Conecte-se agora

Governador diz que vai faltar medicamentos, máscaras e testes rápidos de Covid-19

Publicado

em

O governador Gladson Cameli (Progressistas) surpreendeu os jornalistas na manhã deste domingo, 21, após uma visita ao hospital de campanha de Cruzeiro do Sul, ao afirmar que nos próximos dias, deverá faltar medicamento, teste rápido, máscaras e outros itens relacionados ao enfrentamento da Covid-19 no Acre.

O motivo, segundo ele, não é falta de dinheiro e sim a falta destes produtos para pronta entrega. Gladson reclamou de alteração constante de valores, da forma de pagamento exigida, sempre a vista para entrega em 15 dias e, da necessidade de adequação da operação às leis e a burocracia .

“Eu vou parar de comprar teste. Quando vou comprar a empresa diz eu só tenho isso aqui e tem que pagar agora e receber daqui a 15 dias e eu tenho que comprar porque tenho que salvar vidas”. Dito isso, lembrou o governador que “isso tudo é meu nome e meu CPF que estão lá e uma hora a conta chega e o que aconteceu aqui em Cruzeiro do Sul poderia ter acontecido comigo”.

O desabafo foi feito ao lado o prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, que foi alvo de operação da Polícia Federal por uma operação de compra de medicamentos.

O governador do Acre disse ainda que de agora em diante vários governadores Agora vão se respaldar e fazer uma grande compra conjunta”.

Sobre a flexibilização das normas para a abertura do comércio, Cameli reafirmou a decisão de dividir a responsabilidade com os prefeitos e Ministério Público. E ouviu do prefeito Ilderlei Cordeiro que após o funcionamento do hospital de campanha vai reabrir o comércio do município.

Ao ouvir a decisão de Ilderlei, Gladson foi taxativo ao perguntar: o comércio está fechado?

O questionamento foi irônico e completou o ponto de vista dizendo: “Nós estamos em 2020, somos todos adultos e somos responsáveis por nossos atos. Então temos que dividir responsabilidades”.

Anúncios

Na rede

TRE nega candidatura de cunhada do prefeito Isaac Lima

Publicado

em

O pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) rejeitou nessa quinta-feira, 29, o provimento do recurso de defesa da candidata a prefeita de Mâncio Lima, Wilsilene Siqueira. Por 6 votos a 1, o TRE, confirmou o indeferimento candidatura já determinado pelo juiz eleitoral da 4° Zona, Marlom Machado.

No dia 17 de outubro, o juiz eleitoral Marlon Martins Machado indeferiu o registro de candidatura de Wilsilene, acatando pedido do Ministério Público Eleitoral , que alega impossibilidade da candidatura porque Wilsilene é casada com o irmão do atual prefeito da cidade, Isaac Lima, do PT.

Além do Ministério Público , a coligação MDB / PSDB do município também havia pedido a impugnação com a mesma alegação: o parentesco da candidata com o atual prefeito e candidato à reeleição.

No dia 19, o advogado de Wilsilene, Luiz Bentes, recorreu da sentença por entender que o caso deveria ser analisado com nas instâncias superiores, “tendo em vista que Silene, por ser cunhada do prefeito Isaac Lima, nunca teve qualquer benefício em favor dela ou de sua campanha, o que é público e notório”, alegou.

Continuar lendo

Na rede

Justiça eleitoral do Juruá pode suspender atividades de campanha por causa da Covid-19

Publicado

em

Tendo em vista o aumento da Covid-19, o juiz eleitoral de Cruzeiro do Sul, Marlon Machado, poderá proibir reuniões, comícios, bandeiraço e outras atividades das campanhas eleitorais das eleições municipais deste ano. Nesta sexta-feira, 30, na sede da secretaria Municipal de Saúde, o magistrado vai se reunir com candidatos a prefeito do município para tratar da aglomeração de pessoas em eventos políticos. Em seguida, dará entrevista para a imprensa local, na sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Cruzeiro do Sul, onde deverá anunciar medidas a serem adotadas.

Em Cruzeiro do Sul, há 3.614 casos de coronavírus. No Hospital de Campanha havia 8 pacientes com Covid-19 na última segunda-feira, já na terça, haviam 14 internados e nesta quarta-feira, 28, continuaram os 14, sendo 6 na Unidade de Terapia Intensiva – UTI.

Em setembro, durante 5 dias, a UTI do Hospital de Campanha chegou a ficar sem pacientes. O diretor do Hospital de Campanha de Cruzeiro do Sul, médico Marcos Lima, e a secretária municipal de saúde, enfermeira Janaína Negreiros, já externaram preocupação quanto à possibilidade da segunda onda de Covid-19 no município.

Janaína, que será a anfitriã da reunião entre os candidatos e o juiz Marlon Machado, disse que é inegável a relação dos eventos políticos com o aumento do número de internação e complicação de casos de Covid-19 no município e que é necessário agir.

“O Comitê Municipal de Covid já havia se reunido nessa terça-feira por causa do aumento das internações, aí houve esse contato do juiz, Dr. Marlon, com essa pauta de aglomeração para tratar com os candidatos sobre aglomeração em eventos políticos. Temos que tomar medidas para evitar sim essa segunda onda de Covid em Cruzeiro do Sul”.

Nos últimos dias, os candidatos a prefeito de Cruzeiro do Sul realizaram grandes eventos, como passeatas , carreatas e comícios, que reúnem milhares de pessoas, sendo a maioria sem máscaras. Dos três candidatos, apenas um (na maioria das vezes), utiliza máscaras em eventos públicos.

Continuar lendo

Na rede

Clodoaldo diz que vai entregar prefeitura de Cruzeiro do Sul com dinheiro em caixa e sem dívidas

Publicado

em

Completando dois meses de gestão nesta quarta-feira, 28, o prefeito de Cruzeiro do Sul, Clodoaldo Rodrigues , disse que vai entregar a prefeitura para o sucessor com dinheiro em caixa, sem dívidas, sem folha de pagamento inchada e com os 511 aprovados no concurso contratados.

Ele explicou que a falta de medicamentos – problema herdado da gestão passada – está sendo sanada com nova aquisição. “Não culpo gestor passado, mas não havia remédios, o que está sendo solucionado e em breve estaremos com todas as unidades de saúde abastecidas e a saúde vai ficar ainda com dinheiro em caixa”.

Com relação à infraestrutura, o gestor municipal destacou que segue o asfaltamento de ruas da cidade e que a prefeitura vai atuar até que haja possibilidade. “Vamos aproveitar até o último dia de sol”, afirmou Clodoaldo.

Continuar lendo

Na rede

Aglomerações sem cuidados sanitários podem estar aumentando internações em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Foto: Pixabay

Cruzeiro do Sul tem 3.614 casos de Covid-19 e nesta semana vem sofrendo aumento do número de internações no Hospital de Campanha por causa do coronavírus. Enquanto isso, a campanha eleitoral para as eleições municipais de novembro segue em ritmo acelerado e sem respeito às regras de prevenção à Covid-19. Atividades políticas, como passeatas, carreatas, reuniões e comícios causam intensas aglomerações e alguns candidatos e apoiadores não usam máscaras durante os eventos. No último sábado, 24, dois candidatos fizeram eventos com a presença de milhares de pessoas na região central e bairros de Cruzeiro do Sul.

As fotografias publicadas nas redes sociais dos candidatos desde o início da campanha provam a negligência com as medidas de segurança com relação ao coronavírus. O candidato Fagner Sales, do MDB, começou a campanha fazendo o uso da máscara, mas ele, os familiares e apoiadores passaram a não utilizar a proteção.

O candidato do PSL, Sargento Adônis, que já foi criticado por esse motivo nas redes sociais, também não usa máscara em encontros e reuniões. Zequinha Lima do PP, já apareceu com e sem máscara nos compromissos políticos em busca de votos.
Aumento de internações

Nessa segunda-feira, 26, havia 8 pessoas internadas no Hospital de Campanha de Cruzeiro do Sul com Covid-19 e nessa terça o número passou para 14. O diretor da unidade hospitalar, médico Marcos Lima, está preocupado com a possibilidade de uma segunda onda da doença no município. “Houve uma estabilização nos números, mas a doença não parou. As pessoas precisam seguir com os cuidados, como o uso de máscaras, o distanciando e as medidas de higienização das mãos para evitar uma segunda onda de Covid”, alerta.

A secretária municipal de saúde de Cruzeiro do Sul, Janaína Negreiros, também teme um novo pico de coronavírus, alertando que há jovens internados com Covid-19 na cidade. “Já tivemos 64 óbitos por Covid em nosso município. Temos que evitar um novo pico”.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas