Conecte-se agora

Incentivo rural e boa safra torna Mâncio Lima referência na produção de melancia

Publicado

em

É chegado o verão amazônico e com ele a colheita de um dos frutos mais valorizados pelos acreanos: a melancia. A boa safra do fruto apoiada pela prefeitura de Mâncio Lima faz com que a cidade seja uma referência na produção da melancia na região do Vale do Juruá. O fruto de polpa vermelha, doce e com alto teor de água ainda contém vitaminas do complexo B e sais minerais, como cálcio, fósforo e ferro.

Mâncio Lima se destaca em muitos aspectos quando o assunto é agricultura familiar. “A melancia tem uma data especÍfica para colheita e todos os anos a nossa colheita tem tido resultados positivos e só tem crescido nos últimos anos. Estou muito feliz pelo apoio que temos dado ao produtor rural”, disse o prefeito Isaac Lima.

No ano passado, a cidade colheu mais de 1,5 toneladas do produto considerado com um excelente mercado. “A fruta é vendida por um preço que agrada ao agricultor e o consumidor final”, diz Lima. O prefeito destaca a importância de trabalhar de forma adequada com a melancia. “É preciso plantar no período certo e aproveitar as condições climáticas. Estamos investindo na agricultura porque esta é umas das alternativas viáveis para melhorar a vida do homem do campo e aquecer a nossa economia”, garante.

Com incentivo ao produtor rural, há oportunidade para diversificar a economia e a produção agrícola. A prefeitura de Mâncio Lima diz ter feito investimentos importantes para garantir que a fruta rasteira originária da África, pertencente à mesma família do pepino, da abóbora e do melão, chegue à mesa da população local e dos municípios vizinhos.

A prefeitura destaca que o apoio no preparo do solo, acompanhamento técnico orientando a maneira correta do plantio, identificação dos solos mais propícios para a boa safra, tem sido um trabalho intenso realizado pela secretaria de Produção. No município, mais de 40% dos produtores rurais alternam seus plantios com a melancia e mais de 80 hectares de área já foi mecanizada e a previsão de colheita para 2020 é de pouco mais de 2,5 mil toneladas de melancia.

“A cultura da melancia no nosso município é milenar e muito importante porque ela propicia uma renda extra para o produtor rural. É uma atividade que já estamos trabalhando há muito tempo. É importante ter uma série de cuidados para que o produtor tenha baixo risco com a atividade e venha a produzir frutos de qualidade. Para se produzir com qualidade é essencial ter conhecimento, novas tecnologias e cuidados iniciais desde o preparo do solo à época correta do plantio e da colheita”, ressalta o secretário municipal de Produção, Ezio Pereira Júnior.

Júnior reitera o apoio fundamental da prefeitura que tem garantido à Mâncio Lima a fama de produtor da melhor melancia do Juruá. “Estamos trabalhando com os produtores rurais desde o preparo da área ao acompanhamento com nossa equipe técnica, auxiliando na produção e transporte até os mercados consumidores da região do Juruá. Desde o ano passado que nós somos os maiores produtores desta fruta no Juruá”, diz Junior.

O deputado estadual Jonas Lima é um grande entusiasta da agricultura familiar. De família com tradição na produção rural, o parlamentar vê um novo momento para o homem do campo. Lima, que é natural de Mâncio Lima, desconhece um solo rico e fértil como este.

“Mâncio Lima me orgulha pela tradição e cultura com a agricultura familiar. Aqui é uma terra de solo rico e o nosso povo é criativo e trabalhador. Fico feliz em ver os investimentos que o prefeito Isaac e a vice-prefeita Ângela tem feito para a diversificação agrícola, que é a saída para uma economia sólida. Essa é uma das minhas bandeiras de lutas que sempre tenho defendido”, afirma o parlamentar.

A melancia também é capaz de ajudar a prevenir diversas doenças, como diabetes, infecção urinária e variados tipos de câncer. Quem fala entusiasmado sobre esta iguaria é o produtor rural Rosemir de Queiroz Pinheiro, considerado um dos maiores produtores de melancia de Mâncio Lima. Sua propriedade com mais de 28 hectares com plantação de melancia já passa pela colheita deste ano. Para o agricultor, a expectativa para 2020 é de colher uma média de 40 toneladas, que será vendida entre R$ 10 e R$ 20 nos mercados de Mâncio Lima e Cruzeiro do Sul.

“Eu trabalho com a melancia por safra porque não tenho cobertura para trabalhar o ano inteiro e a gente aproveita o início do verão entre os meses de março, abril e maio porque, depois disso, a mão-de-obra fica cara e é necessário usar o sistema de irrigação. Em Cruzeiro do Sul é um dos melhores mercados de melancia, todas que levo consigo vender eu não volto com o produto. Este ano estou prevendo colher uma base de quatro mil melancias, vendidas entre R$ 12 e R$ 20 e com isso lucrar pouco mais 60% e ter uma renda extra para a família”.

O fruto leva em média 80 dias para ser colhido. Observar o comportamento do clima, manter o roçado limpo e livre de pragas é essencial para a qualidade, doçura e boa frutificação da planta. O município ainda não trabalha com o sistema de irrigação e sombreamento para o produto e conta com a colaboração do meio ambiente para a produção local.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas