Conecte-se agora

Líderes de facção são transferidos do presídio de Cruzeiro do Sul para Rio Branco

Publicado

em

O Batalhão de Operações Especiais (BOPE) da Polícia Militar de Rio Branco e o Grupo Penitenciário de Operações Especiais (Gpoe) de Cruzeiro do Sul realizaram uma ação conjunta na manhã desta quinta-feira, 18, para transferir seis presos do Juruá para a capital acreana. Os seis detentos transferidos seriam líderes de uma organização criminosa atuante no Acre.

O comboio seguiu pela BR-364 e chegou a Rio Branco por volta das 15h30 desta quinta. Os presos já estão no Presídio de Segurança Máxima Antônio Amaro. A transferência foi decidida após o setor de inteligência operacional da secretaria de Segurança Pública do Estado (Sejusp) descobrir que uma facção criminosa se preparava para realizar uma nova tentativa de resgate de presos no Complexo Penitenciário Manoel Neri, e que contaria com reforço externo.

A operação foi coordenada pela Sejusp e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Acre. A Polícia Militar coordenou as ações operacionais em apoio ao Instituto de Administração Penitenciária (Iapen).

No último domingo, dia 14, as polícias Civil, Militar e Penal desarticularam uma tentativa de fuga de 33 presos. Dois homens, identificados como Moisés, o “Bebezão”, e Ernegildo foram presos nas proximidades do presídio enquanto aguardavam os presos que tentariam escapar do local. Eles só não contavam que do lado de dentro da penitenciária os policiais penais conseguissem frustrar a fuga planejada por 33 presos do Bloco 7.

Outros homens, inclusive de Rio Branco, estariam dando apoio na tentativa de fuga de lideranças da facção que atua no Juruá. Estes conseguiram se evadir.

A polícia também relata que o policial penal identificado como Gonçalves teria ajudado na tentativa de fuga e resgate ocorrida no domingo. Ele foi preso às 5 horas da manhã desta quinta-feira, 18, dentro do Presídio Manoel Neri, enquanto estava de plantão.

O comandante geral da Polícia Militar do Acre, coronel Ulysses Araújo, diz ter determinado para a PM de Cruzeiro do Sul, bem como ao Comando de Operações Especiais (COE), que reforcem o policiamento e o combate ao crime organizado para coibir retaliações em Cruzeiro do Sul. “A polícia tem tido sucesso se antecipando às ações dos criminosos e vamos seguir combatendo o crime com inteligência e ações enérgicas”, avisou o comandante.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas