o parlamentar no desempenho de suas funções normalmente junto à Assembleia Legislativa.

Moraes também afirma que sua relação com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Nicolau Júnior, que foi afastado cautelarmente do cargo por 90 dias, é “estritamente profissional e institucional, não havendo entre eles qualquer tipo de negócios no âmbito pessoal e/ou empresarial”.

O deputado ainda enfatizou que sequer conhece os empresários e assessores citados nas investigações, e que por essa razão acredita estar sendo vítima de um mal-entendido, possuindo sérias dúvidas de que seu nome realmente conste em algum documento apreendido pela Polícia Federal.

Por fim, Manoel Moraes afirmou que está em seu terceiro mandato de deputado estadual e que sempre pautou seu trabalho pelos preceitos éticos e legais, possuindo conduta ilibada, ficha limpa e a consciência tranquila, já tendo se colocado à disposição das autoridades para os devidos esclarecimentos.

A íntegra da nota:

Nota de Esclarecimento

Em respeito aos familiares, amigos, apoiadores e a todo o povo do Acre, o Deputado Estadual Manoel Moraes esclarece os seguintes pontos sobre o que vem sendo noticiado em decorrência de Operação realizada pela Polícia Federal.

1. Nunca houve qualquer mandado de prisão ou ordem de afastamento do cargo em desfavor do Deputado Manoel Moraes. O parlamentar continua desempenhando suas funções normalmente junto à Assembleia Legislativa;

2. O Deputado Manoel Moraes está em seu terceiro mandato e sempre pautou seu trabalho pelos preceitos éticos e legais, possuindo conduta ilibada, a ficha limpa e a consciência tranquila;

3. A relação do Deputado Manoel Moraes com o Presidente da Assembleia Legislativa, Deputado Nicolau Júnior, é estritamente profissional e institucional, não havendo entre eles qualquer tipo de negócios no âmbito pessoal e/ou empresarial;

4. O Deputado Manoel Moraes sequer conhece os empresários e assessores citados nas investigações, por isso, acredita estar sendo vítima de um mal-entendido, possuindo sérias dúvidas de que seu nome realmente conste em algum documento apreendido;

5. Ciente de sua retidão e inocência, o Deputado Manoel Moraes já se colocou à disposição das autoridades para os devidos esclarecimentos.

Assessoria

Continuar lendo

Cotidiano

Em Xapuri, secretários municipais depõem sobre denúncias contra prefeito

Publicado

em

Nesta quinta-feira, 29, três secretários da prefeitura de Xapuri compareceram à Delegacia Geral de Polícia Civil do município após serem intimados para prestar esclarecimentos sobre denúncias recebidas pela Delegacia de Combate a Crimes de Corrupção e aos Crimes contra a Ordem Tributária e Financeira (Decor) contra o prefeito Ubiracy Vasconcelos (PT).

Nem o delegado Pedro Henrique Resende Teixeira Campos, responsável pelo caso, nem a defesa do prefeito confirmaram o teor das denúncias, mas as redes sociais repercutem há alguns dias que a investigação trata da suspeita de que existam funcionários fantasmas entre os cargos comissionados da atual gestão, sendo que em meio a eles estariam duas supostas amantes de Ubiracy.

De acordo com informações apuradas pelo ac24horas, os secretários intimados a prestar depoimento nesta quinta-feira foram os responsáveis pelos setores onde os supostos funcionários fantasmas são lotados: João Ribeiro de Freitas (Gabinete do Prefeito), Leide Aquino (Floresta, Agricultura e Pecuária), além de Juscelino Facundo (Meio Ambiente).

Além de depor, os secretários também entregaram documentos referentes à frequência dos servidores. Após ouvi-los, os policiais que estiveram em Xapuri foram às secretarias vestidos à paisana e em carros descaracterizados, onde coletaram outros documentos. Eles também estiveram no Gabinete do Prefeito, onde ouviram uma funcionária que responde interinamente pela chefia do setor.

Ao ac24horas, o prefeito Ubiracy Vasconcelos afirmou que ainda não foi intimado a prestar esclarecimentos à polícia sobre o assunto. De acordo com ele, assim que teve conhecimento da denúncia, pediu ao delegado Pedro Henrique Resende, por meio de seu advogado, que o caso fosse averiguado com urgência em razão do fato interferir no processo eleitoral.

“O maior interessado em que tudo se esclareço sou eu, por isso pedi que a delegacia onde a denúncia anônima foi feita averiguasse o caso o mais rapidamente possível e abrimos as portas da prefeitura nos colocando à inteira disposição para prestar todas as informações necessárias ao trabalho da polícia”, afirmou Bira Vasconcelos.

A reportagem tentou falar com o delegado Pedro Henrique Resende a respeito do trabalho realizado em Xapuri nesta data, mas não obteve resposta até a conclusão desta matéria. Na última segunda-feira, 26, Resende confirmou a existência da denúncia contra o prefeito, mas afirmou que não poderia prestar mais nenhum esclarecimento sobre o caso.

Continuar lendo

Cotidiano

Sindicarnes e empresários locais discutem inspeção sanitária com o Idaf

Publicado

em

Representantes do Sindicato das Indústrias de Frigoríficos e Matadouros do Estado do Acre (Sindicarnes) e empresários do setor estiveram reunidos na manhã desta quinta-feira, 29 de outubro, no Espaço Sindical, em Rio Branco, com representantes do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Acre (Idaf) para discutir questões relacionadas à inspeção sanitária.

Durante o encontro, que teve a presença do diretor-técnico do Idaf, Jessé Monteiro, do chefe da Divisão de Inspeção de Produtos de Origem Animal (DIPOA), Jonas Celestrini, do representante do Sindicarnes, Nene Junqueira, além de proprietários de indústrias filiadas ao Sindicarnes, foi debatido temas como rotulagem, material de suprimentos de inspeção, retirada de material específico de risco e cadastro de produtos não comestível no SISDAF, entre outros.

Para Nene Junqueira, a reunião foi positiva para as indústrias frigoríficas. “Avançamos em assuntos relevantes para o nosso setor. Agradecemos a presença dos empresários, pois alguns vieram até do interior do Estado para contribuir com nossas discussões. Também reconhecemos a boa vontade do Idaf, que tem se mostrado sensível às pautas do nosso segmento”, frisou o diretor sindical.

O presidente da Federação das Indústrias do Acre, José Adriano, também acompanhou parte da reunião e reforçou que a FIEAC está à disposição para contribuir com avanços no ramo frigorífico. “Temos toda uma estrutura jurídica, técnica e administrativa e um relacionamento forte com o Congresso, via Confederação Nacional da Indústria (CNI). E entendemos que o setor precisa estar unido e nossa missão, enquanto FIEAC, é conectar a classe empresarial para pensar nos desafios e buscar as soluções para avançarmos em nossos empreendimentos”, ressaltou José Adriano.

Assessoria FIEAC

Continuar lendo

Cotidiano

Homem tem casa invadida e é alvejado a tiros por engano no bairro Boa União

Publicado

em

Ronilson Silva, de 29 anos, foi ferido a tiros na manhã desta quinta-feira, 29, dentro de sua residência localizada na rua 26 de Julho, no bairro Boa União em Rio Branco. A polícia informou que Ronilson estava em casa quando um homem não identificado invadiu a residência e efetuou vários tiros na direção da vítima, que foi atingida com dois projeteis na região do abdômen e coxa direita.

Após a ação, o criminoso fugiu do local. A vítima relatou que o alvo do bandido era o seu primo e que foi ferido por engano. A ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada e os paramédicos prestaram os primeiros atendimentos. Logo em seguida, Ronilson foi conduzido ao Pronto-Socorro de Rio Branco em estado de saúde grave.

Policiais Militares estiveram no local e após colher as características do autor do crime fizeram patrulhamento na região em busca de prendê-lo, mas ninguém foi encontrado.

Agentes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) já iniciaram as investigações em busca de identificar o criminoso. A Polícia acredita que o crime foi motivado pela guerra entre facções.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas